, ,

Como fazer uma redação para o Enem

Com medo da prova do ENEM? Aprenda a estrutura da redação e dicas de como desenvolver os temas de maneira correta para garantir a boa nota

Para começar, é preciso saber exatamente com que tipo de texto você está lidando. No caso do Enem e de outras redações para vestibulares, o formato de redação adotado é uma dissertação argumentativa.

Este tipo de texto possibilita a defesa de vários pontos de vista e argumentos durante o texto, por meio da tese apresentada (a tese seria uma abordagem na qual você irá focar). A ortografia, a pontuação, a concordância verbal e nominal, e a acentuação serão extremamente avaliadas; por isso, é preciso estar em alerta.

A estrutura de uma redação

Repassando aquilo que provavelmente já foi visto em sala de aula, a redação dissertativa-argumentativa possui um tipo de padrão, uma estrutura básica na qual você deve se basear para um texto mais coerente.

Como fazer uma redação para o Enem

Foto: depositphotos

  • Esta estrutura ajuda a guiar aqueles que não sabem como e nem por onde começar a redação.
    • Introdução: neste parágrafo, você deverá apresentar o tema proposto. Recomenda-se que seja de forma sucinta e que você já parta para o seu ponto de vista logo em seguida, ou seja, já apresente sua tese.
    • Desenvolvimento:  aqui, você defenderá a tese escolhida. É preciso uma escrita mais clara, argumentos com justificativas e consistência – tem que fazer sentido não só para você, sempre pense nos possíveis leitores do seu texto. Reserve um parágrafo para cada argumento, analisando-os separadamente.
    • Conclusão: neste momento, você deverá retomar elementos da introdução para juntá-los com os principais argumentos. É preciso encerrar a tese, buscar uma solução para o tema proposto e assim, “vencer” um debate com seus argumentos.

    Dicas para a hora da prova do Enem

    -Faça uma leitura extremamente atenciosa do tema da redação, para evitar interpretações erradas; tente criar diferentes pontos de vista a partir desta leitura. Os textos de apoio são uma grande ajuda, por isso, não deixe de ler todos eles. Lembre-se que você pode utilizar os textos de apoio como base, mas não copiá-los!

    -Num rascunho, você deve rabiscar os diferentes pontos de vista que conseguiu identificar na leitura do tema. A partir daí, escolha sua tese, mas tenha cuidado: é preciso dominar os seus argumentos, pois uma abordagem escassa e sem embasamento algum pode prejudicá-lo.

    -Para ajudar na hora “H”, faça uma redação base no rascunho. Foque na estrutura e no conteúdo, observando se os seus argumentos de defesa da tese escolhida realmente fazem sentido. Faça um texto bem amarrado, sem frases soltas ou fora do contexto.

    -Feito o rascunho, chegou a hora de revisar o seu texto. Procure erros ortográficos, de concordância e/ou contradições também. A coerência é essencial.

    -Chegando à parte estética, você deve passar a limpo sua redação. Esteja seguro de que corrigiu tudo e que não mudará nada mais na hora de passar a limpo. Respeite o limite de linhas, não faça nada fora da área de correção.

     

    *Débora Silva é graduada em Letras (Licenciatura em Língua Portuguesa e suas Literaturas).