,

O que é inteligência múltipla?

Descubra a teoria que revolucionou a percepção de habilidades

Você é bom em matemática ou prefere redação? E nos esportes, você manda bem? As diferenças entre as competências que cada pessoa tem passaram a ser reconhecidas como uma espécie de inteligência somente a partir dos anos 80. São as chamadas inteligências múltiplas.

Tudo começou quando uma equipe de estudiosos da Universidade de Harvard, comandada pelo psicólogo Howard Gardner, cunhou esses termos e passou a divulgar que os tradicionais testes de QI não eram suficientes para avaliar todas as habilidades cognitivas do ser humano.

Quais são as inteligências múltiplas?

A teoria da inteligência múltipla afirma que são oito os tipos existentes e que elas se complementam entre si. Conheça cada uma.

Todas as pessoas têm a mesma possibilidade de desenvolver qualquer uma das inteligências múltiplas

No total existem 8 habilidades cognitivas do ser humano (Foto: depositphotos)

Lógica matemática

Essa é talvez a inteligência múltipla mais reconhecida, pois foi durante muito tempo atribuída como um dos únicos tipos de inteligência. Uma pessoa boa em matemática, física ou química era sempre vista como um destaque.

Linguística

Esse também é um tipo de conhecimento que sempre foi valorizado. Os filósofos e pensadores de antigamente sabiam bem disso e eram considerados sábios por fazerem o bom uso da linguística para comunicarem as suas ideias.

Musical

Compor e executar padrões musicais em termos de ritmo e timbre nem sempre foram encarados como inteligência, mas como talento especial. Com a teoria de Gardner, maestros, músicos e especialistas passaram a ser considerados detentores da inteligência musical.

Veja também: Descubra quais os benefícios de estudar música

Espacial

Você já pensou que existe um tipo de inteligência destinada a quem lê mapas? E mais: jogadores de xadrez, navegadores, arquitetos e geógrafos fazem parte do grupo de pessoas que possuem inteligência espacial. Portanto, se você fica perdido quando se depara com sinalizações cartográficas, certamente você não possui essa inteligência.

Corporal-cinestésica

Os esportistas podem sim ser chamados de gênios! Principalmente depois que a teoria de Inteligência Múltipla ganhou força em todo mundo. Isso porque controlar o seu próprio corpo e determinar os seus movimentos são considerados uma inteligência corporal-cinestésica.

Intrapessoal

De acordo com a teoria de Gardner, a inteligência intrapessoal é a mais rara que um ser humano pode desenvolver. Pois ela é baseada na capacidade de se reconhecer e, por meio disso, compreender nossos limites, preocupações, hábitos, preferências e transformar tudo isso em ganhos pessoais.

Interpessoal

Como o próprio nome já diz, a inteligência interpessoal é a habilidade de compreender os outros, seja no que diz respeito às suas necessidades ou intenções. Grandes religiosos, políticos, comunicadores e até professores possuem a inteligência interpessoal e podem se utilizar muito bem dela.

Naturalista

Charles Darwin foi talvez o maior expoente da inteligência naturalista. Ele conseguiu classificar plantas, animais, minerais, rochas e outros tipos de variedades da flora e fauna. Por isso, ter o domínio nessa área também é considerado um tipo de inteligência.

Exemplo de inteligência múltipla

Leonardo da Vinci é considerado um raro exemplo de desenvolvimento de diversas habilidades

Da Vinci é considerado um dos homens mais inteligentes do mundo (Foto: depositphotos)

De acordo com o site do Ibc Coaching, o italiano Leonardo da Vinci é considerado um raro exemplo de desenvolvimento de diversas habilidades ao mesmo tempo e pode ser considerado um dos homens mais inteligentes do mundo.

Veja também: Por que os irmãos mais velhos são considerados como mais inteligentes

“Neste sentido o desenvolvimento de suas múltiplas inteligências possibilitou a Da Vinci realmente ser diferenciado, notado e reconhecido até hoje como exímio: cientista, matemático, engenheiro, inventor, anatomista, pintor, escultor, arquiteto, botânico, poeta e também músico”, afirma o Portal IBC, o Instituto Brasileiro de Coaching.

Como desenvolver uma inteligência múltipla

A teoria de Howard Gardner afirma que todas as pessoas têm a principio a mesma possibilidade de desenvolver qualquer uma das inteligências múltiplas: Lógica matemática, Linguística, Musical, Espacial, Corporal-cinestésica, Intrapessoal, Interpessoal ou Naturalista.

Isso acontece, pois cada indivíduo traz consigo as características genéticas básicas para desenvolver qualquer uma dessas inteligências.

Contudo, com o passar do tempo, o desenvolvimento de uma delas passa a ser influenciado tanto por fatores genéticos, como por condições ambientais e neurobiológicas.

Os sistemas simbólicos também têm um papel importante no desenvolvimento das inteligências. Na prática, isso significa que as funções culturais e papéis sociais também influenciam bastante. Veja as fases:

Primeiro estágio

O primeiro estágio do desenvolvimento das inteligências múltiplas é quando a pessoa ainda é bebê. Nessa fase, as crianças começam a processar informações diferentes. É o primeiro contato com os símbolos.

Segundo estágio

Entre os dois e cinco anos encontra-se o segundo estágio do desenvolvimento das inteligências múltiplas. É só observar na capacidade de praticamente todas as crianças de reconhecerem sons, desenhar e conversar bastante.

Terceiro estágio

Nessa etapa, a criança já desenvolve a capacidade de escrever e somar e é quando a cultura já tem um peso considerável. É a partir disso, que a pessoa na segunda ordem chamada por Gardner. Estágio decisivo para aprimorar uma inteligência específica ou várias.

Veja também: Conheça as 6 técnicas que tornam o humano mais inteligente

Quarto e quinto estágios

Ao chegar na adolescência e idade adulta, as pessoas se identificam com sua vocação, ou seja, aquilo que lhes dá prazer. Geralmente, essa atividade pode ou não coincidir com as inteligências múltiplas desenvolvidas ao longo da vida. Porém, é muito interessante que o indivíduo una ambos os interesses.

Sobre o autor

Avatar
Jornalista formada pela Universidade Federal da Paraíba com especialização em Comunicação Empresarial. Passagens pelas redações da BandNews e BandSports, TV Jornal e assessoria de imprensa de órgãos públicos.