Os circuitos elétricos

Corrente, tensão e resistência, são as principais grandezas consideradas quando se vai estudar a operação dos circuitos elétricos. Essas medidas são importantes, uma vez…


Corrente, tensão e resistência, são as principais grandezas consideradas quando se vai estudar a operação dos circuitos elétricos. Essas medidas são importantes, uma vez que permitem a manutenção e o dimensionamento de projetos e os materiais usados na instalação de um circuito elétrico residencial ou industrial como fusíveis, disjuntores, especificações de tomadas e bitolas de fios dependem de um dimensionamento correto.

Circuito elétrico

Foto: Reprodução

Aparelhos que analisam circuitos

Alguns instrumentos auxiliam, na prática, na medição e na análise de circuitos e dispositivos eletroeletrônicos, como os multímetros, que permitem medir voltagem, resistência ou corrente elétrica. Alguns são mais específicos, e também muito usados na prática, como o voltímetro, o amperímetro e o osciloscópio.

Como funcionam e para que servem?

Voltímetro

Utilizando-se de duas pontas de medida ligadas ao aparelho, operadas por um técnico ou usuário, o voltímetro mede a diferença potencial entre dois pontos de um circuito elétrico. Os medidores atualmente mais utilizados são os digitais, mas sua função e seu objetivo são os mesmos do analógico. Com ele é possível observar tensões locais, tanto de circuitos de correntes alternadas, que são aqueles alimentados por redes de distribuição elétrica, quanto nos circuitos com corrente contínua, ou seja, aqueles alimentados por pilhas ou baterias. Aqui no Brasil, é comum encontrar as tensões de 110 e 220 volts, representadas por 110 V e 220 V.

Amperímetro

Amperímetros são os aparelhos que medem a intensidade da corrente elétrica direta ou alternada. Composto por uma agulha fixa acoplada a uma bobina móvel e posicionada entre os polos de um magneto, permite visualizar através do movimento da agulha, a deflexão provocada pela intensidade da corrente que passa pela bobina. É comum encontrar em alguns automóveis um amperímetro que monitora o sistema elétrico do veículo, alimentado por uma bateria de 12 V, e com garantia de segurança por um conjunto de fusíveis. Os primeiros medidores de corrente elétrica, chamados de galvanômetros, foram desenvolvidos por Michael Faraday.

Osciloscópio

Usado para monitorar e analisar sistemas eletroeletrônicos na medicina diagnóstica e na mecânica de automóveis, o osciloscópio permite observar o valor da diferença de potencial (ddp) em função do tempo ou de outra ddp e funciona por meio de feixes de elétrons. Por serem partículas eletricamente carregadas, e em razão do baixo valor da massa do elétron, podem ser facilmente aceleradas e defletidas pela ação de um campo elétrico ou magnético. Por meio de uma tela fosforescente, a leitura é feita e é permitido realizar comparações das medições e fazer um registro de valores, por isso é eficaz em medições específicas e laboratoriais.


Reportar erro