Povos bárbaros

O nome “Bárbaro” surgiu entre os gregos, que significava estrangeiro. Os primeiros a serem chamados assim foram os persas, pois por terem um idioma…


O nome “Bárbaro” surgiu entre os gregos, que significava estrangeiro. Os primeiros a serem chamados assim foram os persas, pois por terem um idioma gutural (sons produzidos pela garganta) soava como se falassem um “bar-bar-bar”.  Mas à partir do século 1 a.C., os romanos começaram a chamar assim todos aqueles que não se submetiam ao seu Império, não falavam sua língua oficial, o latim, e não eram cristãos. Há três grupos principais de bárbaros: os Mongóis (eram do Extremo Oriente e contribuíram para a decadência do Império Romano do Ocidente), os Eslavos (estabeleceram-se na região dos Balcãs) e os Germanos (que eram da Escandinávia, da Europa central e do norte da África), os mais conhecidos.

Povos Bárbaros

Foto: Reprodução

No século IV e V, havia certa harmonia na convivência como o povo romano. Realizavam comércio pelas fronteiras e alguns dos povos germanos eram contratados para participar do exército romano. Porém essa convivência acabou quando no século VI os hunos, povos Mongóis, induziram invasões, que terminaram por acabar com o Império Romano do Ocidente. As invasões consistiam em busca de riquezas, de solos férteis e climas favoráveis.

Principais povos:

Os hunos: migrantes da Ásia. Eram conhecidos por serem muito violentos, cruéis e terem grande sede de guerras e saques. Eram nômades, viviam em carroças e barracas e eram criadores de cavalos. A principal fonte de renda era seus famosos saques e seu grande líder foi Átila, que invadiu o Império Romano duas vezes.  Quando Átila morreu, seus filhos dividiram o Império e foram vencidos pela força dos ostrogodos e outros povos.

Os anglo-saxões: era a junção de três antigos povos – anglos, saxões e jutos – e migraram da atual Alemanha para a Grã-Bretanha, onde expulsaram os bretões, nos séculos V e VI, e se apossaram da ilha. No século XI foram dominados pelos normandos. O atual nome da ilha, England (Inglaterra), é derivado da expressão Engla-lond, “Terra dos Anglos”.

Os francos: durante os séculos III e IV, dominavam as atuais Bélgica e Holanda e tentaram invadir a Gália, perdendo para os romanos. Só no século V, tirando proveito da invasão dos hunos, conseguiram o domínio do território. Até o século VIII controlaram a Europa Central, quando houve divisão e originou várias nações, entre elas a França.

Os vândalos: fugindo dos hunos, foram para o norte da África, onde foi criado um reino. Controlavam o oeste do mar Mediterrâneo com suas frotas piratas e em 455, saquearam obras de arte em Roma. Seu reino foi destruído em 533, com a invasão dos bizantinos.

Os ostrogodos: habitaram a Península Itálica, no século III. No século V, se relacionaram com os hunos e bizantinos, ocorrendo sua fragmentação.

Os visigodos: eram habitantes da Península Ibérica. Foram destruídos numa invasão mulçumana, no século VIII.

Características gerais:

Os bárbaros eram vistos como povos primitivos. Cultivavam cereais, criavam animais para a obtenção do couro, da carne e do leite, eram politeístas (adorando deuses ligados a força da natureza), poucos grupos sabiam escrever e não tinham grande noção de organização administrativa.


Reportar erro