Teseu – Mitologia grega

Na Mitologia Grega, Teseu – cujo nome significa “homem forte por excelência” – foi um grande herói de Atenas. Embora não existam registros históricos…


Na Mitologia Grega, Teseu – cujo nome significa “homem forte por excelência” – foi um grande herói de Atenas. Embora não existam registros históricos que comprovem de forma indiscutível a sua existência, diversos historiadores supõem que Teseu governou Atenas entre 1234 e 1204 a.C, conforme consta na tradicional lista dos Reis de Atenas, calculada por Jerônimo de Estridão.

Nascimento de Teseu

O então Rei Piteu hospedou Egeu e preparou-lhe uma surpresa: embebedou-o para que se deitasse com sua filha, Etra. Porém, na mesma noite Etra também se deitou com Posidão, engravidando de um dos dois. Egeu propôs que, caso o filho fosse um menino, que Etra apenas lhe revelasse a identidade de seu pai quando o garoto tivesse forças para retirar a espada e as sandálias que ele escondera embaixo de uma enorme pedra.

Para a surpresa de todos, com apenas 16 anos o jovem, que se chamava Teseu e possuía força descomunal, levantara a pedra e teve por sua mãe revelada a identidade de seu pai. Calçando suas sandálias e portando sua espada, o garoto partiu para Atenas em busca de Egeu – que havia se tornado rei–, sendo reconhecido por seu pai apenas por trazer consigo os pertences que foram dele. Quando chegou à cidade, Teseu já era conhecido por seus feitos, já que havia matado ladrões e malfeitores que passaram por seu caminho durante a viagem.

Embate contra Minotauro

O combate entre Teseu e o Minotauro é, certamente, uma das histórias mais populares da Mitologia Grega. Prega-se que numa certa época após a chegada de Teseu, Atenas era obrigada a pagar um pesado tributo a Creta, devendo enviar anualmente jovens para que lá fossem colocados num labirinto e devorados por Minotauro, um monstro com corpo de homem e cabeça de touro.

Teseu e o Minotauro

Foto: Reprodução

Ao tomar acontecimento da situação, o jovem Teseu, corajosamente e confiante em sua força, fez questão de estar entre os jovens enviados a Creta, para que pudesse vencer o monstro e libertar Atenas. Egeu concordou com a decisão do filho, mas temendo que não retornasse de Creta, lhe pediu um sinal: caso tudo corresse bem, o navio deveria retornar com velas brancas, mas caso o jovem não saísse vitorioso, retornaria com velas negras.

Chegando em Creta, Teseu logo conheceu Ariadne, filha de Pasíafe e Minos. A moça apaixonou-se pelo herói, e temendo pela sua vida, decidiu facilitar seu retorno: deu ao jovem um novelo de fio, assim ele marcaria o caminho de volta do labirinto e, quando terminasse o combate com o Minotauro o rapaz poderia rapidamente voltar sem se perder. Como imaginado, Teseu venceu o Minotauro e, graças ao novelo de Ariadne, retornou rapidamente do labirinto são e salvo. Posteriormente, o herói tornou-se rei de Atenas.


Reportar erro