Brasília: História, economia e turismo

Brasília está localizada no Planalto Central Brasileiro, na região Centro-Oeste do país, especificamente no Distrito Federal

Brasília apresenta características importantes não apenas pela questão política, por ser o espaço das grandes discussões e decisões governamentais, mas também por ser um espaço dotado de uma organização espacial interessante, um local verdadeiramente planejado e organizado para fins específicos. Neste sentido, a história, a economia e os aspectos turísticos de Brasília refletem um pouco da complexidade e importância deste espaço no cenário nacional.

Brasília, a capital do Brasil

Brasília está localizada no Planalto Central Brasileiro, na região Centro-Oeste do país, especificamente no Distrito Federal. A região Centro-Oeste do Brasil foi, por muitos anos na história, irrisoriamente ocupada, até que projetos nacionalistas de expansão das ocupações no território brasileiro começaram a promover o desenvolvimento destas regiões do país que ainda careciam de infraestrutura e de investimentos, bem como de pessoas que os ocupassem e ajudassem no desenvolvimento.

No ano de 1960 foi inaugurada pelo então presidente do Brasil, Juscelino Kubitschek, a Capital Federal do Brasil, chamada de Brasília. A construção de Brasília demandou três anos e meio, e foi constituída a partir de um projeto urbanístico moderno, fora dos padrões brasileiros de arquitetura do contexto.

Brasília: História, economia e turismo - Construção de Brasília

Foto: depositphotos

Apesar de recente, a história de construção de Brasília denota acontecimentos que remontam ao século XVIII, quando surgiu um processo de interiorização da capital brasileira, ideia esta do Marquês de Pombal. Isso se devia ao fato de considerar-se que o interior do país seria mais seguro, longe dos portos marítimos. E já em 1823, José Bonifácio sugeriu o nome Brasília para a capital do país.

Economia de Brasília

As particularidades de Brasília não se esgotam apenas em seu projeto urbanístico moderno, mas se estendem também ao contexto econômico. Para se ter uma ideia, o Produto Interno Bruto (PIB) de Brasília é seis vezes maior do que o do Estado do Maranhão, por exemplo, fator este que demonstra o desenvolvimento econômico e social de Brasília. Do mesmo modo, o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) de Brasília é alto, e demonstra que em teoria a população apresenta uma condição boa de vida.

Comércio e serviços

Já na década de 1960, Brasília apresentava um setor comercial bastante desenvolvido, principalmente quando comparado ao restante do país. Estão relacionadas também ao desenvolvimento de Brasília e da região, a existência das redes rodoviárias e ferroviárias, que dinamizavam a produção e a demografia da região. Durante um bom tempo, a construção civil movimentou a economia de Brasília, setor que perde um pouco de força na década de 1990, quando passam a se destacar efetivamente os serviços.

Turismo

Brasília: História, economia e turismo - Congresso Nacional

Foto: depositphotos

Além disso, o turismo também é um importante elemento propulsor da economia de Brasília. Boa parte das pessoas que viajam para Brasília para negócios ou questões políticas, acaba usufruindo de serviços turísticos lá, como rede hoteleira, restaurantes ou mesmo passeios e atividades culturais. Este fator está relacionado com as opções disponíveis aos visitantes em Brasília, que vão desde sua infraestrutura até elementos da cultura, como música, dança, moda, teatro, novas mídias, televisão, dentre outros.

Problemas sociais de Brasília

Como outros grandes centros urbanos, Brasília tem também problemas sociais. As pessoas que não se enquadravam no plano piloto no contexto da constituição de Brasília, foram direcionadas às áreas mais marginalizadas, formando regiões administrativas, sendo chamadas de “cidades satélites”. Estas regiões administrativas estão ao entorno de Brasília e são moradia de uma significativa parcela de trabalhadores que se deslocam pendularmente para trabalhar na capital. Das cidades satélites de Brasília, duas das mais famosas são Ceilândia e Taguatinga. Em geral, estas cidades foram constituídas sem planejamento, portanto, não apresentam uma adequada infraestrutura e oferta de serviços aos seus habitantes.

Quais são os pontos turísticos de Brasília?

