Período Regencial

O período compreende desde 1831, quando houve a abdicação de Dom Pedro I, até o ano de 1840, quando ocorreu o Golpe da Maioridade.…


O período compreende desde 1831, quando houve a abdicação de Dom Pedro I, até o ano de 1840, quando ocorreu o Golpe da Maioridade. O Brasil, entre esses anos, passou pelo governo de regentes, uma vez que Dom Pedro I abdicou, e seu filho herdeiro direto ao trono, Dom Pedro II, tinha na época apenas 5 anos.

Período Regencial

Foto: Reprodução

  • Regência Trina Provisória

De abril a junho, no ano de 1831, os senadores José Joaquim Carneiro de Campos, Nicolau Pereira de Campos Vergueiro e o brigadeiro Francisco de Lima Silva, foram escolhidos pelos deputados para assumir de forma provisória o governo do Brasil. A principal função desse governo foi realizar eleições que visavam a escolha de uma regência permanente.

  • Regência Trina Permanente

Do ano de 1831, quando ocorreu a escolha da regência permanente, ao ano de 1835, o país foi governado pelo Deputado João Bráulio Muniz, pelo Juiz José da Costa Carvalho e pelo Brigadeiro Francisco de Lima e Silva, escolhidos pela Assembleia Geral.

  • Regência Una de Feijó

De 1835 a 1837, o país passou a ser governado pelo Padre Diogo Antônio Feijó, que era defensor da ordem e da manutenção da aristocracia no poder. Durante o seu período de regência, ocorreram muitas revoltas e diante disso e da sua incapacidade de contê-las, ele renunciou.

  • Regência Una de Araújo Lima

Presidente da Câmara dos Deputados pelo Partido Conservador, rico e proprietário rural nordestino, Araújo Lima governou o país de 1837 a 1840. O período governado por ele foi marcado por medidas conservadoras.

O Golpe da Maioridade

No ano de 1840, houve o Golpe da Maioridade, quando os liberais defendiam que Dom Pedro II assumisse o poder mesmo sem ter alcançado a maioridade. Seus defensores diziam que a imagem de um forte imperador no poder seria o suficiente para trazer ao Brasil a ordem e o fim das rebeliões. Por meio do Golpe da Maioridade, os liberais conseguiram levar Dom Pedro II ao poder aos seus 14 anos. Dessa forma, finalizou-se o período de regências no Brasil.

Contexto histórico

Em 1831, ocorreu a abdicação de Dom Pedro I. A época em que ocorreu o período das regências na história do Brasil foi marcada por revoltas regionais, conflitos políticos em disputa pelo poder e revoltas sociais. Grande parte da população do país vivia em péssimas condições sociais, o que ajudou o Brasil a alcançar essa instabilidade, além da ausência de um governo eficaz na organização das forças políticas e na resolução de problemas básicos que afetavam a população.

Na política, a disputa concentrava-se em três grupos distintos. Os restauradores, que desejavam o retorno de Dom Pedro I ao poder; os exaltados, que buscavam uma descentralização do poder e o alcance da autonomia das províncias; e os moderados, que eram a favor do governo centralizado e da monarquia. Como consequência desse período, o Brasil viveu uma série de revoltas que aconteceram entre os anos de 1831 e 1840. Entre as mais famosas, estão A Sabinada na Bahia, a Baianada no Maranhão e a Revolução Farroupilha na região Sul, todas em consequência da desordem do período regencial. O período teve fim em 1840, com o Golpe da Maioridade que permitiu que o herdeiro Dom Pedro II assumisse o trono aos 14 anos.


Reportar erro