Povos Incas – Economia, História e Política

Entenda como funcionava a economia, política e religião dos povos Incas. Uma das civilizações mais antigas da história


História

Os Povos Incas viveram durante o período pré-colombiano, numa região que abrangia o Peru, Chile, Bolívia, Equador e Argentina (mais especificamente a Cordilheira dos Andes). Esses povos chegaram a ter mais de quinze milhões de integrantes (e essa marca foi alcançada em duas décadas) e no começo, eram formados por índios da etnia quíchua – por isso viveram ao redor de Cuzco, que posteriormente virou a capital do império.

Povos Incas

Imagem: Reprodução

Acredita-se que viveram entre 3000 a.C. e 1500 d.C. (com o auge a partir do século XIV), até a invasão dos conquistadores espanhóis. Entre suas realizações culturais estão: a arquitetura, a construção de estradas, pontes e engenhosos sistemas de irrigação. E com exércitos grandes, organizados e bem treinados sob o comando do imperador Pachacuti (o homem mais poderoso da América enquanto comandou os incas), a expansão do território dessa civilização não parava.

Os Incas eram bastante religiosos: eles adoravam vários elementos da natureza, como o sol, a lua, o raio e a terra, aos quais pediam por bênçãos como melhores colheitas ou êxito em combate com os rivais. Mas as conquistas alcançadas deveriam ser retribuídas aos deuses, por meio de sacrifícios – o sacrifício de humanos era normal. Essa religião politeísta levou os incas à construção de vários templos para a adoração de seus deuses e o respeito aos “huacas” (ou lugares sagrados), que estavam espalhados por todo o seu território.

Política dos povos Incas

A organização do seu governo imperial ocorreu a partir de uma série de vitórias militares que “intimidava” os outros povos: a expansão de seu território por meio delas e as populações que foram militarmente subordinadas só reafirmavam o poder dessa civilização. O imperador inca (“O Inca” era como o chamavam) era considerado um descendente do sol e, por essa condição divina, deveria ser responsável pela criação das leis e era o principal guardião de todos os bens que pertenciam ao estado (inclusive as terras). Abaixo do imperador, estavam os sacerdotes, chefes militares, juízes, governadores provinciais e sábios. Alguns deles controlavam o império pois possuíam bastante poder dentro dele.

Economia

  • Todos os níveis da sociedade deveriam pagar tributos ao imperador inca.
  • Não usavam moedas, eles faziam trocas ou escambos. E até o trabalho era remunerado com mercadorias e comida.
  • A agricultura era sua principal atividade econômica. Plantavam mais de setecentas espécies de vegetais. Os destaques foram: batatas, batatas doce, milho, pimenta, algodão, tomates, amendoim, mandioca e um grão chamado quinua.
  • A caça também tinha seu espaço dentro da economia dos incas. Fornecia carne, couro e plumas que usavam em seus tecidos. Era uma atividade coletiva. Cervos, aves e peixes eram os mais caçados.

Reportar erro