,

Alomorfia

Alomorfia é a denominação dada ao fenômeno linguístico que se caracteriza pela variação que os morfemas podem sofrer em sua forma, sem acarretar mudanças em seus significados. Tais variações podem ocorrer no prefixo, na raiz, no sufixo, na vogal temática ou na desinência verbal.

Conceito de morfema

Antes de vermos mais detalhadamente o fenômeno linguístico conhecido por alomorfia, faz-se necessário retomarmos o conceito de morfema. Morfemas ou elementos mórficos são todas as partes que formam uma palavra: raiz, radical, vogal temática, tema, desinência, afixo e vogais ou consoantes de ligação.

Como exemplo, podemos usar a palavra “insolação”, que contém três morfemas: in + sol + ação, onde SOL é o radical da palavra, IN é o prefixo e AÇÃO é o sufixo.

O que é alomorfia?

Alomorfia

Foto: depositphotos

Como já vimos, alomorfia é a mudança na forma de um morfema, conservando-se o seu significado. Denominam-se alomorfes as diferentes formas que um morfema pode adquirir quando passa pelo processo de alomorfia.

Para compreendermos melhor o conceito de alomorfia, vejamos o exemplo dos prefixos IN- e I-. Nas palavras “infeliz” e “imutável”, por exemplo, tanto “in” quanto “i” indicam negação. É importante ressaltar que a “i” só ocorre diante de determinadas consoantes (l-, m- e r-, como nas palavras “ilegal”, “imoral” e “irresponsável”), portanto, “in” é considerada a forma básica. Assim sendo, “i” é alomorfe da forma básica (morfema) “in”.

Outros exemplos são as diferentes formas de plural, como “cama/camas” e “raiz/raízes”, em que há alomorfes do plural, sendo um {-s} e o outro {-es}.

Como entender quando se trata de um alomorfe e não de um morfema?

Para entendermos isso, podemos usar o exemplo da conjugação do verbo “cantar” no pretérito imperfeito do indicativo. Observe a conjugação a seguir:

Eu cantava
Tu cantavas
Ele/ela cantava
Nós cantávamos
Vós cantáveis
Eles/elas cantavam

Observe que a forma base é –va-, e temos –ve- somente na 2ª pessoa do plural. Com isso, podemos compreender que –ve- é uma variação, no caso, o aloforme de –va-.

 

 

*Débora Silva é graduada em Letras (Licenciatura em Língua Portuguesa e suas Literaturas).