Plantation

Alguma vez você já ouviu falar no sistema plantation? Esse é um sistema agrícola que produzia, principalmente, produtos tropicais em latifúndios monocultores para a…


Alguma vez você já ouviu falar no sistema plantation? Esse é um sistema agrícola que produzia, principalmente, produtos tropicais em latifúndios monocultores para a exportação, era muito comum a utilização do trabalho escravo nesse sistema. Conheça um pouco mais sobre esse assunto agora mesmo!

Definição

Plantation foi um sistema agrícola de exploração colonial, ele foi muito utilizado entre os séculos XV e XIX, principalmente nas colônias da América. Isso se deu devido ao fato de que na América o solo era fértil e propício para o cultivo das diversas espécies vegetais. As principais plantas cultivadas foram as tropicais, pois elas se adaptavam com mais facilidade ao clima e às condições do solo.

Os sistemas agrícolas

Para que o sistema plantation seja compreendido, é preciso saber sobre os sistemas agrícolas. Estes classificam-se em dois tipos: o sistema agrícola intensivo e o extensivo. Veja a diferença entre cada um deles a seguir:

  • Sistema agrícola intensivo – também conhecido como agricultura intensiva, é praticado em propriedades que conseguem explorar a terra por um longo tempo, obtendo grande produção e usando técnicas modernas e máquinas. Geralmente esse sistema permite que o produto seja comercializado até para o exterior, pois a produção é muito grande.
  • Sistema agrícola extensivo – também conhecido como agricultura extensiva, é praticado em propriedades, geralmente, menores e que fazem o uso de técnicas comuns de cultivo de solo, sem equipamentos modernos. Consequentemente a produção é mais baixa e não comercializam com frequência o que produzem.
Plantation

Foto: Reprodução

Onde se praticava?

O sistema plantation era muito praticado na colonização da América, atualmente ainda é praticado em alguns países subdesenvolvidos. Este é um sistema de monocultura para exportação, pois o objetivo era complementar a agricultura dos europeus. Quase toda a produção era exportada e os produtos que permaneciam no país eram aqueles de menor qualidade.

Em nosso país, especialmente nos locais que a cana-de-açúcar e/ou o café eram cultivados, esse sistema ainda é usado, e em muitos casos o uso de mão-de-obra escrava é feito, mesmo esse tipo de ação sendo proibida.

As principais características

Entre as principais características do plantation temos:

  • Os grandes espaços de terras, que eram distribuídos para alguns exploradores, o que formou os latifúndios.
  • A monocultura, havia sempre um produto principal que regia toda a produção do país.
  • A mão-de-obra utilizada era a escrava, geralmente composta por negros trazidos da África até a colônia de destino.

Na economia

O plantation garantia lucros altos e proporcionava o chamado comércio triangular, onde os produtos eram vendidos na Europa em troca de tecidos, armas e álcool, que eram oferecidos aos mercadores africanos em troca de escravos. Estes eram levados às colônias para trabalhar nos latifúndios, formando assim um ciclo comercial.


Reportar erro