Unicef: Fundo das Nações Unidas para a Infância

São premissas do Unicef, a sobrevivência, a proteção e o desenvolvimento das crianças. Entenda sobre a história, a missão e as ações dessa fundação


O Fundo das Nações Unidas para a Infância tem uma importância fundamental em relação às causas humanitárias. A história de criação do UNICEF tem relação com os acontecimentos no contexto da Segunda Guerra Mundial. Sua atuação continua ocorrendo em todo planeta, inclusive no Brasil.

O UNICEF auxilia e participa das principais transformações nos países subdesenvolvimentos e em desenvolvimento, visando promover uma melhoria na qualidade de vida das populações, no sentido de ampliar e, até mesmo, conceder o acesso dessas populações à serviços essenciais para a vida humana.

Histórico do UNICEF

O UNICEF, Fundo das Nações Unidas para a Infância, surge com um propósito humanitário no contexto das transformações sociais durante a Segunda Guerra Mundial (1939-1945), conflito este que envolveu vários países do mundo, especialmente potencias econômicas daquele período, como Rússia, Estados Unidos, Alemanha, Inglaterra, Itália, França e Japão.

Houve uma desestabilização das economias no pós-guerras, mesmo entre os países vencedores (Inglaterra, Estados Unidos, Rússia), embora de forma ainda mais intensa e preocupante entre os países que saíram derrotados (Itália, Alemanha e Japão). As consequências dos conflitos não se limitaram unicamente aos países citados, mas abrangeram também outros países do mundo, nos vários continentes

UNICEF - Fundo das Nações Unidas para a Infância

Foto: depositphotos

Tendo em vista os problemas sociais que emergiam na Europa no contexto pós-guerra, principalmente a fome que assolava a população, cujos mais atingidos foram as crianças, muitas das quais órfãs, surgiram discussões no âmbito dos debates envolvidos pela Assembleia Geral das Nações Unidas, em promover a criação Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), no ano de 1946.

No contexto de seu surgimento, o UNICEF recebia a caracterização de Fundo Internacional de Emergência das Nações Unidas para as Crianças, e tinha como função ser um meio pelo qual as crianças desamparadas pudessem ter acesso a alimentos e bens de primeira necessidade, serviços, portanto, emergenciais.

Apesar de seu caráter de beneficência restrita às crianças europeias em um primeiro momento, ainda na década de 1950 o UNICEF passa a atuar junto às populações de países em desenvolvimento, com foco na assistência às crianças destes países. No ano de 1953, o UNICEF se torna organismo permanente das Nações Unidas, atuando a partir deste momento com foco no atendimento às crianças dos países subdesenvolvidos.

O que é o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF)?

O atendimento ofertado pelo UNICEF não se restringe exclusivamente às crianças, embora estas sejam seu objetivo central, mas são beneficiadas também as famílias e comunidades através dos programas assistenciais criados pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância. Entende-se que a alimentação adequada está relacionada aos índices de saúde de uma população, e neste sentido, o UNICEF não apenas oferece alimentos, mas também amparo na área da saúde para populações em situação de vulnerabilidade social.

Atualmente a sede do UNICEF está localizada em Nova York, Estados Unidos, e seus trabalhos são mantidos por meio de acordos governamentais e apoio financeiro de pessoas privadas e pessoas jurídicas voluntárias. As atividades planejadas são desenvolvidas em campo, juntamente com as comunidades que necessitam de auxílio. Estas atividades são pensadas em colaboração com o governo do país que receberá os grupos de auxílio, visando atender às necessidades básicas da população local.

O UNICEF atua juntamente com outros órgãos e instituições, visando um trabalho integrador, como exemplo a Organização Mundial da Saúde, com a qual promove programas voltados à assistência médica e combate à endemias, como exemplo a malária. Do mesmo modo, são também elaborados e desenvolvidos projetos educacionais desde o ano de 1961, os quais visam o fim do analfabetismo, o que seria um requisito básico para melhoria de vida da população beneficiada pelos programas.

