, ,

Biografia de Érico Veríssimo

Érico Lopes Veríssimo, mais conhecido simplesmente por Érico Veríssimo, foi um dos mais célebres escritores brasileiros do século XX. Nasceu no dia 17 de dezembro de 1905, em Cruz Alta, no estado do Rio Grande do Sul, e faleceu na capital gaúcha, em 28 de novembro de 1975, vítima de infarto.

Filho de Sebastião Veríssimo da Fonseca e de Abegahy Lopes, Érico admirava a literatura desde cedo: aos 13 anos já lia autores como Aluizio Azevedo, Joaquim Manoel de Macedo, Émile Zola e Fiódor Dostoiévski.

O autor fez parte da 2ª fase do Modernismo Brasileiro, momento em que a Literatura fazia reflexões acerca dos problemas sociais.

Érico Veríssimo: estudos e início da carreira

De família financeiramente abastada e tradicional, mas que perdeu tudo no início do século, Érico concluiu o 1º grau em Porto Alegre e, posteriormente, retornou a Cruz Alta, onde começou a trabalhar como bancário. Na mesma época, dava aulas de inglês e literatura.

Érico Veríssimo

‘O Tempo e o Vento’ é a trilogia que marca a carreira de Érico Veríssimo (Foto: Reprodução | Site Instituto Moreira Salles)

No ano de 1929, começou a escrever contos para revistas e jornais, dentre os quais estão “Chico: Um conto de Natal”, “Ladrão de Gado” e “A tragédia dum homem gordo”. Casou-se com Mafalda Halfem Volpe em 1931.

Começou a trabalhar como desenhista e mudou-se definitivamente para a capital do Rio Grande do Sul, onde foi contratado para o cargo de Secretário do Departamento Editorial na Editora Globo. Ainda na década de 30, Érico começou a traduzir livros do inglês para o português.

Em 1932, foi promovido a diretor da Revista do Globo e, no mesmo período, assumiu o departamento editorial da Livraria do Globo.

“Olhai os Lírios do Campo” e “O Tempo e o Vento”

Após alguns anos de traduções, Érico Veríssimo publica a sua primeira obra de grande repercussão nacional, intitulada “Olhai os Lírios do Campo”. Posteriormente, o escritor assume a função de conselheiro literário da Editora Globo.

Considerado um dos melhores romancistas brasileiros, Érico Veríssimo começou a escrever a sua célebre trilogia “O Tempo e o Vento” a partir de 1947, após algum período morando e trabalhando nos Estados Unidos.

Na trilogia, Érico Veríssimo reuniu duzentos anos (1745 a 1945) da história do Rio Grande do Sul, separados em três volumes. O primeiro volume, intitulado “O Continente”, foi publicado em 1949, e trouxe alguns de seus mais populares personagens, como Ana Terra e o Capitão Rodrigo Cambará.

Em 1950, Veríssimo começou a escrever o segundo volume da trilogia, intitulado “O Retrato”, publicado no ano seguinte. O terceiro volume, “O Arquipélago”, foi entregue pronto para ser publicado em 1962, após o escritor sofrer seu primeiro infarto do miocárdio, em 1961.

Características literárias e principais obras

Considera-se que o escritor Érico Veríssimo teve três fases literárias, a saber:

  • Romance urbano: nesta fase, o autor retratou a vida da pequena burguesia por meio de uma visão crítica e lírica. Obras: “Caminhos Cruzados”, “Clarissa” e “Olhai os Lírios do Campo”
  • Romance histórico: a obra-prima “O Tempo e o Vento” retratou duzentos anos da história do Rio Grande do Sul
  • Romance político: em “Incidente em Antares”, publicado em 1971, o escritor traçou um apanhado da história do Brasil, enveredando pelo fantástico, com uma rebelião de cadáveres durante uma greve de coveiros na fictícia cidade de Antares. Na fase vivida durante a ditadura militar, Érico denunciou os males causados pelo autoritarismo e as violações dos direitos humanos.

Obras de Érico Veríssimo

Confira a seguir as obras que marcaram a biografia de Érico Veríssimo:

  1. Fantoche, contos, 1932
  2. Clarissa, ficção, 1933
  3. Caminhos Cruzados, ficção, 1935
  4. Música ao Longe, ficção, 1935
  5. A Vida de Joana D’Arc, biografia, 1935
  6. Um Lugar ao Sol, ficção, 1936
  7. As Aventuras do Avião Vermelho, literatura infantil, 1936
  8. Rosa Maria no Castelo Encantado, literatura infantil, 1936
  9. Os Três Porquinhos, literatura infantil, 1936
  10. Meu ABC, literatura infantil, 1936
  11. As Aventuras de Tibicuera, romance didático, 1937
  12. O Urso com Música na Barriga, 1938
  13. Olhai os Lírios do Campo, ficção, 1938
  14. A Vida do Elefante Basílio, 1939
  15. Outra Vez os Três Porquinhos, 1939
  16. Viagem à Aurora do Mundo, 1939
  17. Aventuras no Mundo da Higiene, 1939
  18. Saga, ficção, 1940
  19. Gato Preto em Campo de Neve, impressões de viagem, 1941
  20. As Mãos de Meu Filho, contos, 1942
  21. O Resto é Silencio, ficção, 1942
  22. A Volta do Gato Preto, impressões de viagem, 1946
  23. O Tempo e o Vento I, O Continente, 1948
  24. O Tempo e o Vento II, O Retrato, 1951
  25. Noite, novela, 1954
  26. Gente e Bichos, 1956
  27. O Ataque, novelas, 1959
  28. O Tempo e o Vento III, O Arquipélago, 1961
  29. O Senhor Embaixador, 1965
  30. O Prisioneiro, 1967
  31. Israel em Abril, 1969
  32. Incidente em Antares, 1971
  33. Solo de Clarineta, memórias, vol.I, 1973; Vol.II, 1975.

Sobre o autor

Avatar
Formada em Letras (Licenciatura em Língua Portuguesa e suas Literaturas) pela Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ), com certificado DELE (Diploma de Español como Lengua Extranjera), outorgado pelo Instituto Cervantes. Produz conteúdo web, abrangendo diversos temas, e realiza trabalhos de tradução e versão em Português-Espanhol.