Saiba a motivação dos ataques do 11 de Setembro

Foram quase 3 mil vítimas fatais, entre terroristas, passageiros, trabalhadores dos prédios atingidos e bombeiros


No dia 11 de setembro de 2001, o mundo inteiro foi tomado por um choque de pavor provocado pelos ataques terroristas que ocorreram nos Estados Unidos da América.

O dia que parecia ser apenas mais uma terça-feira, surpreendeu a todos logo no início da manhã. Foram quatro aviões sequestrados e derrubados por terroristas do grupo islâmico Al-Qaeda, comandados pelo Osama bin Laden.

De acordo com as autoridades americanas, foram quase 3 mil vítimas fatais, entre os terroristas, passageiros, trabalhadores dos prédios atingidos, bombeiros e até pessoas que estavam ao redor.

Além disso, com a queda dos prédios, uma onda de poeira cobriu a região, provocando consequências na qualidade de vida das pessoas que inalaram ela, deixando problemas de saúde na população até os dias de hoje.

Saiba a motivação dos ataques do 11 de Setembro

Foto: GFX/Creative Commons

Os quatro ataques do dia 11 de setembro

Os dois primeiros alvos foram as Torres Gêmeas, em Nova Iorque. Porém, em menos de uma hora do primeiro atentado, outro monumento estadunidense foi atingido pelo terceiro avião, o Pentágono. Por fim, houve a colisão da quarta aeronave, perto de Pittsburgh, na Pensilvânia.

Iniciados às 8h48, os ataques causaram espanto e preocupação nos telespectadores, pois estes achavam que se tratava de um acidente. À uma altura do 80°andar, o avião comercial Boenig 767 da American Airlines chocou-se com uma das Torres Gêmeas, provocando a morte dos 81 passageiros e os 11 membros da tripulação.

A hipótese de acidente só foi descartada quando, 18 minutos depois do primeiro choque, outro avião atingir a segunda torre. O voo 175 da United Airlines , que fazia a rota Boston a Los Angeles, tinha 56 passageiros e nove tripulantes. Os sequestradores chocaram-se à uma altura do 40° andar.

Após os dois atentados, aeroportos e fronteiras foram fechados, enquanto que prédios iam sendo evacuados. Além disso, o presidente do EUA, George W. Bush, concedeu uma entrevista assegurando à população que os provocadores seriam capturados e castigados.

O pronunciamento do presidente foi feito às 9h35, em menos de 10 minutos o Pentágono foi atingido pelo Boeing 757 da American Airlines, que tinha 58 passageiros e seis tripulantes. O avião ia de Washington com destino a Los Angeles.

Por fim, a aeronave 93 da United Airlines, com destino a São Francisco colidiu na Pensilvânia, matando 38 passageiros e sete tripulantes. Segundo os números oficiais dos atentados, 266 pessoas morreram no total dos quatro aviões, incluindo os 19 terroristas suicidas que embarcaram.

Homenagens as vítimas

Para imortalizar os nomes das vítimas, foi criado um memorial no lugar das Torres Gêmeas. Além de uma fonte, com o nome lapidado das pessoas que morreram, construíram também o maior prédio dos Estados Unidos.

Um museu foi aberto nas proximidades da fonte e conta com peças e vídeos relacionados ao dia 11 de setembro. O memorial ainda não está concluído, pois outros prédios serão levantados na região.


Reportar erro