Sistema Solar

Podemos definir o Sistema Solar como um aglomerado que engloba basicamente tudo, desde planetas até meteoroides, cometas e todos os outros corpos celestes presentes…


Podemos definir o Sistema Solar como um aglomerado que engloba basicamente tudo, desde planetas até meteoroides, cometas e todos os outros corpos celestes presentes que giram em torno de uma única estrela: o Sol.

Sistema Solar

Foto: Reprodução

Você sabia que o Sol tem mais de 5 milhões de anos? Além disso, ele é o centro do Sistema Solar, porém é considerado apenas um membro da enorme Via Láctea, também chamada de galáxia, que contém milhões de estrelas. Podemos considerar, inclusive, que a mais próxima do Sol é a Centauri e está a 4,3 anos-luz de distância.

Podemos dividir os planetas do sistema solar em duas partes:

Os terrestres, que são os 4 primeiros do sistema solar. Eles levam esse nome devido a sua superfície sólida, se encontram a uma distância pequena do Sol e são compostos por materiais densos e pesados, embora sua massa seja até menor do que a dos outros planetas.

Os planetas jovianos, também conhecido como gasosos, são os quatro e são chamados assim, porque só contêm gás, a sua estrutura sólida não pode nem ser comparada com o seu diâmetro devido ao tamanho ser extremamente pequeno. A distância que eles se encontram do Sol é muito grande. Sua massa é muito grande e  de uma densidade pequena, é possível comprovar através das visualizações de satélite que todos eles têm anéis em sua volta.

Com as informações acima é possível afirmar que o sistema solar é composto seguramente por oito8 planetas e eles estão dispostos na seguinte ordem (saindo do mais próximo ao Sol, até o mais distante): Mercúrio, Vênus, Terra, Marte, Júpiter, Saturno, Urano e Netuno.

Plutão: um caso a parte

Logo quando foi descoberto, Plutão criou discussão. Ele seria um planeta, um planeta-anão ou um asteroide? Até 2006 ele foi considerado o nono planeta do sistema solar, porém a descoberta do cinturão de Kúper fez com que a União Astronômica Internacional criasse uma definição que excluiria de vez a possibilidade de Plutão ser um planeta.

De acordo com a nova definição criada, ele agora é considerado um planeta anão. Devido a esse novo enquadramento, outros corpos celestes, conhecidos também como Ceres e Éris que antes eram considerados asteroides, passaram a ser considerados planetas-anões, devido ao seu tamanho.

Curiosidade

Você sabia que a “Nebulosa” que formou o nosso sistema solar usou 99,9% apenas para formar o sol? O restante foi o responsável por criar todos os outros planetas e corpos existentes do sistema.


Reportar erro