Quais são as maiores indústrias farmacêuticas do Brasil e do mundo

Conheça as fabricantes de remédios que se destacam em volume de produção de da capital

As maiores indústrias farmacêuticas do brasil e do mundo são alvo de muitas polêmicas. Alguns as acusam de investir em pesquisas somente para fabricar novos medicamentos para controlar as doenças, ao invés de curá-las. Outras acreditam que elas se unem aos médicos para oferecer somente os remédios que lhe interessam.

Polêmicas à parte, essas indústrias são poderosíssimas e movimentam bilhões. Também são elas que detém a maior parte das fórmulas para fabricação e comandam o mercado mundialmente farto.

A revista Forbes divulgou quais são as 15 maiores maiores indústrias farmacêuticas do mundo levando em consideração o valor de mercado, os ativos, lucros e receitas. Outra pesquisa brasileira também elegeu as 10 maiores do Brasil e também as mais inovadoras. Descubra quais são as três maiores primeiras colocadas de cada categoria neste post.

3 maiores indústrias farmacêuticas do mundo

Johnson & Johnson

A primeira maior indústria farmacêutica eleita pela revista Forbes é a Johnson & Johnson dos Estados Unidos. Apesar de não ser específica de remédios, ela atua no ramo dos cosméticos, saúde e higiene.

A Johnson & Johnson foi eleita pela Forbes como a primeira maior indústria farmacêutica

Johnson & Johnson é uma indústria farmacêutica dos Estados Unidos. (Imagem: Reprodução | Johnson & Johnson)

De acordo com o site da marca, “os valores que orientam as tomadas de decisões são explicitados em Nosso Credo. Simplificando, o Nosso Credo nos desafia a colocar as necessidades e o bem-estar das pessoas as quais servimos sempre em primeiro lugar. Ele foi criado por Robert Wood Johnson, membro da família fundadora da empresa, muito antes da criação do conceito de responsabilidade social corporativa. Nosso Credo é mais do que apenas uma bússola moral: é uma receita para o sucesso do negócio”.

Entre as marcas fabricadas pela indústria Johnson & Johnson certamente tem alguma que você conhece, como: Cotonetes, Carefree, Listerine, Neutrogena, O.B., Sempre Livre, Sundown, Tylenol, Band-aid, Hipoglo’s, Resprin, Acuvue.

Pfizer

Em segundo lugar está a também norte-americana Pfizer. Essa é uma empresa global de pesquisa biofarmacêutica.

No seu site há a seguinte apresentação sobre a atuação da Pfizer: “hoje, a Pfizer é a mais completa e diversificada do setor farmacêutico, oferecendo mais de 150 opções terapêuticas para uma variedade de doenças, com um portfólio que engloba desde vacinas para bebês e idosos até medicamentos para doenças complexas, como dor, câncer, tabagismo, artrite reumatoide, infecção hospitalar, Alzheimer entre outras”.

Entre os medicamentos fabricadas por ela estão: Advil, Aracytin, Aromasin, BeneFix, Bextra, Caltrate, Centrum, Citalor, Dalacin, Diabinese, Dostinex, Ecalta entre outros remédios.

Veja também: Farmacologia: história, conceitos e divisões. Aprenda sobre esse tema

Novartis

Em terceiro lugar, está a alemã Novartis com mais de 250 anos de história. Segundo o site oficial da indústria, sua missão é buscar “descobrir novas maneiras de melhorar e prolongar a vida das pessoas”.

Seus produtos são Entresto, Florate, Glautimol, Higroton, Ilaris, Jetrea, Lacrima, Leponex, Lioresal, Maxitrol, Mydriacyl, Oftane etc.

3 maiores indústrias farmacêuticas do Brasil

De acordo com a Associação Brasileira das Indústrias de Medicamentos Genéricos, o Brasil também conta com a atuação de gigantes do ramo farmacêutico. Você conhecerá agora as três principais marcas que faturaram milhões em nosso país.

A Sanofi é considerada uma das maiores empresas do ramo farmacêutico do Brasil

A Sanofi tem capital 100% nacional (Imagem: Reprodução | Sanofi)

EMS Corp.

A primeira delas é a EMS Corp. Ela foi fundada há 5 anos e tem capital 100% nacional. De acordo com o site oficial da empresa, ela se destaca no mercado por conta “do investimento constante em pesquisa e desenvolvimento, da moderna infraestrutura fabril, do foco em inovação, da agilidade e pioneirismo no lançamento de produtos, da sinergia entre as diversas unidades de negócio e do talento de milhares de colaboradores”.

