Como morreram os 12 apóstolos de Cristo?

Descubra o que diz a tradição sobre a fim da vida de cada um deles

A forma como morreram os 12 apóstolos de Cristo nem sempre está clara para os estudiosos da religião. Há relatos orais do que pode ter acontecido com cada um deles, mas poucos documentos comprovam o que teria ocorrido aos homens que seguiam Jesus de Nazaré.

Os apóstolos deixaram a vida pessoal e os trabalhos de lado para se juntar a Jesus durante a sua missão em vida.

Com a morte de Cristo, eles deram continuidade à tarefa de pregar o evangelho. Descubra agora como foi a vida de cada religioso até a sua morte.

Quem foram os 12 apóstolos de Cristo

Os apóstolos de Cristo foram: Pedro (que significa pedra), André (que significa homem forte, viril), João (que significa o senhor é misericordioso), Felipe (que significa amigo dos cavalos), Bartolomeu (que significa filho de Ptolomeu), Mateus (que significa presente de Deus), Tomé (significa gêmeo) e Simão (que significa aquele que ouve a Deus).

Os quatro últimos têm grupos de dois nomes iguais, são: Tiago Maior e Menor (significa sustentado pelo calcanhar) e Judas Tadeu e Iscariote (que significam abençoados).

A forma como morreram os 12 apóstolos de Cristo ainda são confusas

Após a morte de Jesus, os 12 discípulos peregrinaram por lugares diversos (Foto: depositphotos)

Como viveram os 12 apóstolos de Cristo

Como morreram os 12 apóstolos de Cristo:

Pedro

Pedro era o mais velho dos apóstolos e aquele a quem Jesus claramente lhe deu algum tipo de liderança. Após a morte de Cristo, foi Pedro quem conduziu a missão entre os que ficaram. Seu trabalho missionário perdurou até o dia em que ele foi morto 68 anos depois do nascimento de Cristo.

O apóstolo ainda continuou sua missão por mais 35 anos depois que Jesus foi morto. E sua morte se assemelhou a dele na forma como aconteceu.

Diz a tradição que ele foi morto crucificado em Roma, porém teria pedido para ficar de cabeça para baixo para não se assemelhar ao seu mestre.

Veja também: Túmulo onde foi enterrado Jesus Cristo é aberto após séculos

André

André era irmão de Pedro, também pescador. Antes de conhecer a Cristo, ele já era seguidor de João Batista, mas não titubeou quando conheceu o Messias e logo juntou-se a ele.

A tradição revela que André também foi muito torturado antes de ir para a cruz na Grécia. Ele estaria em missão na província de Acaia onde foi crucificado.

Só que desta vez por uma cruz em formato de X. Seus restos mortais foram encontrados séculos depois e levado para a Escócia pelo mar, onde o barco teria naufragado. Por isso, até hoje existe uma ilha chamada da Santo André.

João

João era o discípulo mais jovem que Cristo tinha. Cogita-se que na época da crucificação de Jesus, ele teria entre 17 e 20 anos. Irmão de Tiago (outro apóstolo), o jovem teria sido lançado vivo em óleo fervente mas ele não teria nada sofrido.

Depois disso, ele teve um papel importante para a religião Cristã: escreveu diversos livros considerados sagrados, são deles os relatos sobre o fim do mundo, descritos no Apocalipse. Acredita-se que ele morreu por volta dos 100 anos de idade de causas naturais, em Éfeso.

Felipe

A história da morte de Felipe é confusa. Até hoje não se sabe ao certo como morreu o discípulo que deu continuidade à missão na Ásia, nas regiões de Frígia e Hierápolis.

Há relatos que ele tenha morrido de causas naturais, mas também há estudiosos que acreditam que ele morreu enforcado, apedrejado e até crucificado em Hierápolis.

Bartolomeu

Bartolomeu teria exercido a sua missão em Anatólia, Etiópia, Armênia, Índia e Mesopotâmia. A forma com que ele morreu também desperta polêmica e confusão, pois há mais de uma versão para o fato.

A tradição da Igreja Católica afirma que ele foi posto vivo em um saco e lançado ao mar, depois de ser açoitado. Há outra informação que afirma que ele também teria sido crucificado.

Mateus

Relatos dão conta de que Mateus teria continuado sua missão no lugar onde viveu com Cristo. O apóstolo teria percorrido toda a Pérsia, Judeia e Etiópia, vindo a ser morto nessa última.

A causa de sua morte teria sido em decorrência de um ferimento de espada. Mas também há quem acredita que o ex-cobrador de impostos que foi convocado por Jesus teria falecido de causas naturais. Seu túmulo se encontra em Salerno, cidade italiana.

Tomé

Após a morte de Jesus, o apóstolo que ganhou destaque nos relatos bíblicos por pedir para tocar em Cristo após a sua ressurreição e virou sinônimo de: “ver para crer”, saiu em missão pela Índia.

Há relatos que dizem que ele morreu a flechadas durante suas orações e sua morte teria sido encomendada pelo rei de Milapura, na cidade indiana de Madras, no ano 53 depois de Cristo.

Veja tambémA origem da celebração da Paixão de Cristo

Simão

Simão é um apóstolo pouco retratado nos relatos bíblicos, por isso, tudo o que se sabe dele é pura especulação, inclusive a sua morte. Alguns contam que ele havia sido morto em Roma, durante um massacre no ano 70 depois de Cristo.

Tiago Maior

O pescador que tornou-se apóstolo, Tiago Maior, tem a sua morte relatada de fontes mais confiáveis. Ele teria sido morto pouco mais de 10 anos depois que Cristo. Ele foi decapitado em Jerusalém na mesmo ocasião em que Pedro foi preso.

Foi Tiago, o primeiro discípulo a morrer em nome da causa cristã. Séculos depois, ele se tornou patrono da Espanha.

Com a colonização de alguns países da América do Sul pela Espanha, Tiago passou também a ser padroeiro de muitas regiões do Chile, Peru, México e outras nações que passaram pelo domínio espanhol.

Tiago Menor

Há dois relatos das causas de morte de Tiago. O primeiro diz que ele foi crucificado, assim como Jesus no Egito no ano de 62 d.C. O apóstolo tornou-se missionário na Palestina e no país onde foi morto.

Outra hipótese é que ele teria sido apedrejado até a morte a mando de Ananias, um sumo sacerdote que queria que ele queria denunciasse alguns cristãos.

Judas Tadeu

Depois da morte de Cristo, Judas escreveu uma das cartas presentes no Novo Testamento, são as chamadas ‘Carta de Judas’. Ele teria seguido a sua missão depois da morte do Mestre e pregado na Mesopotâmia, Arábia, Síria e Pérsia.

Veja tambémComo era, de fato, o rosto de Jesus Cristo?

Esse último teria sido o local da sua morte, de causas violentas, mas não especificadas.

Judas Iscariote

É a única morte de um apóstolo que é relatada biblicamente. Judas Iscariote se enforcou após trair Jesus por algumas moedas. O relato completo está no Evangelho de Mateus, no capítulo 27 e versículos de 3 a 5.

Sobre o autor

Avatar
Jornalista formada pela Universidade Federal da Paraíba com especialização em Comunicação Empresarial. Passagens pelas redações da BandNews e BandSports, TV Jornal e assessoria de imprensa de órgãos públicos.