O significado por trás da bandeira da República Dominicana

A representação máxima do país, a bandeira, fornece símbolos de origem cristã, mas também elementos pagãos. A força armada também está representada


Ex-colônia espanhola, a República Dominica é uma nação insular (pertencente a uma ilha) da América Central, localizada na ilha Hispaniola, no mar do Caribe. É a segunda maior nação do Caribe.

A única fronteira terrestre do país é com o Haiti, a oeste. A independência nacional foi conquistada em fevereiro de 1844, contudo, em 1861, a Espanha voltou a exercer domínio no país, que só obteve total autonomia em 1865.

Juan Pablo Duarte, um jovem de alta posição social que havia estudado na França e com ideais nacionalistas, foi uma figura central no movimento de independência da República Dominicana e criador do maior símbolo do país, a bandeira.

O significado por trás da bandeira da República Dominicana

Foto: depositphotos

A Bandeira

A bandeira da República Dominicana foi criada quando o país se tornou independente do Haiti em 1844. Juan Pablo Duarte, líder do movimento de independência, desenhou a bandeira, alterando a disposição dos retângulos azul e vermelho da bandeira do Haiti.

A bandeira possui uma cruz no centro, que se estende para as extremidades e divide a bandeira em quatro retângulos. No centro da cruz, há o brasão da República Dominicana.

As cores e seus significados

  • Vermelho: representa o sangue derramado pelos patriotas nas batalhas pela independência.
  • Azul: representa o céu que cobre todo o país -“que Deus protege a nação Dominicana e os ideais de progresso dos dominicanos”.
  • Branco: representa a paz e a unidade entre todos os dominicanos.

Brasão de Armas (Emblema central)

O brasão de armas da República Dominicana possui as cores da bandeira, apoiado por um ramo de loureiro (à esquerda) e de palma (à direita). Ao mesmo tempo em que a bandeira possui elementos cristãos, ela também traz símbolos pagãos.

De acordo com a mitologia greco-romana, Apolo – o forte deus do sol, um dos doze deuses olímpicos e filho de Zeus – nasceu de uma palmeira. E teria passado a utilizar uma coroa de louros em decorrência de Dafne – por quem ele tinha se apaixonado – ter se transformado em um loureiro para dele se esconder.

Assim, os ramos – bem como a coroa de louros, frequentemente oferecidos como prêmio a militares e a atletas – estão no brasão de armas da bandeira da República Dominicana.

Acima do escudo, uma fita azul mostra o lema nacional: Dios, Patria, Libertad (em português: Deus, Pátria, Liberdade). Abaixo do escudo, as palavras República Dominicana aparecem numa fita vermelha.

No centro do escudo, ladeado por três lanças de cada lado (duas delas com a bandeira da República Dominicana de cada lado), e uma Bíblia Católica com uma pequena cruz dourada por cima.

O artigo 32 da constituição determina que a Bíblia esta aberta ao livro do Novo Testamento, João 8:32, onde se lê “conocerán la verdad, y la verdad los hará libres”, tradução literal: “e conhecereis a verdade e a verdade vos libertará”.

O brasão aparece no centro da bandeira da República Dominicana está presente em todos os documentos oficiais emitidos pelo Estado. Também está na frente das agências públicas, tribunais, escritórios judiciais, fortalezas e outras unidades das Forças Armadas e da polícia. Bem como está presente em vários monumentos.


Reportar erro