Respiração celular

A respiração é o processo por meio da qual a mitocôndria produz energia para que as células realizem suas atividades normalmente. O processo, obrigatoriamente…


A respiração é o processo por meio da qual a mitocôndria produz energia para que as células realizem suas atividades normalmente. O processo, obrigatoriamente depende da glicose.

Respiração celular

Foto: Reprodução

Como acontece?

O processo se dá por meio da que oxidação dos compostos orgânicos para a produção de energia. É complexo e produz, além da energia, compostos importantes para o metabolismo. Todas as células fazem esse processo para obtenção da energia. Depois do processo, sobra apenas o gás carbônico que é liberado na expiração. A respiração celular é essencial para a vida, caso pare, causa a morte celular.

Cada célula possui necessidades metabólicas diferentes e, por isso, a intensidade da respiração é variável. Isso pode ser medido por meio da quantidade de gás carbônico liberado e oxigênio absorvido.

Respiração celular em vegetais

Quando falamos em células vegetais, a glicose para produção de energia é produzida por meio da fotossíntese, processo em que a planta pega o gás carbônico do ar e energia do sol para a composição química. Durante o processo, ela produz glicose e elimina oxigênio. A mitocôndria, citada anteriormente, faz o processo contrário, retirando a energia da quebra da glicose e liberando gás carbônico.

  • Raízes: nas raízes, a respiração é intensa e o açúcar vem do floema, produzido nas folhas. Com a energia liberada, há o crescimento da raiz, absorção e acúmulo de nutrientes, além da síntese de compostos celulares.
  • Caule: o caule é a parte que mais precisa de energia devido às suas atividades metabólicas.
  • Folhas: as folhas realizam a fotossíntese durante toda a vida, eliminando gás carbônico constantemente.
  • Frutos: durante a formação do fruto há uma alta atividade celular e, por isso, a respiração é intensa.
  • Germinação das sementes: o processo de germinação gera muitas enzimas e hormônios responsáveis pelo crescimento. Isso resulta na quebra de moléculas e na produção de açúcares consumidos na respiração e no crescimento. Além disso, o processo, com a liberação do gás carbônico, diminui o peso da semente.

Fatores que interferem na respiração celular

A respiração celular pode sofrer interferência por diversas razões: a quantidade de substrato disponível, como carboidratos, aminoácidos e lipídios, quando receber qualquer alteração, pode interferir no processo;  com o aumento da temperatura aumenta a taxa respiratória, consequentemente com a queda da temperatura, diminui também a taxa respiratória;  quando houver ausência do oxigênio,  a planta para a respiração aeróbica e começa a fazer catabolismo anaerobicamente ou por fermentação; a respiração pode ser diminuída também pelo aumento na concentração do gás carbônico.


Reportar erro