Climas do Brasil – Tipos e mapa

Por possuir uma extensa área territorial, o Brasil apresenta vários tipos diferentes de climas. Saiba quais são eles e suas características e veja um mapa

O clima não é um elemento isolado para definir um estado momentâneo da atmosfera, quem faz este papel é o tempo. O clima é conjunto de variações do tempo em um determinado período de tempo em um dado local. Ou seja, são necessários anos de observação e análise para que se possa concluir sobre qual o tipo de clima de um local.

O clima e seus elementos

Normalmente utiliza-se o conceito de clima no senso comum para caracterizar um estado momentâneo das condições atmosféricas, seja quando o dia está nublado, ou quando há possibilidade de chuva. No entanto, essa é uma visão errônea do conceito. O clima é um elemento mais complexo, formado pelo conjunto de dados sobre o tempo em um determinado local da superfície terrestre.

As pesquisas sobre o clima consideram uma média de trinta anos de observação e análise para que se possa concluir sobre o tipo de clima de um local. Tanto o tempo, como o clima, são baseados em alguns elementos centrais, sendo eles a temperatura, a insolação, a pressão atmosférica, os ventos, a umidade do ar, e ainda as precipitações.

Climas do Brasil - Tipos e mapa

Foto: depositphotos

Temperatura

A temperatura de um dado local costuma ser medida a partir de graus Celsius, no caso brasileiro. Esse é, dentre os elementos, o que os seres vivos mais sentem em seu cotidiano. A temperatura refere-se ao estado término da atmosfera, e pode ser influenciada por variados fatores, como a própria latitude do ponto analisado. Por exemplo, as áreas próximas a Linha do Equador, apresentam maiores temperaturas atmosféricas, pois a radiação solar nestas é mais direta. Quanto mais próximo dos polos, menores são as temperaturas, pois a incidência de luz solar também se torna menor.

Umidade do ar

A umidade do ar também possui relação com o clima. Este elemento é considerado a partir da quantidade de água (vapor) presente no ar atmosférico, e tem como função a regulação da temperatura do ar, influenciando na constituição das precipitações. A umidade pode ser absoluta, que corresponde ao total de água existente no ar, ou relativa, que corresponde ao comparativo da quantidade de água presente e os níveis necessários para que haja precipitação. As regiões próximas da Linha do Equador apresentam elevado índice pluviométrico, ou seja, regime de chuvas, bem como elevadas temperaturas, o que somado forma o clima chamado de equatorial.

Pressão atmosférica

A pressão atmosférica é outro elemento que influencia na questão climática, pois refere-se ao “peso” que a atmosfera exerce sobre a superfície terrestre. Quanto mais elevada a pressão atmosférica, maiores são as temperaturas registradas. Por isso, nos dias em que a pressão do ar está elevada, o tempo fica “abafado”, com temperaturas mais altas. Já em áreas de baixa pressão atmosférica, como em altas altitudes (montanhas), o ar fica mais rarefeito e leve, ocasionando uma baixa na pressão da atmosfera, o que se reflete na temperatura. Portanto, em regiões com maiores altitudes, há uma tendência de temperaturas mais baixas.

Quais são os climas do Brasil?

Climas do Brasil - Tipos e mapa

Foto: Reprodução/Wikidot

O Brasil é um país de dimensões territoriais continentais, e isso se reflete também na variedade de climas presentes no território. Existem algumas classificações climáticas existentes para o Brasil, e uma delas foi formada por Arthur Strahler, a qual foi formulada pensando nas dinâmicas das massas de ar. Segundo a caracterização elaborada pelo autor, o território brasileiro pode ser dividido em cinco grandes grupos climáticos.

Clima Equatorial Úmido

O primeiro tipo climático existente no Brasil é o Clima Equatorial Úmido. Neste tipo climático é considerada a convergência dos ventos alísios, que são ventos que sopram a baixas altitudes nas áreas subtropicais ou temperadas, direcionando-se ao Equador, o que pode ocorrer tanto no Hemisfério Norte, quanto no Hemisfério Sul. Neste clima, predominam as massas de ar úmidas, pois sua região de abrangência localiza-se, no caso do território brasileiro, sobre a Amazônia. Geralmente as massas de ar continentais (atuam no continente) são secas, no entanto, esta é uma exceção, por conta da influência que a Bacia Amazônica exerce na região. O Clima Equatorial Úmido é caracterizado por ser bastante quente, com médias mensais que ficam na casa dos 24ºC até 27ºC, não havendo grandes oscilações durante o ano (amplitude térmica anual). As médias de precipitação são bastante altas, e quando há uma estação seca, é bastante curta.

Clima Litorâneo Úmido

Há ainda o Clima Litorâneo Úmido, o qual é influenciado pela Massa Tropical Atlântica. Este tipo climático é característico da porção próxima ao litoral brasileiro, estendendo-se desde o Rio Grande do Norte até São Paulo. No período do inverno, há um avanço da Massa Polar Atlântica nesta região, predominando durante certo período, tornando as temperaturas mais baixas. Nas áreas dominadas por este tipo de clima, há verões chuvosos e invernos mais secos. As temperaturas médias mantêm-se elevadas, assim como os índices de precipitação. De modo geral, as áreas representadas pelo Clima Litorâneo Úmido são quentes e úmidas.

Clima Tropical Úmido

O Clima Tropical alternadamente Úmido e Seco é comum nos estados de Minas Gerais, Goiás, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Bahia, Maranhão, Piauí e Ceará. No entanto, é importante destacar que nem sempre o clima abrange todo território dos Estados, podendo ocorrer mais de um tipo climático no mesmo estado. O Clima Tropical Úmido é quente e semiúmido, possuindo uma estação chuvosa (durante o verão) e outra seca (durante o inverno). No caso destas regiões, há no inverno um recuo da Massa Equatorial Continental, ocorrendo a penetração da Massa Tropical Atlântica, a qual já chega a estas regiões sem grande umidade. Assim, a dinâmica das massas é que confere as características climáticas das regiões.

Clima Tropical Seco ou semiárido

Há ainda o Clima Tropical tendendo a seco pela irregularidade de ação das massas de ar, também chamado de clima semiárido. Este tipo de clima ocorre em maior parte na região do Sertão Nordestino, também ao Norte de Minas Gerais e litoral do Rio Grande do Norte e parte do litoral do Ceará. É um clima tropical, quente e seco, se aproximando do clima árido. Há poucos registros de chuvas, as quais, quando ocorrem, se concentram em um período bem curto do ano. O Sertão do Nordeste tem uma particularidade em relação ao clima, pois encontra-se no ponto de contato entre quatro sistemas atmosféricos distintos, sendo eles a Massa Equatorial Continental, Massa Tropical Atlântica, Massa Equatorial Atlântica e Massa Polar Atlântica.

Clima Subtropical Úmido

Por último, há ainda o Clima Subtropical Úmido, o qual ocorre na porção do território brasileiro localizado abaixo do Trópico de Capricórnio. As chuvas são abundantes no período do verão principalmente, sendo que durante o inverno há a penetração de uma frente polar, que traz consigo a queda das temperaturas na região. A amplitude térmica anual é elevada nestas regiões, ou seja, é grande a variação de temperaturas no decorrer do ano. Há verões e invernos bem marcados pelas mudanças em relação às temperaturas.

*Luana Caroline Kunast é mestre em Geografia.

Referências

» VESENTINI, José William. Geografia: o mundo em transição. São Paulo: Ática, 2011.