Causados pelo homem: Os maiores desastres ambientais do mundo

Neste artigo, você poderá ler e conhecer mais sobre desastres ambientais, suas causas e consequências, bem como alguns dos principais desastres ambientais no Brasil. Os desastres ambientais podem ser causados pelo homem, de forma proposital ou por um acidente.

Também chamados de catástrofes naturais, estes eventos fazem com que a humanidade se pergunte qual o preço do desenvolvimento, porque muitas vezes, são as próprias tecnologias criadas pelo homem que acabam vitimando as pessoas, como é o caso dos acidentes com material radioativo.

Os desastres ambientais são um tema que aparece com frequência em provas de vestibulares, seja na redação ou nas questões, bem como no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), bem como em eventos diversos e debates no mundo todo. 

Quais os maiores desastres ambientais causados pelo homem?

Vários foram, ao longo da história, os desastres ambientais ocasionados pelo homem, muitos dos quais devido a imprudência diante do cuidado com a vida humana, outros tantos pela negligência diante das forças da natureza. Sabendo-se dos riscos das situações criadas, mesmo assim muitos acidentes são causados pelo uso indevido dos recursos ou por erros humanos.

Desastre de Mariana

O rompimento da barragem de Mariana aconteceu no ano de 2015, as consequências são sentidas até hoje (Foto: Reprodução | EBC)

Bombas de Hiroshima e Nagasaki, Japão

Pode-se dizer que um dos maiores desastres ambientais do mundo foi aquele ocasionado a partir do lançamento das bombas de Hiroshima e Nagasaki no Japão em 1945, quando do término da Segunda Guerra Mundial que havia começado em 1939.

Além da morte de milhares de pessoas, outras tantas ficaram feridas, e os danos deste acontecimento se prolongaram geneticamente, sendo que muitas crianças continuaram nascendo com anomalias por décadas.

Desastre de Minamata, Japão

Também no Japão, em sua porção Sudoeste, houve um evento que causou preocupação em sua população. No ano de 1954, foi registrado um fenômeno onde animais da cidade de Minamata começaram a ter comportamentos estranhos, especialmente convulsões e perda ou descontrole das funções motoras, sintomas estes que se estenderam aos humanos logo depois.

As investigações sobre as causas do fenômeno levaram a descoberta do envenenamento das águas com mercúrio e outros metais pesados, o que ocasionou também elevada mortalidade de animais aquáticos. Esse acontecimento ficou conhecido na história como “Desastre de Minamata”. Estima-se que centenas de pessoas tenham morrido, e que milhares tenham sido contaminadas de alguma forma, o que também produziu várias doenças e anomalias na população em anos posteriores.

Explosão de Chernobyl, Ucrânia

No ano de 1986, o mundo vivenciou uma de suas mais tristes histórias. Na Ucrânia foi o evento que ficou conhecido como a Explosão de Chernobyl, quando o reator número 4 da Estação Nuclear de Chernobyl explodiu, quando houve a mortalidade direta de dezenas de pessoas, e indireta de milhares nos anos que se seguiram.

A radiação nuclear liberada pelo acontecido foi dezenas de vezes mais intensa do que nas bombas atômicas de Hiroshima e Nagasaki. Chernobyl se tornou praticamente uma “cidade fantasma” após o acontecido, já que os riscos para a vida humana são muito grandes, e o desenvolvimento de plantas e animais é inviável na região.

Usina Nuclear de Tokaimura, Japão

Um acontecimento em usina também foi registrado na Usina Nuclear de Tokaimura, no Japão em 1999, quando houve um acidente com o processamento de urânio, deixando vários trabalhadores contaminados e feridos. 

Veja também: Conheça os maiores desastres ambientais do Brasil

Casos no Brasil

Talvez os desastres sejam mais comuns em situações como a exposição a radioatividade, mas não se esgotam nisso. Um dos desastres mais recentes na história brasileira é o acontecido na cidade de Mariana em Minas Gerais. O acontecido foi no ano de 2015, quando houve o rompimento de uma barragem (Fundão) da mineradora Samarco, quando se formou uma enxurrada de lama que se estendeu até o mar.

Devido ao acontecimento, houve um saldo de mortos, bem como pessoas feridas e desaparecidas, além de muitos desabrigados que perderam todos os bens materiais que tinham. O desastre acabou por liberar no meio ambiente rejeitos de mineração, formando uma cobertura de lama e óxido de ferro em toda região, cobrindo a vegetação e matando animais e plantas.

