Onde surgiu o primeiro ovo de Páscoa?

Quem inventou a moda calórica dos presentes de Páscoa à base de chocolate foram os franceses. Porém, há uma longa história antes da propagação desse costume


Páscoa é uma festividade do cristianismo para se comemorar a ressurreição de Jesus Cristo. Antecipada pela Quaresma – período de 40 dias que os cristãos usam como forma de penitência e jejum-, essa festa é celebrada no último dia da Semana Santa. As cerimônias se iniciam, entretanto, na “Sexta-feira Santa”, que representa simbolicamente a crucificação do Messias e finaliza no “Domingo de Páscoa”, reunindo os fieis para festa de ressurreição de Cristo.

No dia de encerramento da Quaresma, as pessoas costumam presentear seus conhecidos com ovos de chocolate. Mas, ao contrário do que muitos pensam, essa tradição não surgiu a pouco tempo. Na verdade, em épocas antes de Cristo o ato de ofertar a alguém querido ovos de galinha já era uma prática bastante comum. Entender todo esse processo de mudança de um tipo de ovo para outro é o que vamos fazer neste artigo.

Povos antigos e os ovos de galinha como presentes

Os egípcios, germânicos e persas foram os primeiros povos da história a apresentarem o hábito de presentearem seus entes queridos com ovos de galinha. Geralmente, essa manifestação ocorria junto com a chegada da primavera e para representar essa época os ovos eram pintados com gravuras indicando paisagens naturais. Mais tarde, os historiadores atribuíram esse aspecto cultural aos chineses.

Ovo de Páscoa de chocolate

Foto: Depositphotos

Os ovos de galinha no período da Páscoa

Meio que indiretamente, os ovos de galinha passaram a ser presenteados na Páscoa. Isto ocorreu devido a um fato que sucedeu no século XII e que envolveu Luís VII, rei da França. Nesta época, ao voltar da Segunda Cruzada -luta que ocorria no mesmo período do jejum da Quaresma- foi recebido com festa pelos povos. O superior da Abadia de St. Germain-des-Près resolveu presentear aos pobres com metade dos produtos conquistados nas terras exploradas, a exemplo de vários ovos.

Já no século XV, o rei Luís XI foi obrigado pela igreja para proibir o consumo de ovos de galinha durante a Quaresma, período em que as pessoas deveriam fazer a penitência. Desta forma, a população foi obrigada a se presentear apenas no Domingo de Páscoa após a missa. O tempo foi passando e as pessoas mais ricas presenteavam os demais com ovos requintados, muitas vezes recoberto de ouro. Os nobres, por sua vez, banhavam os ovos de ouro e presenteavam seus súditos mais queridos.

O surgimento dos ovos de chocolate

Quem inventou a moda calórica dos presentes de Páscoa à base de chocolate foram os franceses. Eles esvaziavam os ovos de galinha e os recheavam com chocolate. Finalizavam o presente com uma pintura colorida por fora. Mais tarde, os pais acabaram criando um costume de preparar os ovos e escondê-los no jardim para que as crianças procurassem os presentes deixados pela famosa figura do coelhinho da Páscoa.

Mesmo com essas novas formas de presentear, em muitos lugares do mundo ainda há a preservação da tradição feita com ovos de galinha. Um exemplo que pode ser citado é o caso da Bulgária, que depois de receber a bênção distribuem presentes aos familiares da forma feita pelos povos antigos.


Reportar erro