,

Quais as maiores fraudes já ocorridas no mundo

Descubra as empresas que enganaram governos e milhões de pessoas

Alguns golpes de empresas e organizações ficaram famosos no mundo inteiro, por enganarem milhares de pessoas. Eles causaram prejuízos enormes a governos e clientes e foram punidos de maneira exemplar. Conheça agora as maiores fraudes já ocorridas no planeta!

Os crimes ocorreram em diversos países. Uma pesquisa rápida é suficiente para você identificar casos nos Estados Unidos, Europa, Oriente e América do Sul. Fique sabendo as marcas e iniciativas quem tentaram ser mais espertas, mas acabaram sendo descobertas.

Fraude ambiental envolvendo a Volkswagen

Poluição ambiental foi o escândalo em que esteve envolvida a Volkswagen recentemente

Volkswagen esteve envolvida em escândalo sobre poluição ambiental (Foto: depositphotos)

A maior fraude que envolve carros e meio ambiente eclodiu recentemente.

Em 2016, um grupo de pesquisadores descobriu que a Volkswagen havia instalado em 11 milhões de carros um software para fraudar o resultado de testes de laboratórios. O mecanismo omitia a quantidade exata de emissão de gases poluentes.

Na prática, o programa reduzia o resultado dos testes em 40 vezes a quantidade real de emissões.

Quando o carro era analisado em laboratório, a emissão estava dentro das leis, mas quando o carro era testado nas ruas, ele revelava-se ser muito poluente. Ou seja, o software burlava os computadores dos laboratórios oficiais.

A fraude foi desmascarada e o escândalo ganhou os noticiários. As ações da Volkswagen perderam mais de 40% de valor, e os prejuízos são enormes: multas, devoluções de veículos e uma crise interna que atingiu fábricas nos Estados Unidos e na Europa, sede da marca.

Até agora os danos para a imagem e cofres da companhia ainda estão sendo contabilizados.

O escândalo da supervalorização de lucros da Toshiba

Supervalorização financeira foi o esquema em que a Toshiba se viu mergulhada

Gigante Toshiba esteve envolvida em esquema de supervalorização financeira (Foto: depositphotos)

Uma auditoria independente identificou que a Toshiba supervalorizou os seus lucros durante 7 anos. Os valores ultrapassam os mil milhões de euros durante esse período.

A fraude foi justificada sob a alegação que as metas traçadas pela companhia eram impossíveis de serem alcançadas. Portanto, diversos setores da empresa passaram a inflar os seus resultados, a fim de receber aprovação.

Mais de 400 mil acionistas foram enganados e o resultado foi a renúncia e punição de mais de 30 executivos e a mudança geral na direção da japonesa.

Veja também: A origem da corrupção na sociedade

O esquema de suborno e lavagem de dinheiro na Petrobras

O 'Petrolão' da Petrobras ficou conhecido como um dos maiores esquemas de corrupção

‘Petrolão’ é o nome do esquema de corrupção em que a Petrobras se envolveu (Foto: depositphotos)

É claro que a maior estatal brasileira iria compor na lista das maiores fraudes já ocorridas no mundo. A Petrobras foi envolvida em uma série de escândalos que vieram a público a partir de 2014.

O ‘Petrolão’, como ficou conhecido, revelou casos de subornos para o fechamento de contratos e uma rede de corrupção dentro da maior empresa brasileira.

Ao todo, estima-se o prejuízo de 1,9 mil milhões de euros. Lava Jata é o nome da operação investigativa que revelou o escândalo.

O apoio aos carteis e a sonegação de impostos em  HSBC

HSBC se viu mergulhado em dois esquemas de corrupção sendo um deles na América do Sul

Banco inglês HSBC acabou reduzindo suas operações na América do Sul devido os escândalos em que se envolveu (Foto: depositphotos)

O HSBC já se envolveu recentemente em dois escândalos mundiais. O primeiro foi a revelação de que o banco apoiava carteis de drogas na América do Sul facilitando a lavagem de dinheiro desses criminosos. A marca foi punida em 2013.

Mas isso não foi suficiente para manter a marca longe de encrencas. A filial suíça mantinha esquemas com clientes para burlar as leis e fazer com que eles não pagassem impostos e ocultasse seus reais investimentos. Tudo ainda segue em investigação.

Os contratos fraudulentos da Siemens nas Olimpíadas

Escândalo envolvendo fraudes em contratos foi no que se envolveu a Siemens

Siemens se viu mergulhada em escândalo de fraude de contratos (Foto: depositphotos)

A marca alemã atua em segmentos diversos. Ela fez alguns contratos fraudulentos durante os jogos olímpicos da Grécia em 2004. Houve subornos e suspeita de branqueamento de capitais.

Esse último é a dissimulação da origem ou do proprietário real dos fundos, dos proventos resultantes de atividades ilícitas, dando-lhes uma aparência de legalidade. É a tradicional lavagem de dinheiro.

Por isso, a companhia pagou 330 milhões de euro ao governo de Atenas. Outros 1,6 mil milhões de euros também foram pagos aos Estados Unidos e outros países da Europa por corrupções em contratos.

A fraude ambiental cometida pela BP

Poluição ambiental foi mais um dos escândalos em que uma grande empresa se envolveu, a BP

A BP foi mais uma grande companhia envolvida em escândalo de poluição ambiental (Foto: depositphotos)

A companhia inglesa mantém uma plataforma petrolífera no Golfo do México. Em 2010, uma explosão sem precedentes poluiu as águas, principalmente as que cortam o território norte-americano.

Então, deu-se início a uma verdadeira descoberta de fraudes e falta de compromisso da BP com a segurança e meio ambiente. Os resultados foram vários processos a acusaram de negligência e má conduta intencional.

Foram 17 mil milhões de euros pagos aos Estados Unidos.

Veja também: Alguns dos maiores casos de corrupção no Brasil

As dívidas e fracassos financeiros ocultos da Enron

Ocultação de dados e informações foi que levou a Enron a entrar em um escândalo

Enron ocultou dados e informações, o que fez com que a empresa se visse mergulhada em um escândalo (Foto: depositphotos)

A empresa de energia americana ficou em más lençóis depois que a imprensa suspeitou do seu real patrimônio. A Enron escondia dívidas e fracassos dos seus investidores.

Assim que seus crimes começaram a ser descobertos, a marca foi processada por acionistas e suas bolsas começaram a cair. Em 2001, ela decretou falência e alguns dos seus executivos foram presos.

Essa fraude contribuiu para mudar as regras de contabilidade americanas, que passaram a ser mais rígidas e controladas para evitar golpes ao sistema financeiro e contábil de outras corporações.

Fraude nos fundos financeiros da Parmalat

Fundos financeiros foi o escândalo em que se envolveu a Parmalat

Parmalat acabou se envolvendo em esquema ligado a fundos financeiros (Foto: depositphotos)

A marca italiana também já se meteu em muitas confusões. Em 2003, a empresa foi desmascarada quando alguns investigadores descobriram que os fundos financeiros não estavam resguardados como se acreditava.

As acusações resultaram em grande esforço da multinacional para esconder os seus crimes, como o sumiço e destruição de arquivos digitais. Mas de nada adiantou, a empresa deve alguns dos seus diretores presos e enfrentou um débito de 14 mil milhões de euros.

No Brasil, a Parmalat também já sofreu acusações de adulterar o leite com soda cáustica e água oxigenada.

Sobre o autor

Avatar
Jornalista formada pela Universidade Federal da Paraíba com especialização em Comunicação Empresarial. Passagens pelas redações da BandNews e BandSports, TV Jornal e assessoria de imprensa de órgãos públicos.