,

5 dicas para redação do Enem; confira para não se ‘enrolar’ na prova 

Por ser uma prova extensa, tanto que são necessários dois dias para que seja aplicada de maneira organizada, muitas pessoas acabam se “enrolando” e cometendo erros considerados muito simples durante o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Infelizmente, se equivocar e acabar fazendo algo que vai reduzir a pontuação da redação contida na avaliação é algo que acontece com muitos candidatos, já que muito além da duração do Enem, há conflitos pessoais e imprevistos.

Apesar de ser algo comum, não é algo que precise acontecer sempre ou com todo mundo, não é mesmo?

Dicas para não se enrolar na redação do Enem

Para não se “enrolar” e fazer alguma besteira durante o sua redação do Enem, há uma série de passos que podem ser seguidos durante à análise do tema e produção do texto.

Revise a redação para detectar possíveis erros de gramática ou concordância

Grife tudo que achar interessante no texto suporte (Foto: depositphotos)

Para ajudar os mais “enrolados”, a coordenadora de redação do sistema Poliedro Educacional, Gabriela Carvalho separou cinco dicas de como não se enrolar na redação do Enem. Confira:

1- Leia com cuidado e destaque o essencial

Para que a redação possa ser produzida, o Enem dá o tema da mesma e um pequeno texto para ajudar o candidato a se contextualizar sobre a problemática abordada.

Apesar de parecer uma dica trivial, leia com cuidado a proposta de redação. Leia mais de uma vez para conseguir captar todos os elementos contidos na avaliação à respeito do tema.

Uma dica muito simples de como não deixar nada passar, é simplesmente ir grifando tudo aquilo que você achar importante “gravar na sua mente”, ou que vai ser encontrado com mais facilidade quando você “bater o olho” no texto de apoio.

Veja também: Conheça 7 vilões da redação do Enem e previna-se deles

Identifique o problema

Além de argumentar sobre o tema, a avaliação pede que o candidato crie uma proposta de intervenção, que nada mais é do que uma sugestão de quais ações podem ser tomadas na opinião do autor da redação, para que a problemática apresentada junto com o tema possa ser resolvida.

Para que ocorra tudo bem com a proposta de intervenção, é importante identificar a adversidade. Qual o problema a ser resolvido? Como é que esse problema se mantém?

Após destacar a problemática, a professora de redação afirma que é importante estabelecer relações de causa e consequência, para que o desenvolvimento possa ser adequado à argumentação.

Estruture bem a redação

O ideal é que o seu texto argumentativo-dissertativo seja estruturado em três partes. São elas: introdução, que é onde deverá ser apresentado o tema e a problemática sobre o mesmo; desenvolvimento, parte destinada para a sua argumentação e conclusão, onde o candidato irá apresentar sua proposta de intervenção.

É importante seguir essa estrutura, já que ela será um dos pontos que irão contar para a avaliação da redação.

Proposta de intervenção

Essa é sem dúvidas uma das partes mais importantes da avaliação, já que só ela, vale 200 dos 1000 pontos da redação do Enem.

Uma dica dada por Gabriela, é que essa etapa apresente o agente (quem vai fazer) e o detalhamento da ação (o que será feito e de qual forma). Apesar do Enem não dispor de tanto espaço, é importante detalhar bem os dois passos acima.

Veja também: Confira o que muda na prova de redação do Enem em 2017

Revise o texto

Não pense que após acabar o texto você está livre. Sempre separe um tempo para reler o seu texto, a fim de encontrar pequenos erros que passaram sem ser percebidos.

A coordenadora de redação frisa a importância da revisão do texto, para que haja um refinamento do mesmo. Pequenos erros gramaticais, repetição de palavras e de conectivos são alguns dos principais pontos que podem ser melhorados após revisar a redação.

Assista ao vídeo com as dicas da professora do Sistema Poliedro Educacional, Gabriela Carvalho, na íntegra:

Sobre o autor

Avatar
Jornalista formado em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo (UniFavip-DeVry). Possui experiência prática de dois anos na área de produção de textos para web e social media (MTB/PE: 6771). Atualmente trabalha com produção de conteúdo audiovisual para plataformas digitais, sendo as principais os canais do Remédio Caseiro e do Clube para Cachorros, no YouTube.