,

Leão marinho: características, hábitos e curiosidades

Nesse artigo você vai conhecer as características do leão marinho. Confira também quais são seus hábitos, do que se alimentam, como se reproduzem e curiosidades. Veja fotos desse animal. Acompanhe a seguir!

O leão marinho é um animal da ordem carnívora (carnívoros), da subordem pinnipédia (pinípedes), que recebeu esse nome devido a sua aparência com o leão. Os machos adultos apresentam pelos que lembram a juba de um leão e além disso, eles emitem um som que é semelhante ao rugido do leão. O leão marinho também é confundido com a morsa, mas esta diferencia-se devido a presença de um enorme par de dentes projetados para fora da boca.

Outro equívoco muito comum ocorre entre o leão marinho e a foca, sendo até mesmo chamado de “foca orelhuda”. Para diferenciar ambos animais, vale a pena observar alguns detalhes.

Os leões marinhos possuem um par de orelhas e uma ótima audição, já as focas não possuem orelha externa. As focas são excelentes nadadoras e os leões marinhos nem tanto. Quando estão no solo ou em cima das rochas, os leões marinhos conseguem se deslocar e escalar muito bem, mas as focas apenas arrastam o corpo. O leão marinho consegue projetar suas nadadeiras para frente e marchar em terra.

Leão marinho tomando sol

O leão marinho ganhou esse nome devido aos bigodes semelhantes ao felino rei (Foto: depositphotos)

Características do leão marinho

O leão marinho é um animal que possui pelos parecidos com a juba do leão, no caso dos machos. Possui um pequeno par de orelhas. Seu corpo é adaptado para conservar o calor, pois apesar de viver em baixas temperaturas e submerso em água, sua pele é formada por uma extensa camada de gordura que atua como isolante térmico. Essa camada de gordura é bem parecida com a do urso polar, auxiliando no armazenamento de energia e facilitando que o animal se desloque na água.

O corpo do leão marinho é delicado e liso, com pescoço bem musculoso e resistente. Seu focinho tem aspecto pontiagudo com bigodes, possui quatro nadadeiras e quando ele mergulha, suas nadadeiras traseiras funcionam como um leme. Em terra firme elas funcionam como um “pé” juntamente com as nadadeiras dianteiras.

Veja tambémGolfinhos: características, hábitos e curiosidades

Hábitos

Por ser um animal de hábito semiaquático, ele desfruta tanto do ambiente terrestre quanto do meio aquático. O leão marinho é considerado um animal lento, passando boa parte do dia deitado tomando sol.

Normalmente é encontrado em grupos, sendo a maior manada de mamíferos existente. Alguns grupos podem ser formados por milhões de indivíduos. Esse comportamento de viverem agrupados favorece o aquecimento corporal desses animais. Eles podem mergulhar a uma profundeza de aproximadamente 200 metros e permanecerem na água por mais de meia hora.

São animais que praticam a poligamia durante a prática sexual, ou seja, o macho possui várias fêmeas as quais são compartilhadas com outros machos. Costumam acasalar em ilhas, longe de possíveis predadores. A gestação das fêmeas é bem extensa, durando em torno de 11 a 12 meses. São mamíferos carnívoros.

Onde vivem

Vivem no litoral, em diversas regiões costeiras, próximas aos pólos. Habitam regiões de baixa temperatura em águas subárticas ou tropicais, fundadas nos hemisférios norte e sul. Podem viver cerca de 50 anos.

Lugares no mundo onde se pode encontrá-los

O leão marinho vive em habitats naturais, sendo encontrado em diversas regiões do planeta. No Brasil, Peru, Uruguai, Argentina, Chile e Equador existe o leão marinho do sul também conhecido como leão marinho da patagônia; no Alasca, Estados Unidos, México e Canadá pode-se encontrar o leão marinho da Califórnia; no Pacífico norte, entre Rússia e Japão, assim como no Alasca, o leão marinho de Steller; em ambas costas da América do Sul, na Argentina e no Chile, o leão marinho sul americano; nas ilhas do sudoeste da Austrália, uma das espécies mais raras pode ser encontrada, o leão marinho australiano.

Veja tambémTubarão baleia: curiosidades, alimentação e características

Curiosidades sobre o leão marinho

O que eles comem?

O leão marinho é um animal carnívoro, sua dieta consiste em peixes, crustáceos, moluscos, alguns tipos de aves e até mesmo lobos marinhos jovens. Eles são predados por tubarões e baleias, porém, seu maior caçador é o ser humano. O homem costuma caçar esse animal  para extrair seu couro e gordura, chegando ao ponto de quase levar o leão marinho à extinção. Além disso, a poluição do ambiente marinho, a pesca predatória com redes e a utilização desses animais em espetáculos de circos, colocam em risco sua qualidade de vida.

Qual o tamanho de um leão marinho?

O leão marinho é um animal relativamente grande, podendo medir cerca de 6 metros de comprimento. São animais bem pesados, principalmente os machos, alguns chegam a pesar 3 toneladas. No entanto, existem espécies menores. No Brasil, por exemplo, a única espécie de leão marinho encontrada é o leão marinho do sul, que pode atingir pouco mais de 2,70 metros e pesar 350 kg.

Qual a diferença entre morsa e leão marinho?

O leão marinho pertence a família Otariidae e a morsa faz parte da família Odobenidae. A morsa pode ser facilmente identificada devido a presença de um par de caninos superiores hipertrofiados, que ficam para fora da boca. São dentes de marfim que podem chegar a 1 metro de comprimento. As morsas não possuem pelos, nem orelha externa, sua pele é grossa e enrugada. O Leôncio do desenho “Pica Pau” é uma morsa e não um leão marinho. As morsas usam os dentes para se locomoverem, cravando-os no gelo e empurrando o corpo para frente. Chegam a medir 5 metros de comprimento e pesar 1,5 toneladas.

O leão marinho possui pelos corporais, orelha externa e o macho possui uma espécie de juba semelhante a do leão. O leão marinho ainda consegue dobrar as patas anteriores para frente, o que possibilita esses animais se locomoverem na terra e em superfícies rochosas.

Qual o nome dos dentes deste animal?

O leão marinho possui dentes e presas bem fortes, pois são animais carnívoros. Seus dentes são parecidos com os do urso e felinos.

Imagens de leões marinho

Leão marinho nadando

(Foto: depositphotos)

 

Dupla de leões marinhos

(Foto: depositphotos)

 

Bigodes do leão marinho

(Foto: depositphotos)

 

Face do leão marinho

(Foto: depositphotos)

 

Perfil do leão marinho

(Foto: depositphotos)

Referências

» PINEDO, M. C. Ocorrência de pinípedes na costa brasileira. Gracia de Orla Série Zoologia, v. 15, n. 2, p. 37-48, 1990.

» RUOPPOLO, V. Pinnipedia (lobo-marinho, leão-marinho, foca, morsa). Tratado de animais selvagens–Medicina veterinária. São Paulo: Roca, p. 683-700, 2006.

» PEREIRA, Christiane S. et al. Vibrio spp. isolated from marine mammals captured in coastal regions from southwestern to southern Brazil. Pesquisa Veterinária Brasileira, v. 27, n. 2, p. 81-83, 2007.

Sobre o autor

Avatar
Natália Duque é Graduada em Ciências Biológicas pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro.