Citações para redação do Enem; como, por que e quando fazer 

Uma das maneiras de conseguir uma maior pontuação na redação do Enem é com o uso de citações no corpo do texto

Há uma série de fatores que podem ser utilizados na redação com o objetivo de tirar uma boa nota, como seguir o padrão textual dissertativo-argumentativo, por exemplo. Uma das estratégias que vêm sendo utilizadas para conseguir uma maior pontuação é o uso de citações para redação do Enem, sejam elas: frases de obras audiovisuais, trechos de música, frases de pensadores ou fragmentos de obras literárias.

Se você é um candidato que prestará prova de Enem deve fica atento a essas dicas para melhorar a qualidade dos seus textos.

Citações na redação do Enem

Não há nenhuma regra que diga que é obrigatório o uso de citações durante a prova de redação do Enem, porém, não há como negar que esse tipo de informação ajuda a enriquecer ainda mais a produção textual.

(Foto: depositphotos)

Tendo a citação a função de dar suporte às ideias do autor do texto, ou seja, não adianta colocar uma referência apenas para “embelezar” o texto, já que isso pode vir a prejudicar o candidato, fazendo-o perder alguns pontos. Uma outra forma de uso das citações que pode prejudicar quem presta o Enem, é o uso incorreto das mesmas.

Mas afinal de contas, como usar citações na redação do Enem? Por que utilizá-las? Quando fazer? Confira todas as respostas dessas perguntas à seguir:

Como usar a citação?

Você pode começar o texto usando ela a fim de introduzir o tema e a partir daí, encaminhar o texto para o problema. Também pode ser usado no meio da argumentação para dar sustentação a mesma. Citações com caráter resolutivo podem ser usadas no fim do texto.

Veja também: Confira o que muda na prova de redação do Enem em 2017

A referência precisa ter coesão e coerência com o parágrafo em que for utilizada, não adianta apenas jogá-la ali e pronto.

Para utilizar citações há uma série de pequenas regras que precisam ser seguidas, mas primeiro é importante conhecer e diferenciar os seus tipos para que, assim, possa aplicá-la de maneira correta e eficaz.

Tipos de citação

Segundos os padrões da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), existem três tipos de citações. No Enem, podemos fazer o uso de duas delas: citação direta e a citação indireta.

Enquanto uma delas é mais pessoal e mostra a sua perspectiva do que foi dito por outra pessoa, a outra é mais técnica e informacional.

Citação direta

Na citação direta, o trecho a ser utilizado como referência deve estar transcrevido como consta no material original. Para utilizar esse tipo de ‘menção’, nós colocamos o que precisa ser dito entre aspas. Fora das aspas, citamos o autor do trecho utilizado como referência.

Veja também: 5 dicas para redação do Enem; confira para não se ‘enrolar’ na prova 

Exemplo: Como dizia Santo Agostinho, “Enquanto houver vontade de lutar haverá esperança de vencer”.

Citação indireta

Ao contrário do tipo mostrado acima, a citação não precisa ser “fiel” ao que o autor original da referência falou. O conceito da citação indireta é que a ideia seja reproduzida de acordo com as palavras de quem está escrevendo a redação.

Apesar de não fazer uso de aspas, a citação indireta também precisa estar acompanhada dos créditos do autor original.

Exemplo: De acordo com o teólogo e filósofo Santo Agostinho, não podemos desistir facilmente de uma luta, caso contrário, a esperança de conseguir superar aquele obstáculo desaparecerá.

Confira o vídeo com a explicação do tema da Coordenadora de Redação do Sistema Poliedro, Gabi Carvalho:

4