Saiba como é chamada a fêmea de um tubarão

Enquanto o tubarão provoca medo nos mares, na língua portuguesa ele acaba gerando muitas dúvidas


Quando se fala em tubarão, as pessoas já pensam em um animal enorme, cheio de presas e faminto. Mas, na verdade, existem 400 espécies de tubarão no mundo e o que mais impressiona é que 80% delas são de bichos menores que o ser humano.

Além disso, apenas 5% desses animais alcançam tamanhos inacreditáveis, como 13 metros de comprimento. Já com relação a alimentação dos tubarões, vale uma alerta, apesar dos constantes ataques que são noticiados, esses seres vivos não consomem carne humana, eles se alimentam de outros animais marinhos.

saiba-como-e-chamada-femea-de-um-tubarao

Foto: depositphotos

Enquanto o tubarão provoca medo nos mares, na língua portuguesa ele acaba gerando muitas dúvidas, principalmente no que diz respeito a forma como se escreve a palavra referindo-se as fêmeas dessa espécie.

A dúvida gramatical é válida, uma vez que o português é uma das linguagens mais complexas do mundo. Então, fica a questão: como chama-se as fêmeas do tubarão?

Como escrever corretamente?

Antes de mais nada é preciso entender que tubarão é um substantivo e que nesta classe de palavras existem algumas regras. No que se refere ao gênero dos substantivos, tem-se o comum de dois, sobrecomum e o epiceno. Para entender cada tipo, é necessário ir para a prática e colocar exemplos claros capazes de eliminar qualquer dúvida.

Em primeiro lugar, há os substantivos que possuem uma mesma versão tanto para o feminino como o masculino. Por exemplo o estudante e a estudante, o motorista e a motorista, a viajante e o viajante, entre outros.

Como pode ser percebido, o mesmo nome é usado para se referir ao feminino e masculino, a única coisa que difere é o artigo que define o gênero da palavra. A esses tipos de substantivos a língua portuguesa chama de comum de dois gêneros.

O sobrecomum é quando não há apenas uma versão para a palavra e nem o artigo pode definir o seu gênero. Outra característica importante é que o sobrecomum serve apenas para pessoas. Com exemplos, pode-se citar: a vítima, a criança, o indivíduo etc.

Já no caso do epiceno, trata-se da mesma regra que o anterior, porém refere-se apenas a animais, como: a coruja, a formiga, o besouro, a baleia etc.

Com todas essas informações fica fácil entender que o feminino para tubarão é tubarão fêmea. Isto porque, este substantivo enquadra-se na divisão de epiceno. Gramaticalmente falando, não existe tubaroa ou a tubarão, mas sim tubarão macho e tubarão fêmea.


Reportar erro