Quais são as camadas da Terra

Você sabe quais são as camadas da Terra? Nesse artigo você vai conferir essa resposta e muito mais. Acompanhe!

O planeta em que vivemos é o terceiro planeta mais perto do Sol, sendo reconhecido atualmente como o único planeta capaz de abrigar os seres vivos e suas mais variadas formas. Cientistas afirmam que a Terra tenha surgido há aproximadamente 4,5 bilhões de anos e, desde então, foi sendo habitada gradativamente por inúmeras espécies de animais, vegetais, fungos, microrganismos e seres humanos.

As interações existentes entre os seres vivos (fatores bióticos) e os seres não vivos (fatores abióticos) que ocorrem na Terra, é estudado pela Ecologia. A Ecologia é um ramo da Biologia que tem se destacado cada vez mais, pois as alterações ambientais provocadas pela ação humana só serão reduzidas na medida em que se conheçam a estrutura e o funcionamento dos ecossistemas.

O nível mais amplo estudado pela Ecologia é a biosfera. O termo “biosfera” foi criado por semelhança aos utilizados para designar camadas ou esferas relacionadas aos componentes abióticos da Terra, que são:

1- Atmosfera (atmós = gás): camada ou esfera da Terra formada pelo ar;
2- Hidrosfera (hidro = água): camada ou esfera da Terra formada pela água;
3- Litosfera (lito = pedra): camada ou esfera da Terra formada pelas rochas e pelos solos. Essa camada envolve e protege a crosta terrestre, que é a camada mais externa e superficial do planeta.

Camadas da Terra

A Crosta Terrestre é a camada mais superficial da Terra (Foto: depositphotos)

Biosfera

A biosfera, assim como as demais “esferas”, não é uma camada homogênea, pois as condições ambientais do nosso planeta variam de uma região para outra. Os limites da biosfera são bem definidos em função de registros que indicam a presença de seres vivos. Esses limites vão desde aproximadamente 11.000 metros de profundidade, nos oceanos, até cerca de 7.000 metros de altitude, na atmosfera.

As condições ambientais são muito importantes na distribuição dos seres vivos. Nos locais onde tais condições são mais favoráveis, a diversidade de formas vivas é maior, ocorrendo o contrário quando as condições não são favoráveis. Um dos principais fatores que interferem nessas condições é o clima das diferentes regiões, que sofre influência da latitude, da longitude, da altitude e de outros fatores.

A biosfera é a região da Terra onde é possível a existência da vida. É formada pelo conjunto de ecossistemas, ocupa o espaço na atmosfera e vai até as profundezas oceânicas.

Veja também: Qual a quantidade de poluição que os carros jogam na atmosfera?

As três camadas internas da Terra

Como mencionamos, existem três grandes camadas que compõem a Terra: a atmosfera, a hidrosfera e a litosfera, porém, ao olharmos para o planeta em si, também podemos considerar três camadas formando o interior da Terra: a crosta terrestre, o manto e o núcleo.

Crosta terrestre

A crosta terrestre é protegida externamente pela litosfera. É a camada mais superficial do planeta, formada por rochas e minerais, ou seja, é a camada sólida da Terra. Três tipos de rochas compõem a crosta terrestre: magmáticas ou ígneas, metamórficas e sedimentares.

Manto

É a camada localizada entre e crosta terrestre e o núcleo. O manto é dividido em duas partes, uma interna e uma externa. O manto superior (externo) é menos quente que o manto inferior (interno) e mais pastoso também. O manto atinge altíssimas temperaturas, chegando a aproximadamente 2.000 ºC. Ele encontra-se em constante movimento, de forma lenta, exercendo assim, pressões sobre a crosta terrestre. O manto é responsável por originar os terremotos, os vulcanismos e a movimentação das placas tectônicas.

Núcleo

É a camada mais interna do planeta, podendo ser subdividida em núcleo interno e externo. O núcleo externo é composto de ferro líquido e níquel, já o núcleo interno por silício, níquel e ferro sólido. O núcleo corresponde a um terço da massa da Terra e pode chegar a uma temperatura de aproximadamente 6.000 ºC, ou seja, é a camada mais quente que existe.

As camadas da atmosfera

A atmosfera pode ser dividida em cinco camadas principais: a troposfera, a estratosfera, a mesosfera, a termosfera e a exosfera. O limite de cada uma delas é definido pela mudança abrupta da temperatura média.

 

A atmosfera é fundamental para a biosfera, pois além de conter gases essenciais para a vida, impede que a Terra perca calor, atuando como um “cobertor” ou como uma estufa. É por isso que se fala em efeito de cobertura ou feito estufa da atmosfera. Os principais componentes da atmosfera que contribuem para o efeito estufa são o gás oxigênio, o gás metano e o vapor d’água.

Troposfera

A troposfera é a camada mais próxima da superfície terrestre e a que apresenta maior parte das moléculas de gases da atmosfera. É nela que encontramos as proporções aproximadamente de 78% de gás nitrogênio, 21% de gás oxigênio, 0,03% de gás carbônico e 0,3% de vapor d’água. Há, no entanto, diversos outros gases que, apesar de aparecerem em proporção muito pequena, podem ter enorme importância ambiental. É o caso do óxido nitroso, do dióxido de nitrogênio, do ozônio e do metano.

É na troposfera que ocorrem os principais fenômenos climáticos. Essa camada é caracterizada pela diminuição da temperatura em função da altitude.

Veja também: Qual é a diferença entre astronomia, astrofísica e cosmologia?

Estratosfera

Acima da troposfera localiza-se a estratosfera, camada rica em ozônio, gás que se forma com a quebra de moléculas de gás oxigênio pela energia radiante e posterior reorganização dos átomos em moléculas de ozônio. Ele é o principal gás responsável pelo aumento da temperatura que se verifica nessa camada à medida que aumenta a altitude. O ozônio absorve a maior parte da radiação ultravioleta do Sol, que é convertida em energia térmica.

Mesosfera

A terceira camada da atmosfera é a mesosfera, caracterizada pela diminuição da temperatura em função da altitude.

Termosfera

Na quarta camada está a termosfera, onde há novamente elevação da temperatura com aumento da altitude, pois poucas moléculas ali presentes absorvem radiação solar de alta energia, ocorrendo sua conversão em energia térmica.

Exosfera

É a camada mais distante da Terra, começando cerca de 500 quilômetros acima superfície terrestre. Nessa camada o ar é considerado rarefeito e os principais gases são: hidrogênio, hélio, dióxido de carbono e oxigênio atômico.

Referências

» MERIGHI, Thiago Silva et al. Modelo didático da crosta terrestre. In: II Seminário e IV Encontro do PIBID da UNESPAR. 2015.

» SANTOS, Antonio Carlos F.; AGUIAR, Carlos Eduardo. Ondas e terremotos. Rio de Janeiro: Instituto de Física/Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2012.

» DIAS, Anderson Alberto C.; ANDRADE-NETO, A. V.; MILTAO, M. S. R. A atmosfera terrestre: composição e estrutura, 2007.

Sobre o autor

Avatar
Natália Duque é Graduada em Ciências Biológicas pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro.