Tratado de Kadesh

Celebrado no ano de 1259 a.C., segundo relatos históricos o Tratado de Kadesh, também conhecido como Tratado Egípcio-Hitita, representou um acordo de pacificação celebrado…


Celebrado no ano de 1259 a.C., segundo relatos históricos o Tratado de Kadesh, também conhecido como Tratado Egípcio-Hitita, representou um acordo de pacificação celebrado entre o faraó egípcio Ramsés II e o rei hitita Hatusil II.

O Tratado de Kadesh visava manter amenas as relações entre os egípcios e o Império hitita, e foi primeiro acordo diplomático no Oriente Médio a se ter conhecimento e ainda existente. Apesar de não ter sido o motivo principal do acordo, um conflito ocorrido na cidade de Kadesh em 1275 a.C. deu origem ao nome do tratado.

Tratado de Kadesh

Foto: Reprodução

Versões do texto

O conteúdo da aliança foi disseminado ao longo dos anos devido as replicas que foram gravadas nas paredes de vários templos egípcios em escrita hieroglífica e em tabuletas de barro no império hitita, onde atualmente está localizada a Turquia.

O escrito original gravado em uma tabuleta de prata foi perdido, mas a cópia mais conhecida já descoberta vive exposta no Museu Arqueológico de Istambul.

A replica foi localizada durante escavações nos arquivos do palácio real de Hattusa, capital hitita. A versão egípcia conta com descrições de imagens e selos da original tabuleta de prata hitita.

O acordo

Os mais de dois séculos de combates entre o império hitita e os egípcios visando o controle das terras ao leste do Mar Mediterrâneo foi o motivo da assinatura do tratado, que visava por fim a tais conflitos.

A aliança previa a paz entre os dois povos, vinculando até filhos e netos. Esses estariam proibidos de cometerem qualquer agressão contra outros, teriam que repatriar refugiados políticos e delinquentes um dos outros, união durante revoltas e mutua proteção militar.

Durante as guerrilhas, em 1.274 a.C., os hititas impediram a entrada dos egípcios à cidade de Kadesh, no rio Orontes, este que atualmente pertence ao território sírio.

O conflito de Kadesh, que durou 15 anos antes da celebração da aliança, teve como consequência perdas para ambas as forças e hititas e nem egípcios foram capazes de se manter ativos no confronto e nem na guerra.

Negociações

O Tratado de Kadesh foi elaborado de forma que nenhum monarca necessitaria estar presente no momento da aliança, o mesmo foi compactuado perante dois intermediários e ambas as forças tinham interesses que o acordo fosse selado.

Os hititas tinham preocupação centrada no poder dos assírios, ao leste. Já o Egito lhe dava com o avanço dos Povos do Mar. Ratificado no ano 21 do reinado de Ramsés II, em 1258 a.C., o acordo perdurou até o colapso do império hitita, aproximadamente 80 anos depois. Sua primeira tradução foi publicada pela E.F. Weidner, em 1916.


Reportar erro