O Brasil teve também um acidente com material radioativo, que no caso foi o Césio 137 em Goiás. O acontecimento teve início no ano de 1987 com a contaminação por radioatividade e foi considerado como um evento dos mais graves de contaminação, sendo o mais grave do tipo em território brasileiro. O desastre ocorreu quando catadores de um ferro-velho encontraram uma cápsula que continha cloreto de césio e que havia sido descartada irregularmente.

Apesar de poucas pessoas terem morrido de forma direta pelo contato, muitas outras foram contaminadas, estimando-se que muitas tenham desenvolvido câncer e outras doenças por conta desse acontecimento. 

Desastres ambientais e o preço do desenvolvimento

Os desastres ambientais estão, em muitos casos, ligados com o próprio desenvolvimento. Exemplo disso são as usinas nucleares, que são símbolos de tecnologias avançadas, mas que já ocasionaram vários acidentes pelo mundo.

Os avanços tecnológicos trazem grandes conquistas para a humanidade, especialmente em relação a qualidade de vida da população. Por outro lado, também estão suscetíveis a acidentes ou erros humanos, mesmo com segurança e estudos concisos. Em todo o mundo ocorreram eventos desastrosos como os citados, e muitos deles ocorrem pela negligência humana, ou ainda pelo desconhecimento.

Apesar disso, com o desenvolvimento também se criam meios mais eficazes de prever e evitar danos socioambientais, como os mecanismos capazes de identificar vazamentos de materiais tóxicos, os métodos de descarte mais seguros, dentre outros. 

Causas e consequências

Os desastres ambientais são aqueles eventos que envolvem o ser humano, como causa ou nas consequências. Desta forma, um fenômeno como um maremoto, mas que não afeta os seres humanos, não pode ser considerado como um desastre.

Sempre se fala em pessoas envolvidas nos desastres, seja de forma direta ou indireta. Os desastres podem ser ocasionas por acidentes – quando as pessoas são tiveram intenção – ou também por negligencia – quando as pessoas não fizeram o melhor que podiam para evitar ou contornar a situação. As consequências dos desastres podem ser diretas e instantâneas, quando afetam as pessoas assim que ocorrem.

Mas podem também continuar acontecendo depois, como as crianças que continuaram nascendo com anomalias no Japão, mesmo após décadas do acontecimento com as bombas atômicas. Os efeitos são sempre socioambientais, ou seja, atingem os seres humanos e o meio ambiente. 

Desastres ambientais como tema de redação em provas

Com certa frequência o tema sobre desastres ambientais acaba sendo solicitado em redação de vestibulares e exames diversos. Por esse motivo, é essencial que se conheçam pelo menos alguns dos principais desastres ambientais da história da humanidade. É importante destacar que um desastre ambiental é sempre aquele em que os seres humanos são vitimados. Para isso, é importante realizar uma conceituação primeiramente, tendo-se em vista abarcar o que são estes desastres ambientais, para então citar alguns exemplos de destaque. 

Veja também: Consequências ambientas do desastre natural em Mariana

Conclusão

Neste breve artigo você pôde ler mais sobre desastres ambientais, suas causas e consequências, bem como sobre alguns desastres ambientais no Brasil. É importante destacar que os desastres ambientais são frequentemente tema de redação, bem como de provas diversas, por isso, estes conhecimentos são essenciais. Os desastres ambientais envolvem sempre o homem, como vítima ou como agente envolvido na causa do acontecimento.

Diante dos desastres ambientais, cabe a humanidade se perguntar qual o preço do desenvolvimento, já que muitos acontecimentos estão também ligados com os avanços ocorridos na tecnologia, mas que acabam trazendo riscos para as pessoas e o meio ambiente, como é o caso da energia nuclear. 

Referências

» GONÇALVES, Darly Prado. Principais desastres ambientais no Brasil e no mundo. Jornal da UNICAMP. Disponível em: < https://www.unicamp.br/unicamp/ju/noticias/2017/12/01/principais-desastres-ambientais-no-brasil-e-no-mundo>. Acesso em 11 jul. 2018.

» VESENTINI, José William. Geografia: o mundo em transição. São Paulo: Ática, 2011.

Sobre o autor

Avatar
Mestre em Geografia e Graduada em Geografia pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), Especialista em Neuropedagogia pela Faculdade Alfa de Umuarama (FAU) e em Educação Profissional e Tecnológica (São Braz).