Velocidade da luz

Você conhece o conceito da velocidade da luz? Aprenda já sobre esse importante fenômeno da física e tire suas dúvidas


Durante muito tempo várias especulações rondaram a velocidade da luz. Ela é infinita ou acaba alguma? É possível medi-la? Algumas das perguntas mais difíceis foram respondidas por gênios como Galileu Galilei e James Clerk Maxwell. Ambos mostraram que ela não era infinita e fizeram fórmulas usadas por cientistas para provar seus experimentos.

Descobertas de Galileu Galilei

Em meados do século XVII acreditava-se que a velocidade da luz não acabava e era produzida de forma instantânea de um ponto a outro. No entanto, Galileu criticou essa ideia e provou o contrário. Ele resolveu calcular o tempo para perceber a luz de uma lanterna a uma distância de 2 km. Galilei acreditava que sabendo do tempo e da distância era possível calcular a velocidade da luz. A fórmula de fato está correta, embora o resultado tenha dado errado. Isso acontece porque hoje sabemos que o número é muito grande, c = 300.000 km/s. Na experiência realizada por Galileu, a luz gastava apenas 10-5contra 2 km. Apesar de não obter sucesso em seu experimento, sua fórmula foi muito utilizada e de extrema importância para as descobertas posteriores.

Velocidade da luz

Foto: Reprodução

Descobertas de James Clerk Maxwell

Quem comprovou que a velocidade não era infinita foi James, mostrando que a propagação ocorre através de um meio e com uma determinada velocidade. Um dos pontos observados por ele é que no vácuo sua maior velocidade é atingida.

O conhecido Ano – Luz

Essa é uma palavra muito usada por astrólogos e cientistas para definir quão longe um planeta se encontra. Pode ser medido de uma determinada forma, exemplo o planeta Júpiter está a x ano-luz da Terra. A velocidade da luz é igual a c= 300.000 km/s, sendo que um ano tem 365 dias ou 31.550.400 a distância da luz percorrida pelo vácuo é de 9.465.120.000.000 km, aproximadamente 10 milhões de quilômetros.

Apesar da morte de Galileu, outros cientistas como o dinamarquês Olé Roemer, observando um dos satélites e baseado em um dos relatos de James Maxwell descobriu que a velocidade não é infinita. Era igual a 200 000 km/s, valor muito aproximado ao que utilizamos hoje.

Muitos estudos e pesquisas foram feitos e mantidos desde então embasados nesses dois principais cientistas e os físicos chegaram a conclusão de que o valor preciso da velocidade da luz é de c = 2,997925 x 108m/s. Para a maioria das contas a fórmula utilizada é essa:  c = 3,00 x 108 m/s.

Curiosidade: velocidade da luz x velocidade do som

Ás vezes, a velocidade da luz pode vir acompanhada da velocidade do som, mas nunca juntos. Isso porque a velocidade da luz é muito mais rápida. Um bom exemplo são os raios e trovões. Primeiro, vemos um clarão, que é o raio, depois ouvimos um barulho, que está diretamente relacionado ao trovão. Se o barulho veio muito seguido do raio, significa que caiu perto, se o barulho vier muito depois quer dizer que o raio caiu longe.


Reportar erro