Literatura: Descubra sobre a Tristão e Isolda

A antiga lenda de origem céltica narra as aventuras e desventuras do amor entre o cavaleiro Tristão, originário da Cornualha, e a princesa irlandesa Isolda

Tristão e Isolda é uma lenda medieval que foi contada e recontada em diferentes versões ao longo do tempo. Considerada uma das mais belas histórias de amor, a antiga lenda de origem céltica narra as aventuras e desventuras do amor entre o cavaleiro Tristão, originário da Cornualha, e a princesa irlandesa Isolda.

Origem

As primeiras versões escritas sobre o mito de Tristão e Isolda datam do século X, e a sua provável origem está em lendas que circulavam entre os povos celtas do noroeste europeu.

A história lendária sobre o trágico amor entre Tristão e Isolda foi retratada de diversas formas na Idade Média. Pode-se afirmar que é praticamente impossível encontrar uma fonte comum para esta narrativa, mas sabe-se que ela remonta ao princípio do século XII, com versões provenientes da cultura popular dos celtas que viviam no norte da França.

A história de Tristão e Isolda espalhou-se pela Europa com a contribuição dos trovadores anglo-normandos de língua francesa e da rainha Leonor de Aquitânia.

Literatura: Descubra sobre a Tristão e Isolda

Foto: depositphotos

Lenda

Normalmente a narrativa se desenrola na Cornualha, península da Grã-Bretanha, reino de Marco. Conta-se que Tristão fica órfão muito cedo, sendo recolhido pelo tio, o rei Marco, que o ajudou a tornar-se um cavaleiro da Távola Redonda.

Com o objetivo de libertar o rei de um débito com a Irlanda, ele duela com Morholt e vence a batalha, mas é envenenado pela espada do adversário. Em um barco à deriva no mar, Tristão é levado até a Irlanda, onde é tratado e curado pela princesa Isolda, que iria casar-se com seu tio.

Neste ponto da narrativa variam algumas versões: em umas, Tristão traz consigo Isolda e, durante a viagem de volta à Grã-Bretanha, os dois acidentalmente bebem uma poção de amor mágica, originalmente destinada a Isolda e Marcos. Com isso, Tristão e Isolda apaixonam-se perdidamente. Em outras versões, Tristão vence um dragão, é prometido para a princesa, mas renuncia a ele por lealdade ao seu tio, no entanto, ambos tomam uma poção mágica.

Nas versões conhecidas, a princesa se casa com o rei, e Tristão e Isolda tornam-se amantes e dão sequência a um romance que viola as leis e escandaliza a sociedade.

Tristão é banido do reino e casa-se com Isolda das Mãos Brancas, princesa da Bretanha. Após muitas aventuras, ambos morrem e os seus corpos são encontrados abraçados e entrelaçados.

Influências

É provável que a lenda de Tristão e Isolda tenha influenciado outra história de amor trágico medieval, envolvendo Lancelote e a Rainha Gwinevere. As influências do mito podem ser encontradas desde a literatura até a música, passando pelo teatro e cinema.

Sobre o autor

Avatar
Formada em Letras (Licenciatura em Língua Portuguesa e suas Literaturas) pela Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ), com certificado DELE (Diploma de Español como Lengua Extranjera), outorgado pelo Instituto Cervantes. Produz conteúdo web, abrangendo diversos temas, e realiza trabalhos de tradução e versão em Português-Espanhol.