Orações reduzidas

Saiba mais sobre as orações reduzidas, aquelas que apresentam o verbo nas formas de gerúndio, particípio ou infinitivo, ou seja, nas suas formas nominais.


Denominam-se orações reduzidas aquelas que apresentam o verbo nas formas de gerúndio, particípio ou infinitivo, ou seja, nas suas formas nominais.

Essas orações podem, em geral, ser desenvolvidas em orações subordinadas, sendo classificadas como as desenvolvidas correspondentes. Ao contrário das demais orações subordinadas, as orações reduzidas não são introduzidas por conectivos.

Tipos de orações reduzidas

Orações reduzidas

Imagem: Reprodução/ internet

São três os tipos de orações reduzidas:

I) Orações Reduzidas de Infinitivo

Substantivas subjetivas: exercem a função de sujeito do verbo de outra oração.

Exemplos:

– Não convém agires desta maneira.
– É certo ter ocorrido uma discussão de interessados.
– É necessário gostar de frutas, legumes e verduras.

Substantivas objetivas diretas: exercem a função de objeto direto.

Exemplos:

– Peça-lhes fazer silêncio.
– O técnico assegurou serem seguros os equipamentos.
– As crianças fazem rir seus pais.
– Ordenou saírem todos imediatamente.

Substantivas objetivas indiretas: aquelas que funcionam como objeto indireto da oração principal.

Exemplos:

– Gosto de ficar sozinha.
– Aconselho-te a sair logo.

Substantivas predicativas: funcionam como adjetivo da oração principal.

Exemplos:

– Seu desejo era adquirir uma casa.
– O melhor seria fazerem a viagem.

Substantivas completivas nominais: funcionam como complemento de um nome da oração principal.

Exemplos:

– Ele está disposto a arriscar tudo.
– Beatriz estava disposta a sair da casa.

Substantivas apositivas: aquelas que funcionam como aposto da oração principal.

Exemplos:

– Ele nos fez um convite: comparecermos ao seu aniversário.
– Recomendou-lhe dois procedimentos: ler e refletir a obra de Carlos Drummond de Andrade.

Adjetivas: funcionam como adjetivo da oração principal.

Exemplos:

– Ele foi o único a apreciar a peça. (restritiva)
– Aquele, a encenar no palco, é meu amigo. (explicativa)

Adverbiais: funcionam como adjunto adverbial da oração principal.

Exemplos:

– Eu lamento por ter chegado tarde. (causal)
– Alegraram-se ao receberem as medalhas. (temporal)
– Fiz um empréstimo para viajar. (final)
– Apesar de estar triste ele continua sorridente. (concessiva)
– Não poderá voltar ao trabalho sem me avisar com antecedência. (condicional)
– Ele se distraiu tanto a ponto de esquecer a discussão. (consecutiva)

II) Reduzidas de Gerúndio

Subordinadas adjetivas

Exemplos:

– Gosto de crianças correndo pela sala. (restritiva)
– Encontrei João, saindo de férias. (explicativa)

Subordinadas adverbiais

Exemplos:

– Retornando de férias, volte ao trabalho. (temporal)
– Desconfiando de suas explicações, dispensei-o. (causal)
– Mesmo estando doente assisti às aulas. (concessiva)
– Querendo, você conseguirá obter resultados positivas nas provas. (condicional)

III) Reduzidas de Particípio

Subordinadas adjetivas

Exemplos:

– Temos apenas um automóvel comprado com sacrifício. (restritiva)
– Fiquei surpresa com a casa, pintada de verde. (explicativa)

Adverbiais

Exemplos:

– Ferido na perna, ele não pode mais jogar futebol. (causal)
– Terminada a aula, os alunos retiraram-se da sala. (temporal)
– Excluídas as doações, como continuaremos com o projeto? (condicional)
– Vencido o jogo, continuarão treinando. (concessiva)

 

*Débora Silva é graduada em Letras (Licenciatura em Língua Portuguesa e suas Literaturas)


Reportar erro