Surpreendente: segundo cientistas, há outros humanos dentro de nós

Além dos genes dos seus pais, você também pode estar carregando outro ser humano dentro de você. Saiba mais sobre os superorganismos e quimeras


Um ser humano pode ser definido como a junção dos genes dos pais e a reunião de vírus e bactérias. Mas não só: você também pode ter outros seres humanos dentro de você. Caso você tenha um irmão gêmeo, você é especialmente sujeito a transportar “partes” de seu irmão dentro do seu corpo e cérebro e o seu modo de agir ainda pode estar sendo influenciado.

Seres humanos são superorganismos

De acordo com o estudioso Peter Kramer, da Universidade de Pádua, na Itália, os seres humanos não são indivíduos unitários, e sim superorganismos. Kramer afirma que um número grande de distintos indivíduos humanos e não-humanos estão lutando dentro de nós para o controle. Estudiosos escreveram um artigo para uma revista pedindo aos psicólogos e psiquiatras para investigarem os modos com os quais este fato pode influenciar o nosso comportamento.

Há muito tempo se sabe que os nossos corpos são uma mistura de organismos diferentes: micróbios no intestino podem produzir neurotransmissores que modificam o estado de espírito; outros podem influenciar o apetite, e assim por diante.

Surpreendente: segundo cientistas, há outros humanos dentro de nós

Foto: Reprodução/ internet

Um quimera, a fusão de dois corpos

A ideia de “infiltração” torna-se ainda mais estranha quando pensamos que um cérebro pode ser invadido por outros seres humanos. O caso de gêmeos siameses que compartilham um cérebro pode ilustrar este acontecimento, no entanto, mesmo os gêmeos comuns podem ter órgãos compartilhados.

Durante o desenvolvimento inicial, as células podem ser transmitidas entre gêmeos ou trigêmeos: aproximadamente 8% dos gêmeos não-idênticos e 21% de trigêmeos, por exemplo, apresentam dois grupos sanguíneos, sendo um produzido por suas próprias células e outro por células “estranhas” absorvidas de seu irmão gêmeo. Trata-se de um quimera, isto é, uma fusão de dois corpos, e que podem ocorrer em diversos órgãos, inclusive no cérebro. A presença de tecido estranho pode criar uma desordem e ter graves consequências.

Mesmo se você estiver convicto de que não teve um irmão gêmeo em sua vida, ainda assim você pode ser invadido por células de outro ser humano. Por exemplo, você pode ter começado como dois fetos no útero, porém os gêmeos se fundiram durante o desenvolvimento precoce. Assim, as células podem ser inseridas no tecido e parecem se desenvolver de maneira normal, mas estão levando o mapa genético de outro indivíduo.

O pesquisador William Chan, da Universidade de Alberta, no Canadá, realizou um experimento em fatias de tecido cerebral de mulheres e rastrearam seu genoma procurando sinais do cromossomo Y. O resultado foi que aproximadamente 63% delas abrigavam células masculinas.


Reportar erro