Verbos reflexivos

Quando falamos na gramática portuguesa, de uma forma geral, encontramos algumas dúvidas a respeito das normas. Os verbos compõe uma classe gramatical e possuem…


Quando falamos na gramática portuguesa, de uma forma geral, encontramos algumas dúvidas a respeito das normas. Os verbos compõe uma classe gramatical e possuem algumas peculiaridades, e podem ser divididos em alguns tipos como os verbos impessoais, pronominais, de ligação, entre muitos outros. Neste artigo, no entanto, vamos tratar de um tipo em particular: os verbos reflexivos.

Verbos reflexivos

Foto: Reprodução

O que são os verbos reflexivos?

Chamamos de verbos reflexivos os verbos que aparecem sempre acompanhados do pronome pessoal oblíquo átono, como no exemplo abaixo.

“A menina se feriu com a faca.”

Neste caso, temos a menina, que é o agente da oração, ou seja, foi quem praticou a ação de tocar na faca. A ação feita por ela virou-se para ela mesma em outra ação, ou seja, a de ficar ferida. Na frase usada como exemplo, o pronome pessoal oblíquo átono define-se pelo pronome “se”.

Explicando de forma mais simplificada, a menina pegou o objeto, tocou e ainda ficou ferida devido a sua atitude, portanto, quem praticou a ação e sofreu a ação, foi a mesma pessoa: a menina.

Não confunda verbos reflexivos com verbos pronominais!

Apesar de termos dito que somente falaríamos sobre os verbos reflexivos, faz-se necessário um adendo: falar um pouco sobre a diferença entre os verbos reflexivos e os verbos pronominais.

Algumas pessoas costumam confundir esses dois tipos de verbos, pois ambos trazem consigo o pronome oblíquo átono “se”. Mas o que eles têm de diferentes?

Como falamos anteriormente, os verbos reflexivos são aqueles que aparecem acompanhados de um pronome pessoal oblíquo, uma vez que a ação do sujeito acontece nele mesmo (a menina que se feriu com a faca, por exemplo).

Já os verbos pronominais são os que necessariamente trazem para si o pronome. Se ficou difícil entender, confira alguns exemplos aplicados em orações.

“O funcionário feriu-se com uma faca durante a execução de seu serviço”

Neste caso, temos que o funcionário executou a ação de estar em contato com a faca e, ao mesmo tempo, sofreu a ação de ferir-se com ele. Neste caso, a ação voltou-se para quem a praticou de forma que caracteriza um verbo reflexivo. Agora confira o exemplo a seguir.

“A garota queixou-se de dor durante a aula”

“Ela formou-se em medicina”

Nas duas fases acima, o uso do pronome oblíquo é usado em virtude de uma exigência dos próprios pressupostos gramaticais e, com isso, podemos dizer que em ambos os casos trata-se de verbos pronominais.


Reportar erro