, ,

Descubra qual é o ‘novo’ órgão do corpo humano, onde fica e sua função

Que o mesentério faz parte do corpo humano, isso já é algo sabido desde os primeiros escritos sobre anatomia humana feitas por Leonardo da Vinci no século 16. A grande novidade é sua nova classificação, agora considerado um órgão único e contínuo.

O estudo feito por pesquisadores da University Hospital Limerick, na Irlanda, levou mais de seis anos para conseguir provar que o mesentério é, realmente, um órgão.

“A descrição anatômica de cem anos atrás era incorreta. Este órgão está longe de ser fragmentado; é uma estrutura simples, contínua e única”, revelou o pesquisador responsável pela equipe que realizou a descoberta, J. Calvin Coffey, em uma entrevista publicada pela BBC Brasil.

Descubra qual é o 'novo' órgão do corpo humano, saiba onde fica e o que faz

Foto: J Calvin Coffey/D Peter O’Leary/Henry Vandyke Cart/Reprodução BBC Brasil

A descoberta de Calvin e demais cientistas foi divulgada na prestigiada revista científica The Lancet Gastroenterology & Hepatology. “No estudo, que foi revisado e aprovado por colegas, dizemos que agora temos um órgão no corpo que até esta data não era reconhecido como tal”, contou Coffey.

Função do mesentério

O “novo órgão” é uma dobra dupla da membrana serosa que recobre as paredes abdominais e a superfície dos órgãos digestivos, que junta o intestino com a parede abdominal e faz com que ela permaneça no lugar.

E a descoberta pode abrir portas para novas possibilidades de tratamentos cirúrgicos que envolvem o aparelho digestivo, ajudando a aprimorar métodos que são considerados invasivos e complicados. Além disso, o órgão também pode ser a chave para entender melhor algumas doenças abdominais e digestivas.

Além de proporcionar sustentação e permitir a irrigação sanguínea às vísceras, com os novos estudos envolvendo o mesentério, cientistas pretendem encontrar novas funções para o órgão. Enquanto as novas descobertas não são conclusivas, a grande mudança será no ensino da medicina, que agora considerará o mesentério como um dos quase 80 órgãos do corpo humano que já conhecemos.

“Esse é o próximo passo. Se entendemos sua função, podemos identificar as anomalias, e estabelecer quando há uma doença, ou seja, quando o órgão passa a funcionar de modo anormal”, afirmou Coffey.

Sobre o autor

Avatar
Formada em Jornalismo pela Unicap, pós-graduada em Comunicação Empresarial e Mídias Digitais pela Devry, fez intercâmbio na ETC School (em Bournemouth (UK)), professora de inglês e tem experiência nas áreas de assessoria de comunicação, produção de vídeo e foto e redação.