, ,

6 dicas para escrever sua autobiografia

Todo mundo tem uma boa história para contar sobre sua vida. Alguns têm uma vida inteira recheada de fatos curiosos e acontecimentos envolventes.

A melhor maneira de revelar ao mundo essas memórias é com uma autobiografia.

A autobiografia é um gênero literário onde o autor narra a própria história da sua vida. E ninguém melhor que você mesmo para escrever sobre algo tão pessoal. Descubra dicas de como escrever um texto sobre suas experiências.

Como escrever um texto autobiográfico

6 dicas para escrever sua autobiografia

Foto: depositphotos

Faça uma pesquisa sobre sua vida

Anote informações relevantes sobre sua infância, avós, pais, tios e toda a família. Pense nas datas e eventos mais importantes da sua vida. Relembre também a sua adolescência, ensino médio, faculdade, pessoas e acontecimentos marcantes.

Ainda que você não utilize todos esses fatos na sua biografia é importante parar, pensar e escrever cada um deles para depois “passar um pente fino” e ver o que pode ser aproveitado dali.

Pense nos personagens

Assim como você fez com a linha do tempo da sua vida, pense nos personagens. Toda boa história tem sempre boas pessoas envolvidas.

Professores, chefes, amigos, ex-namorados, vizinhos, parentes, inimigos e até bichos de estimação. Mais uma vez, ainda que você não vá utilizar todos eles em seu texto, pense e anote cada um para depois analisar o que será relevante.

Escolha as melhores pessoas e histórias

Agora chegou a hora de observar o que você conseguiu apurar sobre sua própria vida e analisar quais são as histórias e pessoas mais relevantes e interessantes para à sua autobiografia. Alguns tópicos são sempre muito cativantes para se abordar, como a infância, adolescência, paixões (ou a falta deles), frustrações, crises e grandes conflitos, como a luta contra algum vício.

Fuja da formalidade

Todo leitor de autobiografia lê a história com a “voz do escritor”. Nada melhor do que ser você mesmo e buscar escrever da maneira mais fiel ao seu estilo. Tente sair um pouco da formalidade de um livro acadêmico e seja mais original, autêntico e, principalmente, você mesmo ao narrar seus fatos.

Analise sua história do ponto de vista de um desconhecido

Você deve escrever o texto sendo você mesmo, como já mencionado. Mas busque sair um pouco da alma de autor autobiográfico e tente ir para à cabeça de um leitor. Imagine que você é um completo desconhecido para ele.

Quais as informações ele iria querer saber sobre o autor? O que seria irrelevante? Analisar desse ponto de vista pode te ajudar a perceber detalhes que escaparam de uma primeira observação.

Revele o inusitado

Não deixe seu texto virar uma listinha sobre realizações; revele coisas inusitadas em sua autobiografia. Fale sobre pensamentos, erros, acertos, defeitos, decepções, qualidades, aquelas coisas que “só acontecem com você”, etc. Permita que o leitor se identifique com você.

Sobre o autor

Avatar
Formada em Jornalismo pela Unicap, pós-graduada em Comunicação Empresarial e Mídias Digitais pela Devry, fez intercâmbio na ETC School (em Bournemouth (UK)), professora de inglês e tem experiência nas áreas de assessoria de comunicação, produção de vídeo e foto e redação.