Plataforma que usa animação é criada para auxiliar no ensino escolar

O Pixar in a Box em português é disponibilizado gratuitamente na internet, o projeto visa explicar como os conteúdos das aulas são utilizados em animações


“Para quê eu vou usar isso na minha vida?”. Se você é aluno já deve ter usado muito essa frase dentro da sala de aula, e se você é professor já deve estar cansado de tanto ouvir esta pérola dos estudantes, principalmente se as aulas ministradas são de matemática, álgebra, geometria ou alguma outra disciplina vinculada a estes campos.

Pensando nesta questão sempre pautada por alunos, seja eles do ensino fundamental ou médio, a Pixar, empresa de animação digital norte-americana da The Walt Disney Company, desenvolveu um projeto que tem como objetivo explicar como os conteúdos ministrados em sala de aula são utilizados para montar os filmes de animação. Chamado de Pixar in a Box, o programa é disponibilizado gratuitamente na internet e já possui traduções para o português.

Como funciona o Pixar in a Box?

A proposta do projeto desenvolvido pela Pixar é fazer com que estudantes aprendam com filmes famosos da empresa, como o Toy Story, Wall-E e Valente. De acordo com  a diretora da Pixar University and Archive, Elyse Klaidman, em entrevista à Agência Brasil, a seleção destas películas foi proposital. “Como é grande o número de alunos e professores que conhecem e adoram os filmes da Pixar, cremos que terão mais motivos para estudar depois que perceberem a importância da matemática e da ciência no processo”, explica.

Plataforma que usa animação é criada para auxiliar no ensino escolar

Imagem: Reprodução/ Site Pixar in a Box

Com videoaulas e exercícios interativos, o projeto visa mostrar para os alunos como os conteúdos de matemática são aplicados pelos cientistas da computação na criação de personagens, cenários etc. Por exemplo, em uma das aulas o estudante pode aprender como a análise combinatória é usada para criar multidões de robôs no Wall-E. Também é possível descobrir como as médias ponderadas auxiliam na construção de personagens como o Buzz Lightyear e o Woody, de Toy Story. Além disso, um aluno pode descobrir a função dos arcos de parábola na criação das folhas que formam as florestas de Valente.

Para o cientista sênior e líder do Grupo de Pesquisa da Pixar, Tony DeRose, a resposta para a pergunta que iniciou este artigo pode ser oferecida pelo Pixar in Box, tendo em vista que o projeto mostra “exatamente onde os problemas do cinema e as matérias da escola se relacionam”.

O projeto no Brasil

Disponíveis online e de graça, as videoaulas foram traduzidas para o português com o apoio da Disney e do parceiro da Khan Academy, a Fundação Lemann. Os conteúdos podem ser acessados através do site do Pixar in a Box. Não é preciso se cadastrar para assistir as aulas, mas feito o registro é possível acompanhar o progresso de estudo. Só na América Latina são mais de 3,2 milhões de usuários cadastrados.


Reportar erro