Colômbia – Economia, turismo e imagem de sua bandeira

A Colômbia é um país de economia estável, rico em história e cultura. Conheça sua moeda, bandeira, capital e muito mais acerca de sua geografia

A Colômbia é um país cuja diversidade cultural é originária do contato entre os povos nativos e colonizadores espanhóis. Apesar da miscigenação populacional, há uma ampla predominância do aspecto religioso católico. A Colômbia também é conhecida por seus problemas sociais e, especialmente pela expansão do narcotráfico em seu território. 

Características da Colômbia

A Colômbia é um país localizado na América do Sul, cuja capital é Bogotá. Ela possui 1.142.000 km² de extensão territorial e conta com uma população de 49 milhões de habitantes, bem divididos entre homens e mulheres. A Colômbia tem suas fronteiras internacionais com o Panamá, a Venezuela, Peru, Equador e ainda o Brasil, na fronteira com o Estado do Amazonas. Juntamente com a Argentina, a Bolívia, o Brasil, o Chile, a Costa Rica, Cuba, El Salvador, Equador, Guatemala, Haiti, Honduras, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, República Dominicana, Uruguai e a Venezuela, a Colômbia forma a América Latina.

E ainda, concomitantemente a Bolívia, o Peru, o Equador, o Chile e a Venezuela, a Colômbia constitui a chamada América Andina, que são os países localizados na região dos Andes.

Colômbia - Economia, turismo e imagem de sua bandeira - Mapa América do Sul

Foto: depositphotos

O idioma oficial da Colômbia é o espanhol, e sua moeda é o Peso Colombiano. As principais cidades do país são Bogotá (capital), Medellín, Cali, Barranquilha e Cartagena. Em relação ao clima, a Colômbia localiza-se em uma região de predominância tropical, o que em tese representa uma alta nas temperaturas e nas precipitações. Apesar disso, o território colombiano apresenta pontos de altas altitudes, onde há uma queda das temperaturas registradas. Calcula-se que para cada 1000 metros de altitude, haja uma queda de cerca de 6ºC nas temperaturas. Na costa Oeste da Colômbia está a Cordilheira dos Andes, já no Leste encontra-se o Pico Cristóbal Colón, com mais de 5000 metros de altitude.

 Economia da Colômbia

A economia da Colômbia é destaque na América Latina, sendo a quarta em expressividade, ficando atrás apenas do Brasil, do México e da Argentina. Há na Colômbia uma predominância de produtos advindos da agricultura e da pecuária. Dentre os produtos de maior destaque estão o café, o qual é exportado para vários países, inclusive ao Brasil. Além disso, destacam-se também a banana e o açúcar, bem como cacau, fumo, algodão, dentre outros.

O Produto Interno Bruto (PIB) da Colômbia tem acompanhado uma tendência comum na América Latina, que é de crescimento após os anos de 1990, com maior destaque entre os anos 2000 até 2010. Sendo que após 2010 começou a apresentar um decréscimo expressivo, reflexo dos acontecimentos no cenário econômico mundial, e que atingiram também os países latino-americanos. No ano de 2015, o PIB da Colômbia era de 292,1 bilhões de dólares americanos.

A Colômbia é considera como a 53º maior economia de exportação no mundo, sendo que os principais produtos de exportação colombianos são petróleo, carvão, café, flores de corte e ainda o ouro. Os destinos de exportação da Colômbia são Estados Unidos, Panamá, China, Holanda e a Espanha. O país também importa muitos produtos manufaturados, como produtos petrolíferos refinados, aviões, helicópteros, carros, equipamentos de transmissão e ainda medicamentos embalados. A economia colombiana depende em grande medida da exportação do petróleo, abundante em seu território, cuja produção tem crescido e se destacado no contexto mundial.

Problemas sociais na Colômbia

Um dos problemas mais sérios encontrados pela Colômbia é a presença das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia, conhecidas mundialmente como as FARC, as quais são um movimento guerrilheiro que atua na América Latina desde 1955, quando foram criadas. Desde os anos de 1990, as FARC comandam parte do território colombiano, como uma forma de poder paralelo ao governo colombiano.