Um estudo divulgado em 2016, revelou que ela faturou, em 2014, US$ 3,4 bilhões. A pesquisa também divulgou que a EMS Corp. foi a que mais vendeu genéricos, sendo 62% desse valor faturado correspondente a esse segmento.

Hypermarcas

O segundo lugar é atribuído a Hypermarcas, que atua no Brasil fabricando produtos de prescrição de Consumer Health e de Similares e Genéricos. Essa marca faturou US$ 2,69 bilhões com vendas de remédios em nosso país.

Entre os produtos mais populares de Hypermarcas estão o Adocyl, Finn, Zero-cal, Episol, Epidrat, Agecare, Apracur, Asseptcare, Calminex, Atroveran Composto, Citroplex, Engov, Epocler, Estomazil, Gastrol, Licor de Cacau, Gelol, Massageol, Maracugina, Merthiolate, Neosoro, Rinosoro, Tamarine, Xarope de Neo etc.

Sanofi

Em terceiro lugar, está a Sanofi. Ela está no país desde 1919. São 5 mil funcionários responsáveis por fabricar 90% dos seus medicamentos no Brasil. De acordo com o site oficial, essa indústria farmacêutica tem mais de 450 produtos.

Entre os mais famosos estão: Actonel, Aderogil, Agreal, Biostim, Buclina, Cepacol, Dorflex, Targifor, Actonel, Novalgina, Puran, Cewin, Depura, Aas infantil, Colírio Moura Brasil, Naturetti, Targifor, Trental. A empresa Sanofi faturou US$ 2,291 bilhões com remédios no país.

Veja também: Entenda o que é o remédio placebo e seu efeito no corpo

Indústrias farmacêuticas mais inovadoras do Brasil

Todos os anos o Valor Inovação Brasil divulga um anuário com as indústrias mais inovadoras do país. Em 2017, o primeiro lugar foi ocupado pela Embraer, seguido de grandes bancos e fábricas de cosméticos.

A Aché é uma das indústrias farmacêuticas mais inovadoras do Brasil

A Aché tem mais de 50 anos de atuação no Brasil (Imagem: Reprodução | Ache)

As Indústrias farmacêuticas também apareceram nessa lista. Foram 12 incluídas como inovadoras.

A Aché ficou na 10º colocação. Ela é uma indústria 100% nacional que tem mais de 50 anos de atuação no Brasil. O site oficial diz: “ao longo de sua trajetória, vem consolidando-se como empresa inovadora, sustentável e próxima, levando confiança e cuidado e melhorando a vida das pessoas por meio de produtos e serviços de qualidade”.

Em 12º lugar está a indústria farmacêutica Cristália. Ela é um “complexo Industrial Farmacêutico, Farmoquímico, Biotecnológico e de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação 100% brasileiro”.

São mais de 200 medicamentos distribuídos pela Cristália que distribui para 95% dos hospitais e estão presentes em quase 40 mil pontos de vendas. Eles servem como anestésicos, para inflamação, dermatologia, saúde mental, estética, disfunção erétil, colírios etc.

Entre as indústrias farmacêuticas mais inovadoras do Brasil também está Eurofarma. Ocupando o 36º lugar ela nasceu em 1972 e possui capital 100% nacional. Ela é considerada também a primeira multinacional farmacêutica do país.

Ela entrou na lista de inovação, pois lancou o 1º medicamento biossimilar da América Latina. Esse é um tipo de remédio feito com células vivas, que utilizam tecnologia complexa e bastante cara. Entre as marcas comercializadas por essa indústria estão: Aidê 3, Cogmax, Ebastel, MAQ Derma, Moviment C, Novafibra, Perlatte, Proflam, Alta D, Altiva, BetaTrinta, Bup, Carbolitium, Dejavú, Dexalgen, Fágico, Ginna, Heimer, Melocox, Paco, Pietra ED, Tâmisa 30, Trok, Zart etc.

Veja também: Aids: O coquetel para HIV é feito com quais remédios?

Sobre o autor

Avatar
Jornalista formada pela Universidade Federal da Paraíba com especialização em Comunicação Empresarial. Passagens pelas redações da BandNews e BandSports, TV Jornal e assessoria de imprensa de órgãos públicos.