Saiba qual é o país do Planeta melhor para se trabalhar

Suíça: 79% da população ativa está oficialmente empregada e, 90% de tal, recebe cerca de 4 mil euros por mês


A maioria dos brasileiros sobrevivem com um salário mínimo de R$ 880. Valor este pago, geralmente, para profissionais com cargas horárias de, normalmente, oito horas de trabalho por dia. Todavia, de acordo com uma estimativa feita pelo Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese), no final de 2015, o valor de um salário mínimo suficiente para sustentar uma família de quatro pessoas deveria ser o equivalente a R$ 3.240,27.

Este número líquido seria ideal para atender todas as necessidades básicas do trabalhador e sua família, como moradia, educação, saúde, transporte, alimentação, vestuário, higiene, lazer e previdência social. Inclusive, todas estas instâncias estão estabelecidas na Constituição como direitos legais dos profissionais com a carteira de trabalho assinada. Mas, na realidade, nem sempre esses possuem condições salariais para desfrutar de tais direitos.

É exorbitante a diferença entre o salário vigente e o apontado como o que seria ideal para se viver, motivo que causa indignação na maioria dos trabalhadores. Todavia, não são todos os países que possuem condições ruins para a população com idade ativa. Enquanto algumas nações não favorecem a classe trabalhadora, outras tornam-se ideais para trabalhar, e o melhor exemplo seria a Suíça.

Imagem de trabalhadores da construção civil

Foto: Depositphotos

Suíça: qualidades que fazem do país um ótimo lugar para trabalhar

Na Suíça não existe salário mínimo e esta é uma escolha da população. Isso porque, em 2014, os trabalhadores negaram a proposta que unificava um salário fixo em 3.300 euros. Oficialmente o país emprega 79% da população ativa e 90% deste percentual recebe em torno de 4 mil euros. Apesar do valor alto, o custo de vida neste país também é, principalmente se o indivíduo morar em casa alugada em lugares próximos ao grandes centros. Contudo, as contas mensais não são tão caras e a alimentação pode chegar a 250 euros por pessoa.

Todavia, a carga horária pode chegar até 45 horas semanais, uma hora a mais por dia que no Brasil. As férias são menores se comparadas a dos brasileiros, uma vez que os suíços têm direito até 20 dias por ano. Já a licença maternidade é de até 98 dias.

Outros bons países para trabalhar

  • Estados Unidos da América: Para quem está disposto a trabalhar, os Estados Unidos é ideal. O salário mínimo dos americanos é de 7,25 dólares/ hora;
  • Singapura: O salário neste país se aproxima de 3 mil dólares. Lá, as ofertas de emprego estão sempre em alta;
  • Noruega: É considerado um dos melhores lugares para se viver, de acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU). Além do fatores sociais, a taxa de desemprego do país chega a 3%;
  • Canadá: Os canadenses conseguem viver tranquilamente e ainda economizar uma quantia considerável todo mês. No país, os salário mínimo varia de 8 a 11 dólares canadense por hora;

Reportar erro