Brasília mostra aos visitantes um cenário de modernas construções, os quais, inclusive, foram reconhecidos como Patrimônio Cultural da Humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) no ano de 1987. Além disso, Brasília foi também tombada como Patrimônio Histórico Federal no ano de 1990, e pelo Governo do Distrito Federal no ano de 1991, mostrando com isso a importância de Brasília no cenário turístico brasileiro. Além disso, vários elementos que compõem a paisagem de Brasília foram tombados individualmente como patrimônios.

A construção de Brasília seguiu um plano urbanístico desenvolvido por Lúcio Costa, e foi concebido segundo escalas estruturais denominadas “Monumental” (espaço correspondente aos comandos políticos e administrativos); a “Gregária” (setores em que se convergem os interesses e as dinâmicas da população); a “Residencial” (composta por quadras no sentido Sul e Norte) e ainda a “Bucólica” (onde se encontram as áreas de sociabilidade, como praças e jardins, bem como os gramados e a orla do lado Paranoá). Para complementar, são destaques ainda as obras de Oscar Niemeyer, famoso arquiteto brasileiro, e que projetou vários monumentos em Brasília. Niemeyer é um dos mais reconhecidos representantes da arquitetura moderna da história.

Por conta da forma como foi construída, Brasília conta com espaços verdes para visitação e descanso, com jardins e gramados. Além disso, o clima de Brasília apresenta condições para que os turistas desenvolvam atividades ao ar livre, pois existem duas estações bem marcadas, com um período livre de chuvas. Além disso, Brasília oferece também aos turistas uma vasta gama de atividades culturais disponíveis, com consagrados festivais culturais. No mesmo sentido, destaca-se a culinária, mais um fator atrativos aos visitantes em Brasília.

Brasília: História, economia e turismo - Visão noturna da Ponte de Kubitschek

Foto: depositphotos

São exemplos de pontos turísticos em Brasília, a Câmara Legislativa do Distrito Federal, localizada na “Praça do Buriti”. Além disso, existe ainda o Templo da Boa vontade, onde a premissa é a Espiritualidade Ecumênica, na qual os visitantes podem vivenciar momentos de reflexão, com base nos preceitos da cultura, arte e ecologia. Destaca-se também, neste sentido, o Planetário de Brasília, no qual as visitações são direcionadas para o conhecimento sobre astronomia e sobre o universo. O Lago Paranoá também é destaque no turismo de Brasília, o qual é um lago artificial criado na inauguração de Brasília por Juscelino Kubitschek.

Destacam-se ainda, o Museu Nacional de Brasília, Museu da Caixa Econômica, dentre outros. Estádios e monumentos que refletem momentos da história do Brasil. Além disso, o Palácio do Buriti, Palácio do Planalto, Palácio do Alvorada e o Palácio do Itamaraty, todos relacionados à atividades políticas desenvolvidas em Brasília. Também a Praça dos Três Poderes e o Supremo Tribunal Federal Brasília, dentre outros. Assim, percebe-se que as atividades turísticas são impulsionadas pelo contexto de formação e pela importância que Brasília tem no cenário político nacional.

Referências

» BRASIL. Brasília Patrimônio. Disponível em: < http://conselho.saude.gov.br/web_confmundial/docs/servicos/conheca_brasilia.pdf>. Acesso em: 18 de abril de 2017.

»BRASIL. Brasília: Capital dos brasileiros. Patrimônio da Humanidade. Disponível em: < http://www.brasiliapatrimoniodahumanidade.df.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=6&Itemid=8>. Acesso em: 18 de abril de 2017.

»BRASIL. Brasília (DF): O turismo em Brasília. Disponível em: < http://www.destinosreferencia.turismo.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=253&Itemid=95&limitstart=1>. Acesso em: 18 de abril de 2017.

»BRASIL. Governo de Brasília. Economia. Economia de Brasília. Disponível em: <http://www.brasilia.df.gov.br/index.php/2015/10/21/economia/>. Acesso em: 18 de abril de 2017.

»SENRA, Nelson de Castro (Org.). Veredas de Brasília: as expedições geográficas em busca de um sonho. Rio de Janeiro: IBGE, Centro de Documentação e Disseminação de Informações, 2010. Disponível em: < http://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv44769.pdf>. Acesso em: 18 de abril de 2017.

Sobre o autor

Graduada em Geografia pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), Especialista em Neuropedagogia pela Faculdade Alfa de Umuarama (FAU) e Mestre em Geografia (Unioeste)