Progesterona

O hormônio produzido pelas células do corpo lúteo do ovário é denominado progesterona.  Com a mesma composição dos hormônios estrogênios femininos e dos hormônios…


O hormônio produzido pelas células do corpo lúteo do ovário é denominado progesterona.  Com a mesma composição dos hormônios estrogênios femininos e dos hormônios androgênios masculinos, o progesterona é um esteroide. O corpo lúteo, responsável por essa produção, se desenvolve no ovário quando há a liberação de um óvulo maduro. O nível de progesterona, portanto, é maior durante a segunda metade do ciclo menstrual.

Quando há a produção de um óvulo e ele não é fecundado e é liberado, a produção de progesterona fica mais baixa, e então acontece a menstruação e a degeneração do corpo lúteo. Esse hormônio é encontrado em três lugares do organismo feminino: nos ovários (corpus luteum), na placenta e nos adrenais.

Progesterona

Foto: Reprodução

Para que serve a progesterona?

Basicamente, esse é o hormônio que torna a gestação possível, fato que está, inclusive, expresso em seu nome: pró geste = a favor da gestação. Sua principal função é fazer com que o interior do útero esteja preparado para receber um óvulo fecundado, e isso acontece por meio do aumento da espessura e da circulação sanguínea, dando início à gestação. É formado também o muco do ovário, necessário para que seja possível a implantação do óvulo.

Ao contrário do estrogênio, a progesterona não exerce nenhuma influência na determinação das características sexuais femininas. Sua atividade é simplesmente trabalhar na preparação do útero para uma possível gestação e, além disso, estimular a produção de leite.

Progesterona e anticoncepcionais

Esse hormônio foi usado ainda como base no desenvolvimento dos anticoncepcionais orais que, quando combinados com os estrógenos inibe a ovulação. O hormônio é essencial para a menstruação, fecundação, transporte e implantação do óvulo fertilizado, manutenção da gravidez e na lactação.

A importância e os benefícios que traz para a mulher

O hormônio é responsável pela sustentação do feto no útero e acaba por estimular as glândulas da trompa de falópio e endométrio a secretarem nutrientes essenciais para o zigoto durante as duas primeiras semanas de gestação.

Esse hormônio é importante ainda para aumentar as bolsas alveolares das glândulas mamárias formando um epitélio secretor, tornando mais fácil a secreção do leite. É essencial ainda para prevenir a rejeição do corpo materno ao feto.

Foi comprovado em estudos que além de todos os benefícios e funções citadas, o hormônio age na estimulação da ação dos osteoblastos, que são as células responsáveis pela formação dos ossos. Com isso, sua ação ajuda na prevenção e no controle da osteoporose. Além disso, a administração dos anticoncepcionais com progesterona trazem o equilíbrio hormonal durante a época de menstruação – a alteração hormonal durante este período é a grande responsável pelos sintomas da TPM -, com isso ajuda a aliviar os sintomas da Tensão Menstrual.


Reportar erro