,

Ideologia de gênero nas escolas; saiba o que é

Opinião diverge sobre a existência dela

A ideologia do gênero é uma expressão cunhada por pessoas e organizações que se posicionam contra a inclusão do ensino sobre gêneros e sexualidade nos planos de educação aos níveis nacional, estaduais e municipais.

Essa batalha foi tomada, principalmente, pela bancada evangélica, formada por senadores, deputados estaduais e vereadores evangélicos; católicos e políticos mais conservadores.

Eles formaram um movimento chamado ‘Escola sem Partido’ e conseguiram retirar o debate sobre gênero do PNE, o Plano Nacional de Educação.

A questão é bem polêmica e, por isso mesmo, os defensores do ensino dos gêneros nos centros educacionais, costumam não reconhecer essa expressão ideologia do gênero, pois soa como algo negativo.

O que pensam os defensores do ensino dos gêneros nas escolas?

Ideia do ensino da ideologia de gênero em escolas conta com posicionamentos religiosos

Religiosos se posicionam sobre o ensino da ideologia de gênero em escolas (Foto: depositphotos)

De acordo com professora doutora Jimena Furlani, da Universidade do Estado de Santa Catarina, em entrevista à organização ‘Pública’, “a ideologia de gênero é um termo que apareceu nas discussões sobre os Planos de Educação, nos últimos dois anos, e tem sido apresentado a nós como algo muito ruim, que visa destruir as famílias. Trata-se de uma narrativa criada no interior de uma parte conservadora da Igreja Católica e no movimento pró-vida e pró-família que, no Brasil, parece estar centralizado num site chamado Observatório Interamericano de Biopolítico”.

Para a estudiosa, o correto é fazer uso da expressão: “estudos de gênero” e não ideologia de gênero.

“Os estudos de gênero existem para estudar esses sujeitos, compreender a expressão de suas identidades, propor conceitos e teorias para sua existência e ajudar a construir um mundo onde todos/as se respeitem”, explica Furlani.

O que pensam os religiosos?

Religiosos têm sim uma opinião sobre ideologia de gênero

Entenda o que os religiosos pensam sobre a ideologia de gênero (Foto: depositphotos)

Segundo o site da Canção Nova, comunidade católica, o objetivo da ideologia do gênero é “criar um sistema educativo e pedagógico dentro do qual um dos passos seja permitir que a pessoa não se sinta reconhecida na sua natureza. Sob essa perspectiva, ela mesma, com o passar do tempo, poderia descobrir qual é o seu estado natural e, assim, “decidir” se é homem ou mulher. Essa suposta decisão vem acompanhada de um aniquilamento da pessoa, substituindo-a por alguém sem identidade”.

Veja também:  Aids: O coquetel para HIV é feito com quais remédios?

A organização religiosa traz ainda no seu site, o depoimento de um médico chileno especialista em bioética, Christian Schnake, que define: “a ideologia de gênero é uma tentativa de afirmar, para todas as pessoas, que não existe uma identidade biológica em relação à sexualidade. Quer dizer que o sujeito, quando nasce, não é homem nem mulher, não possui um sexo masculino ou feminino definido, pois, segundo os ideólogos do gênero, isso é uma construção social”.

No site do Padre Paulo Ricardo há menções mais diretas ao que ele acredita ser a missão da ideologia de gênero: provar que não há diferenças entre homens ou mulheres, o sexo biológico é modificável, a família natural é um esteriótipo, a paternidade precisa ser dessexualizada, a ideia deve conquistar a mídia e as escolas.

O religioso ainda defende que há sim uma ideologia do gênero. “Será realmente verdade que a ideologia de gênero não existe? Cada um, observados os fatos, pode julgar por si só. A realidade pode ser admitida ou negada. Podemos permanecer de pé e enfrentar com coragem a batalha que está por vir ou, ao contrário, podemos fingir que nada está acontecendo, ficar de braços cruzados e deixar que a caravana passe. A escolha é individual. Cada um deve escolher se quer deixar para os seus filhos um mundo construído sobre a verdade, ou sobre a falsidade de uma ideologia”.

Veja também: A diferença entre sexo, identidade de gênero e orientação sexual

Veja também:  Crimes de estupro na Segunda Guerra Mundial e dentro do exército americano

Opiniões diversas sobre os gêneros

A ideologia de gênero é um assunto que conta com a interferência de diversas entidades

Várias outras entidades se manifestam sobre a ideologia de gênero (Foto: depositphotos)

Apesar de ter saído do PNE, o Plano Nacional de Educação, o debate sobre o ensino de gêneros nas escolas continua quente entre as organizações.

Alguns a chamam de forma negativa de “ideologia” de gênero. Outros de “estudo” de gênero. Veja um panorama de alguns posicionamentos:

Unesco

A Unesco declara que: “as desigualdades de gênero, muitas vezes evidenciadas pela violência sexual de meninas, expõem a necessidade de salvaguardar marcos legais e políticos nacionais, assim como tratados internacionais, no que se refere à educação em sexualidade e de gênero no sistema de ensino do país”.

ONU

A ONU também tem uma postura a favor dos estudos de gênero e condena o posicionamento das religiões e dos políticos que propagam a ideologia do gênero.

“O fundamentalismo religioso tende a causar um impacto desproporcional sobre os direitos das mulheres […] Alguns desses grupos costumam impor sua interpretação de doutrinas religiosas, de modo que as leis e políticas que eles promovem são baseadas em ideias estereotipadas e sexistas sobre as relações de gênero”.

Papa Francisco

Apesar do jeito amável e acolhedor, o Papa Francisco é firme em relação ao debate de gêneros.

“A lógica de que Deus criou o homem e a mulher; Deus criou o mundo assim, assim e assim; e nós estamos a fazer o contrário. Deus deu-nos um estado ‘inculto’ para que o fizéssemos tornar-se cultura; depois, com esta cultura, fazemos as coisas que nos levam ao estado ‘inculto’”.

Pastor Silas Malafaia

Os evangélicos são firmes defensores da ideologia de gênero: “nós estamos vivendo uma verdadeira inversão de valores e uma tentativa de impor à sociedade aquilo que as leis brasileiras, de maneira clara, mostram que é ilegal […] Ensinar ‘ideologia de gênero’ é uma construção de esquerdopatas que querem determinar sexualidade pra nossos filhos. Eu vou te mostrar, pelas leis, que é ilegal se ensinar nas escolas ideologias de gênero”.

Sobre o autor

Avatar
Jornalista formada pela Universidade Federal da Paraíba com especialização em Comunicação Empresarial. Passagens pelas redações da BandNews e BandSports, TV Jornal e assessoria de imprensa de órgãos públicos.