,

O que é a fonologização e influência na gramática

Em seu artigo intitulado “Gramaticalização e lexicalização das lexias complexas no português arcaico”, Isabella Venceslau Fortunato, da Universidade Federal da Bahia, define a fonologização como um dos componentes do processo de gramaticalização. Em seu trabalho, a autora considera gramaticalização como o processo de criação de formas gramaticais.

De acordo com Fortunato, a fonologização seria um dos componentes do processo de gramaticalização e designa as alterações no corpo fônico das palavras.

Conceito

No artigo intitulado “Representações das categorias cognitivas e sua diacronia”, Ataliba T. de Castilho cita os três processos de mudança fonológica propostos por Martinet (1955), incluindo a fonologização. De acordo com o conceito abordado no trabalho de Castilho, fonologização é o surgimento de um fonema novo, a partir da criação de um traço pertinente inexistente no estágio linguístico anterior. (CASTILHO, s/d, p. 66).

O que é a fonologização

Foto: depositphotos

O linguista brasileiro cita o quadro das vogais latino-vulgares, que não se estabeleciam dois graus na abertura média. Segundo o especialista, as vogais médias abertas e consoantes palatais são casos de fonologização.

A fonologização pode ser compreendida como o potencial dos indivíduos falantes de determinado idioma de transformarem o som de uma palavra. Ao analisarmos determinados diálogos, podemos observar a ocorrência de diversos processos relacionados à maneira com que os indivíduos se expressam em situações de uso da língua.

Alguns processos incluem a aglutinação (junção de duas palavras diferentes), a redução do fonema “r” em substantivos, a redução do fonema “r” em verbos no infinitivo, dentre outros.

Na prática

É possível encontrar ocorrências de fonologização específicas de determinada região do país. Por exemplo, em alguns estados brasileiros, é normal observarmos a redução do fonema “d” em verbo no gerúndio. Não raro, ouvimos as pessoas pronunciando “cantano”, por exemplo, em vez de “cantando”.

Outro exemplo bastante comum é a redução de fonemas em pronomes, como, por exemplo, na palavra “otra” (outra).

Concluindo, devemos ter em mente que o processo de fonologização, assim como pontua Fortunato, diz respeito às alterações no corpo fônico das palavras.

Sobre o autor

Avatar
Formada em Letras (Licenciatura em Língua Portuguesa e suas Literaturas) pela Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ), com certificado DELE (Diploma de Español como Lengua Extranjera), outorgado pelo Instituto Cervantes. Produz conteúdo web, abrangendo diversos temas, e realiza trabalhos de tradução e versão em Português-Espanhol.