Pulso eletromagnético

Lei de Faraday e Lorentz Antes de entendermos o pulso eletromagnético, daremos uma explicada rápida na Lei de Faraday e na Lei de Lorentz.…


Lei de Faraday e Lorentz

Antes de entendermos o pulso eletromagnético, daremos uma explicada rápida na Lei de Faraday e na Lei de Lorentz. Estas são o fundamento do eletromagnetismo. As correntes elétricas geram campos magnéticos, e estes, por sua vez, são variáveis e têm propriedade de induzir correntes em condutores próximos. Com isso, concluímos que o campo eletromagnético, desde que adequado, pode interferir em qualquer equipamento eletrônico já que gerará corrente elétrica e, dependendo da distância entre o campo elétrico e o equipamento, pode haver uma corrente elétrica adicional que poderá fazer com que o aparelho funcione de forma incorreta ou com que ele fique danificado.

O que é?

Conhecido também como PEM, o Pulso eletromagnético é um fenômeno físico que pode ser decorrente de fenômenos naturais, como explosões solares ou estelares, explosões nucleares ou ainda de grandes correntes elétricas. Falando de uma forma mais técnica, chamamos dessa forma os pulsos de alta energia e de largo espectro, que se propaga pelo espaço gerando um campo elétrico defasado de um campo magnético. Sua frente de onda pode danificar componentes eletrônicos que estejam dentro do campo.

Pulso eletromagnético

Foto: Reprodução

Aplicações

Os pulsos eletromagnéticos podem ser usados para diversos fins. Alguns engenheiros alemães criaram uma forma de perfurar placas de aço e outros metais com os campos eletromagnéticos, e isso é aplicado na indústria automobilística e em estamparias de metais. Os pulsos eletromagnéticos mostram-se aproximadamente sete vezes mais eficientes do que o laser para este fim, e ainda corta sem deixar rebarbas na chapa.

Além disso, podem ser usados para emissão de radiação em computadores e para explosões termonucleares na alta atmosfera. O ser humano já tem conhecimento dos efeitos dessa tecnologia quando usados com fins bélicos. Nesses termos, os pulsos são ocasionados pela detonação de uma bomba de centenas de quilômetros acima da superfície da Terra. Os efeitos podem variar de acordo com a altitude da detonação, rendimento da energia dispersa e interação total com o campo magnético natural da Terra.

Como gerar um Pulso Eletromagnético?

Os pulsos eletromagnéticos podem ser gerados de muitas formas, mas existe uma que pode ser feita em casa. Para isso, pegue uma bobina de ignição e uma fonte de energia de pelo menos 4 amperes. Ligue a bobina a um interruptor semelhante a um botão de campainha e um condensador de 100 nanofarads deve estar em paralelo com o interruptor. Dessa forma é criado m gerador de pulso. Coloque então uma antena no terminal de alta tensão com a finalidade de canalizar a energia e irradiar o pulso. Quando pressionar o botão, a energia irá circular pelo primário da bobina, e quando soltar, haverá pulso no secundário. Ao fazer a experiência, tome muito cuidado com choques.


Reportar erro