Osmose – Compreenda esse processo

Osmose é o processo físico no qual acontece um transporte entre dois meios que possuem concentrações diferentes de soluto. Saiba mais!


Quando estamos nos referindo ao meio molecular, é importante entendermos como acontece, por exemplo, o transporte de sais minerais e nutrientes em meio a concentração celular, e se fomos nos referir a este assunto será impossível não citarmos a Osmose, que nada mais é do que um processo físico no qual acontece um movimento entre dois meios com concentrações diferentes de soluto, onde a água percorre um determinado trajeto passando de um meio hipotônico, onde existe uma menor concentração soluta, para um hipertônico, com maior concentração de soluta.

Mecanismo osmótico

Mecanismo osmótico experimental | Imagem: Reprodução

Quando esses dois meios se concentram em um único soluto, que recebe o nome de isotônico, dizemos que o processo de osmose chegou a seu estado final. Ela não acontece apenas nas células do corpo humano, onde por sinal possui extrema importância em seu desempenho, mas também ocorre em vários outros sistemas da natureza.

Fluxo osmótico

Como seu funcionamento não resulta em nenhum tipo de gasto energético, onde a concentração de sais nas células acontece de maneira controlada, é normal qualifica-la como um tipo de transporte passivo, de primordial importância para o sistema. A direção do que podemos chamar de fluxo osmótico vai acontecer de acordo com a pressão que equilibrará a entrada ou saída de água entre os dois meios em questão, o que tem uma tendência a resulta na homogeneidade.

Se usarmos uma célula animal como exemplo, ao imergirmos uma hemácia em uma solução hipertônica, ao ser comparada com uma concentração citoplasmática, observaremos que ela perderá água por meio da osmose, vindo respectivamente a murchar, neste caso ela se denominará hemácia crenada. Já se essa mesma hemácia for ingerida em uma solução hipotônica, seu volume será acrescido em provimento à absorção de água. Como a membrana plasmática possui um limite de elasticidade, a pressão no interior da célula irá aumentar o que pode acarretar no que chamamos de plasmólise, que é quando essa membrana não suporta o seu conteúdo e acaba por se romper. Essa membrana é responsável por proteger o metabolismo celular, e a sua permeabilidade seletiva é de extrema importância na concentração interna da célula, o que contribui no controle de substâncias como íons, por exemplo.

Pressão osmótica

A osmose não sofre nenhum tipo de influencia pela natureza do soluto aplicado, mas sim pelo número de partículas em questão. Se por acaso suas soluções possuírem a mesma quantidade de partículas por unidade de volume, mesmo que ambas não possuam as mesmas características, não sendo do mesmo tipo, exercem uma mesma pressão osmótica, o que definimos como isotônicos. Se  houver algumas separação por membrana acontecerá um fluxo de água nos dois sentidos de maneira equivalente e proporcional.

Referente a esse fluxo através dessa membrana, a água se movimenta de forma livre, sempre indo do local de menos concentração soluta para o que existe uma maior concentração. Quando essa pressão da água atravessa a membrana nós dizemos que está acontecendo uma pressão osmótica.


Reportar erro