Os esquimós: grupos étnicos que vivem no Ártico

Nômades por natureza, os esquimós são povos solidários e muito pacíficos. Conheça as características destes povos que vivem na região mais fria do planeta


O termo “esquimó” se refere a grupos étnicos que vivem no Ártico, uma das regiões mais frias da Terra, desde 5 mil a.C. Atualmente, são cerca de 150 mil pessoas que não formam nem pertencem a alguma nação, ocupando uma faixa litorânea que cobre a Sibéria, o Alasca, o norte do Canadá e a Groelândia.

Nômades por natureza, os esquimós são povos solidários e muito pacíficos.

Origem

Procedentes do nordeste da Ásia através do Estreito de Bering, os esquimós chegaram ao Alasca, no Ártico, há cerca de 15.000 anos. As teorias mais difundidas afirmam que o assentamento destes povos nas regiões mais frias do planeta ocorreu devido à expulsão que sofreram por parte dos índios americanos, há 12 mil anos.

O termo “esquimó” significaria “comedor de carne crua”, no entanto, a origem da palavra não é certa, pois eles mesmos não se chamam de “esquimós”.

Devido ao compartilhamento do mesmo habitat que os ursos polares, este povo aprendeu alguns de seus hábitos para a sobrevivência, como o deslocamento no gelo e a construção de casas contra o frio (os iglus). A partir do século XVII, os esquimós entraram em contato com outros povos, o que proporcionou o acesso a novas ferramentas de trabalho (armas de fogo) e novas fontes de edificação (madeira).

Os inuits são os mais populosos entre as dezenas de etnias.

Os esquimós: grupos étnicos que vivem no Ártico

Foto: Reprodução/ internet

Características

No geral, os esquimós são baixos: os homens medem, em média, 1,60 centímetros e as mulheres 10 centímetros menos, com braços e pernas curtos e fortes. É um povo solidário, acolhedor e pacífico, pois aprendem a viver em conjunto desde cedo.

A sua civilização é baseada na família, patriarcal e poligâmica, em que o homem pode ter várias mulheres, de acordo com o seu poder aquisitivo.

Segundo as suas crenças, as crianças são reencarnações de seus antepassados e, por isto, são muito importantes. Estes povos acreditam na existência de seres superiores, porém, não fazem orações nem cultos.

A língua que falam é a “inuite”, que possui variantes de acordo com os assentamentos onde vivem. Como as terras do norte são extremamente frias, o plantio não é uma possibilidade, e os esquimós caçam e pescam para se alimentarem e sobreviverem.

No inverno, os esquimós saem em busca de alimentos, pois o gelo congela os rios próximos, o que dificulta a pesca. O principal meio de transporte dos esquimós é o trenó, puxado por cães.

As roupas desses povos são feitas com pele de foca e forradas com pele de urso ou de raposas. Dentro das casas, as mulheres cozinham e costuram, enquanto os homens preparam as ferramentas para caçar.


Reportar erro