Colômbia - Economia, turismo e imagem de sua bandeira - Farc

Foto: depositphotos

Da mesma forma, o narcotráfico é um agravante à situação instável na política colombiana, pois os grupos ligados às práticas ilegais vêm expandindo sua ação pelo menos desde os anos de 1970. No caso da Colômbia há a produção e exportação de produtos ilícitos como maconha e cocaína. Estas práticas estão atreladas aos índices de violência registrados no país, como roubos, estupros, homicídios e mesmo lutas entre gangues rivais pela disputa territorial.

Por décadas tem ocorrido a existência de grupos de poder paralelos que dominam parte do território da Colômbia, essa multiplicação das máfias ou grupos criminosos organizados gera uma tensão permanente no povo colombiano. Apesar das tratativas em anos recentes, visando estabilizar a situação e diminuir a violência, os registros pelo Comitê Internacional da Cruz Vermelha continuam sendo altíssimos. No ano de 2015, por exemplo, o Comitê registrou 812 violações às normas humanitárias na Colômbia, com aproximadamente 19 mil pessoas vitimadas.

No caso colombiano, o Comitê Internacional da Cruz Vermelha, trabalha com algumas vertentes de ajuda humanitária, como auxílio na procura de pessoas desaparecidas em conflitos entre Estado e os poderes paralelos colombianos; limpeza do território colombiano em relação às minas residuais de guerras, as quais impedem a população de caminhar sem medo. Problemas éticos nos presídios, os quais encontram-se superlotados e com condições precárias para os detentos. E ainda, contra a violência pela disputa territorial, bem como casos de violência sexual e desaparecimentos relacionados às disputas entre grupos.

Turismo na Colômbia

São importantes em relação ao turismo na Colômbia, a capital Bogotá, a qual é a maior cidade do país, onde destaca-se especialmente o centro histórico, no qual estão contidos os museus e edifícios do período colonial.

Colômbia - Economia, turismo e imagem de sua bandeira - Bogotá

Foto: depositphotos

Ainda, Cartagena, cidade que é considerada como Patrimônio Mundial da Humanidade. Também conhecida como Cartagena de Índias, é uma cidade que guarda resquícios do contexto colonial, em uma espécie de fortaleza. Além disso, destaca-se ainda a cidade de San Andrés, que é parte de um arquipélago formado juntamente com Providencia e Santa Catalina Island. O local é um paraíso para turistas, com areias claras e o “mar das sete cores”.

Colômbia - Economia, turismo e imagem de sua bandeira - San Andre`s

Foto: depositphotos

Bandeira da Colômbia

Colômbia - Economia, turismo e imagem de sua bandeira - Bandeira

Foto: depositphotos

A Colômbia possui uma bandeira bastante simples, sem simbologias gráficas, composta apenas por cores vibrantes. A parte amarela da bandeira, ocupando metade do total desta, representa as riquezas presentes no solo colombiano. No centro, em azul, são representados os mares que banham o território colombiano. E ainda, vermelho, há a representação do sangue que foi derramado pelos heróis nacionais, simbolizando também a liberdade. Essa bandeira foi adotada pela Colômbia em 1861.

*Luana Caroline Kunast é mestre em Geografia.

Referências

» COMITÊ INTERNACIONAL DA CRUZ VERMELHA. Colômbia: os desafios humanitários de 2016. Disponível em: < https://www.icrc.org/pt/colombia-os-desafios-humanitarios-de-2016>. Acesso em: 18 de maio de 2017.

»GARCÍA, Jesús Botero; et al. Economía Colombiana. Universidad EAFIT. 2015. Disponível em: <http://www.eafit.edu.co/escuelas/economiayfinanzas/cief/Documents/INFORME_2015-2.pdf>. Acesso em: 18 de maio de 2017.

»THE OBSERVATORY OF ECONOMIC COMPLEXITY. Colômbia. Disponível em: <http://atlas.media.mit.edu/pt/profile/country/col/>. Acesso em: 18 de maio de 2017.

»VESENTINI, José William. Geografia: o mundo em transição. São Paulo: Ática, 2011.