O Rio São Francisco: características e curiosidades

Conhecido como rio da integração nacional, ele atravessa os estados Minas Gerais, Bahia, Pernambuco, Sergipe e Alagoas. Além disso, atravessa 521 cidades


Possuindo mais de 2.800 quilômetros de extensão, o rio São Francisco é o maior rio totalmente brasileiro, passando por cinco estados do Brasil.

Desta forma, é conhecido como o rio da integração nacional, tendo em vista que passa por Minas Gerais, Bahia, Pernambuco, Sergipe e Alagoas. Assim, acredita que este curso d’água consegue unir culturas e outros aspectos de várias regiões do país.

Primeiras navegações

A descoberta do rio é referida à expedição feita por Américo Vespúcio, na foz do flume, no ano de 1501. Porém, foi só no dia 4 de outubro deste mesmo ano, que o navegador, ao lado de André Gonçalves, realizou uma expedição de reconhecimento do rio.

o-rio-sao-francisco-caracteristicas-e-curiosidades

Foto: reprodução/site wikipedia

Por esta razão, o nome São Francisco foi atribuído a este curso de água natural, pois esta foi a forma encontrada pelos navegantes  de homenagear o santo católico de mesmo nome, comemorado nesta data.

Mas, apesar do nome atribuído pelo navegadores, o rio já era um antigo conhecido dos índios Xakriabá, os quais o chamavam de Opará, nome que significa algo semelhante a “rio-mar”, devido ao percurso feito pelo São Francisco. Atualmente, também é conhecido como o “Velho Chico”, devido ao seu tempo de existência.

Características do rio

A nascente do rio São Francisco fica na Serra da Canastra, localizada no município de São Roque de Minas, nas mediações centro-oeste de Minas Gerais. Depois, parte no sentido da Bahia, passando pelo norte de Pernambuco.

Já no final de seu percurso, estende-se em uma divisa natural pelos estados de Sergipe e Alagoas, desaguando no oceano Atlântico. Entre este percurso, o Velho Chico atravessa 521 municípios brasileiros.

Por esta razão, passa por diversas condições geográficas, climáticas e naturais. Além do São Francisco, que é o rio principal desta bacia hidrográfica,  existem outros rios afluentes, como: Abaeté, das Velhas, Paraopeba, Jequitaí, Paracatu, Verde Grande, Urucuia, Carinhanha, Corrente e Grande.

Fonte rica de água

Toda esta extensão faz deste rio uma fonte de sobrevivência para as comunidades que vivem nas regiões por onde ele passa. Para se ter uma ideia, já foram feitas usinas hidrelétricas como a de Paulo Afonso, Três Marias, Xingó, Sobradinho e Itaparica.

Além disso, o Velho Chico é utilizado para outras atividades econômicas, como navegação, transporte, turismo, irrigação de plantações e pesca. Por ser tão rico em água, o rio está entre uma mega obra do governo federal que visa a sua transposição, isto é, interferir no percurso do rio para abastecer regiões afetadas pela seca na região do Nordeste do país.


Reportar erro