A biografia de Friedrich Engels 

Engels foi co-autor de grande parte das obras de Karl Marx, sendo a principal delas o Manifesto Comunista

Nascido em 28 de novembro de 1820, em Barmen, que na época era um distrito de Wuppertal pertencente à Prússia (atual Alemanha), Friedrich Engels, era o primogênito de nove filhos de um industrial rico. Apesar de não ser tão citado, Engels foi grande companheiro e co-autor de várias publicações com Karl Marx, com o qual desenvolveu o chamado socialismo científico, que é popularmente conhecido como o marxismo.

Apesar de sua importância como pensador, Engels nunca concluiu os estudos, tendo saído da escola antes de concluir o ensino secundário, para que fosse trabalhar nos escritórios das empresas do seu pai.

Juventude Friederich Engels

Em 1841, Friederich Engels se juntou ao exército prussiano, ocasião na qual foi mandado para Berlim e com isso, começou a frequentar palestras na Universidade de Berlim, onde ele começou a ter contato com grupos de esquerda que seguiam o hegelianismo, filosofia criada pelo pensador alemão Georg Wilhelm Friedrich Hegel.

Friederich Engels, co-autor do Manifesto Comunista

Engels publicou artigos em jornal de forma anônima sob o pseudônimo de Friedrich Oswald Foto: Reprodução/Wikimedia Commons)

Ainda durante seu período em Berlim, Engels começou a publicar de forma anônima, a fim de não envolver o nome de sua família, sob o pseudônimo de Friedrich Oswald, artigos no jornal Rheinische Zeitung (Gazeta Renana em tradução livre), o qual Karl Marx era editor-chefe. Apesar da proximidade, eles só viriam se conhecer em novembro de 1842.

Um ano depois, quando Friedrich Engels tinha 22 anos, seus país o enviaram para Inglaterra, onde ele iria trabalhar na Ermen e Engels Victoria Mill; empresa de sua família que fazia linhas de costura na cidade de Manchester. Antes de chegar ao Reino Unido, Engels passou por Paris, onde se encontrou pela primeira vez com Marx.

Assumindo a direção da fábrica, Engels começou a observar os funcionários das fábricas de sua família e ficou impressionado com as péssimas condições nas quais viviam.

Cada vez mais indignado com as condições da classe trabalhadora do país, ele começou a desenvolver um estudo sobre essa situação que, no futuro, viria a se tornar base de seu livro Die Lage der Arbeitenden Klasse (A Situação da Classe Trabalhadora na Inglaterra, em tradução livre), que foi publicado em 1845.

Parceria com Karl Marx

Apesar de não ser tão citado quanto Marx, Engels foi co-autor de grande parte de suas obras, sendo a principal delas o Manifesto Comunista, que foi publicado pela primeira vez em 21 de fevereiro de 1848 e é considerado até hoje, um dos tratados políticos mais influentes da história do mundo.

O manifesto comunista

Originalmente denominado Manifesto do Partido Comunista (do alemão, Manifest der Kommunistischen Partei), a célebre publicação foi comissionada pela Liga dos Comunistas. A Liga seguia o socialismo utópico, um modelo inspirado nas ideias de François Noël Babeuf, um jornalista que teve papel importante na Revolução Francesa; porém, logo começou a seguir a linha de pensamento criada por Marx e Engels: o socialismo científico.

A obra foi escrita durante um período de vários conflitos urbanos, tendo em vista as revoluções de 1848, também chamada de Primavera dos Povos, que aconteceu em diversos países da Europa com regimes autocráticos.

O socialismo científico se diferenciava do utópico a partir do ponto que o primeiro procura estudar a fundo o sistema capitalista e a luta de classes entre a burguesia e o proletariado, através da análise cientifica do capitalismo.

A história da humanidade é a história da luta de classes.

Ao contrário do socialismo utópico, o modelo idealizado por Marx e Engels não buscava construir uma sociedade ideal, mas buscava criar leis e princípios em uma direção que a sociedade se tornasse igualitária e sem classes, analisando a realidade econômica e histórica do capitalismo.

Utopia e distopia. Conceito e exemplos

Outras obras de Engels

Co-autor de diversas obras de Marx, Friederich Engels ajudou a publicar o restante das obras de seu companheiro mesmo após sua morte, em 14 de março de 1883, em decorrência de problemas pulmonares que o acompanharam durante boa parte da vida.

Além do Manifesto Comunista, Engels também escreveu: A ideologia alemã; Do socialismo utópico ao socialismo cientifico; A guerra camponesa alemã; A Origem da Família, da Propriedade Privada e do Estado; Revolução e Contra-Revolução na Alemanha; A Sagrada Família e deixou inacabado o livro Dialética da Natureza.

Morte de Friederich Engels

O filósofo Friederich Engels morreu aos 74 anos, no dia 5 de agosto de 1895, em Londres, capital da Inglaterra, em decorrência de um câncer de garganta. A pedido do próprio Engels, seu corpo foi cremado e suas cinzas foram espalhadas em Beachy Head, um penhasco que fica na parte sul da Inglaterra.