O que é a redação técnica?

Entenda o que é e quais são as diferenças entre esse tipo e a redação literária


Antes de entendermos o que é a redação técnica, vamos separar o conceito em cada uma das palavras que o formam para melhor compreensão. Redação: ato de redigir, exprimir por meio da escrita as ideias e pensamentos. Técnica: conjunto de métodos usados para a execução de determinado trabalho que visa obter um determinado resultado. Mas o que é, afinal, a redação técnica?

Redação técnica

Trata-se de um texto que exige alguns conhecimentos, e deve seguir alguns processos – como linguagem, estruturação, espaçamento, forma de início e final, entre outros aspectos -. São textos técnicos a ata, certificados, circular, contrato, memorando, parecer, procuração, recibo, relatório e currículos, por exemplo.

Redação técnica x Redação literária

É importante, antes de mais nada, sabermos quais são as características linguísticas de cada um dos tipos de redação. Ao solicitarmos uma declaração com qualquer finalidade, desejamos que ela seja clara e objetiva quanto ao seu objetivo. Mas quando lemos um livro ou um poema, a interpretação que faremos pode ser muito diferente da de outro leitor. Isso acontece graças à linguagem subjetiva usada na redação literária, permitindo diversas interpretações e deixando o interlocutor livre para entender como preferir.

O que é a redação técnica?

Foto: Reprodução/ internet

A redação técnica, por sua vez, tem como objetivo informar e esclarecer, e, portanto, não pode permitir outras interpretações. Confira na tabela abaixo algumas das principais diferenças entre os dois tipos de redação:

Redação Literária Redação Técnica
Finalidade discursiva expressa pelo entretenimento Finalidade discursiva voltada para a informação e para o esclarecimento
Predomínio de um vocabulário voltado para a subjetividade, sobretudo demarcado pelo uso de figuras de linguagem Uso de linguagem denotativa – com sentido original das palavras expressas
Discurso envolto por multiplicidade de interpretações Precisão do vocabulário
Emprego das funções: poética, metalinguística e emotiva, pautadas pelo espírito subjetivo do emissor Predomínio da função referencial, fundamentando-se em dados concretos
Apego aos aspectos estéticos da linguagem – revelado pela subjetividade presente Imparcialidade e exatidão que traduzem a eficácia da linguagem

Quando usar a redação técnica?

A redação técnica é usada mais comumente do que parece. Ela é necessária para emitir procurações, fazer recibos, requerimentos e até mesmo elaborar atas, situações que exigem comunicações específicas. São amplamente usadas no ambiente que tem contexto jurídico, comercial e administrativo, e não devem deixar brecha para más interpretações, portanto devem ser elaboradas cuidadosamente.


Reportar erro