Neste sentido, atua com outros órgãos no âmbito da ONU, a exemplo da UNESCO, no sentido de desenvolver projetos ligados às questões sociais, culturais e para a promoção e desenvolvimento científico e educacional. Porém, para o UNICEF, neste caso, o principal foco é a educação básica, procurando atender às crianças do mundo todo, sejam meninos ou meninas em igualdade de gênero, o direito a uma educação de qualidade.

Qual a missão do UNICEF?

No decorrer dos anos, o UNICEF não deixou de ter a criança como foco de suas discussões e intervenções. Portanto, a grande missão do UNICEF é a proteção dos direitos das crianças, promovendo o acesso destas aos recursos necessários para sua sobrevivência, ampliando suas condições de desenvolvimento também às mulheres, principalmente as que estão em situação de vulnerabilidade social. São premissas do UNICEF, portanto, a sobrevivência, a proteção e o desenvolvimento das crianças e mulheres.

O UNICEF atua em situações de emergência, amparando crianças vitimadas por guerras, conflitos, desastres e pobreza extrema. Mas também atua contra todo tipo de violência e exploração contra a criança. Através de seus programas de cooperação, o UNICEF visa atingir o desenvolvimento humano sustentável, bem como a paz mundial e o progresso das sociedades.

O UNICEF no Brasil

O Fundo das Nações Unidas para a Infância tem uma atuação específica em áreas bem definidas da assistência social, sempre com foco na criança. São premissas da atuação do UNICEF no Brasil: a condição de sobrevivência e desenvolvimento das crianças, o acesso aos meios educativos e de aprendizagem, a proteção contra o Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV), a possibilidade de crescer em um ambiente livre de violências e explorações.

Além disso, a criança deve ser prioridade absoluta no contexto de elaboração de políticas públicas (conforme o Estatuto da Criança e do Adolescente, ECA – lei esta que o UNICEF contribuiu para sua criação no início dos anos 1990). O UNICEF Brasil preocupa-se também com os adolescentes, bem como com o respeito à diversidade de raças e etnias. Estão entre as metas dele também o acesso ao lazer e ao esporte, tendo em vista que estes podem ser formas pelas quais a criança e o adolescente incluem-se socialmente e possuem condições de desenvolvimento.

No caso do Brasil, o UNICEF tem atuado junto às causas sociais desde 1950, desenvolvendo inúmeras campanhas que auxiliam a população brasileira. A intervenção do UNICEF na questão brasileira possui três campos mais intensos de atuação, sendo eles: o Semiárido nordestino, a Amazônia Legal brasileira e os centros urbanos do Brasil, entendidas como áreas de vulnerabilidade. São desenvolvidos projetos que fornecem as condições para que as populações residentes nestes espaços tenham uma melhor qualidade de vida e condições para seu desenvolvimento.

O UNICEF atua também com base em documentos desenvolvidos a partir de encontros mundiais que discutem as condições sociais das populações, especialmente aquelas que visam desenvolver projetos e soluções para oferecer melhores condições de desenvolvimento social às pessoas. A partir de discussões e fóruns mundiais, torna-se possível conhecer as necessidades específicas dos países, desenvolvendo com base nestes, as intervenções mais pertinentes. No caso do Brasil, a pobreza extrema e o analfabetismo apresentam índices decrescentes desde a década 2000, no entanto, os problemas mais relevantes de enfrentamento do UNICEF no país, estão centrados na violência contra crianças e adolescentes, especialmente em relação ao alto índice de homicídios de adolescentes.

Curiosidades

  • Gary Stahl é o atual embaixador do UNICEF no Brasil, função que vem desempenhando desde o ano de 2011.
  • Em 1965, o UNICEF recebeu o Prêmio Nobel da Paz, por conta de seu programa relativo à promoção da fraternidade entre as nações.

*Luana Caroline Kunast é mestre em Geografia.

Referências

»INFÂNCIA, Funda das Nações para a. Documento do programa do país revisado, 2011. Disponível em: https://www.unicef.org/brazil/pt/UNICEF_PL40Brasil_CPD_port_revised.pdf. Acesso em: 12 de abril de 2017.


Informar erro