Vanguardas europeias

Em meio a Revolução Industrial, surge um novo estilo: as Vanguardas Europeias que abrigariam dentro de si todos os reflexos dessa época


No século XX, a Europa estava em clima de contentamento. O progresso industrial estava melhor que o esperado com as descobertas recentes – como a eletricidade, o rádio, a televisão, o telégrafo, a vacina, o cinema. Nessa época começou a surgir uma vontade de quebrar movimentos, como o Simbolismo.  Por isso, pode-se dizer que o  século XX foi marcado por movimentos radicais.

Era o começo de uma nova era e deveria ser o começo de uma nova arte. Conforme os protestos que surgiram anteriormente devido ao contraste social. De um lado havia os burgueses, suas euforias e luxos. Do outro, a classe de proletariados que sofria com a queda da bolsa de Nova Iorque em 1929.

Nessa época o Brasil passava de escravocrata para a obra de mão livre e do sistema Monárquico para o sistema Republicano.

Vanguardas Européias

Imagem: Reprodução

Surgiram nesse período os seguintes movimentos: Futurismo, Expressionismo, Cubismo, Dadaísmo e Surrealismo.

Surrealismo: Valoriza a importância do sonho, da libertação do inconsciente, preocupa-se especialmente em olhar o interior e transmitir o que está acontecendo. Salvador Dali foi um dos principais artistas que representavam esse estilo de pintura em seus quadros.

Dadaísmo: Surgiu durante a Primeira Guerra Mundial e representava em seus quadros um grito de revolta contra os burgueses e pregavam a paz. Eles são contra teorias e ordenações. O artista mais conhecido é o Marechal Dump.

Cubismo: Teve por principio a valorização das formas e pode ser considerado o resultado de experiências de  Pablo Picasso e Geroge Braque. Essa arte também esteve presente na literatura, através das palavras tentavam passar um sentido “Cubista”. O quadro mais famoso dessa época é o “Les demoiselles d’Avignon”. A partir desse quadro fica evidente a presença de máscaras africanas que inspiraram a fase inicial do Cubismo.

Expressionismo: É o único movimento que ainda tem resquícios do século XIX e valoriza a expressão criativa, a arte no papel. O principal artista foi o Paul Gauguin, sua tendência era converter os elementos da natureza e expressar em figuras geométricas. Vicent Van Gogh também foi um dos principais dessa época e ele se preocupou em recriar o ser humano através de várias cores.

Futurismo: Foi o primeiro movimento que realmente mereceu classificação da vanguarda e sua origem é italiana. Era tido como o mais radical de todos e pregava a antitradição. Diferentemente do Cubismo, que teve o seu nome dado por antagonistas, ele mesmo se autoproclamou futurista. No Brasil, o movimento Futurista veio principalmente de artistas como Anita Malfatti e Oswald de Andrade.


Reportar erro