,

O que é ser minimalista?

Saiba por que esse modo de viver está conquistando novos adeptos

Quantas bolsas você tem? Muitos sapatos? E sua casa costuma estar abarrotada de tantos objetos que você nem sabe que estão lá? Fique sabendo que para um grupo de pessoas ter menos coisas é um objetivo de vida. São os minimalistas. Você já ouviu falar neles?

Ser minimalista é uma forte tendência. Mas vai muito além da moda. O blog da minimalista Fernanda Neute tem uma definição incrível sobre isso: “minimalismo é muito mais do que um estilo de vida ou uma preferência estética. É uma ferramenta que pode ajudar a todos aqueles que estiverem dispostos a se livrar dos excessos em favor de se concentrarem no que é importante para encontrar a felicidade, realização pessoal e, principalmente, liberdade”.

Pensando nisso, este artigo traz mais detalhes de como adotar essa ferramenta para sua vida e se tornar um minimalista.

Entendendo o minimalismo

O minimalismo é uma filosofia de vida que prega que o "menos é mais"

Se livrar dos excessos é uma das premissas do movimento (Foto: depositphotos)

A palavra minimalismo surgiu originalmente como uma expressão artística no começo do século 20. O movimento utilizava poucos elementos visuais e questionava o campo social. Foi ela que serviu de inspiração para esse novo estilo de vida.

Atualmente, a expressão ganhou ainda mais notoriedade depois que os autores Joshua Fields Millburn e Ryan Nicodemus, lançaram o documentário ‘Minimalism: A Documentary About the Important Things’ ou ‘Minimalismo: um documentário sobre as coisas que importam’. A produção mostra a vida de pessoas que vivem apenas com o essencial.

Diferente dos movimentos de contracultura que surgiram anteriormente, como o hippie ou o punk, o minimalismo não tenta implantar uma nova sociedade alternativa, mas sim combater o consumismo exacerbado dentro do sistema econômico em vigor, que é o capitalismo.

Objetivos do minimalismo

Em entrevista à BBC, a autora do livro ‘Menos é mais: Um guia minimalista para organizar e simplificar sua vida’, a americana Francine Jay, afirma que o objetivo das pessoas minimalistas é dar mais valor às experiências.

Veja também: Ecofilosofia

O que nos coloca claramente à frente de um impasse: ou você tem tempo ou tem coisas. “Quando não somos dependentes das coisas ou não somos mais definidos pelo que possuímos, nossos potenciais e possibilidades são ilimitados”, explica a escritora à BBC.

Portanto, a missão do minimalismo é que as pessoas diminuam o consumo e invistam dinheiro em experiências, como viagens, mais tempo com a família e amigos e outras atividades que lhe deem prazer.

Como adotar o minimalismo?

Para adotar o minimalismo na sua vida, comece descartando tudo o que não lhe tem serventia

Todos os adornos são desprezados, optando apenas pelo imprescindível (Foto: depositphotos)

A opinião é unânime: não adianta tentar convencer as pessoas a serem minimalistas. Vale mais a sua mudança e, por meio dela, mostrar aos demais que é possível se libertar do consumo desenfreado e ser muito mais feliz.

O jornal espanhol El País define como dar os primeiros passos para ser um minimalista. Uma chamada do periódico indica: “Jogue fora um objeto por dia vai fazer você se sentir melhor”. Além desse conselho valioso, veja agora outras iniciativas para tornar sua vida mais leve:

Levante suas dívidas

Inicie sua jornada para tornar-se um minimalista levantando suas dívidas. Faça um estudo completo do que consome sua renda todos os meses e observe em que você investe o seu dinheiro.

Para se tornar um minimalista é preciso se livrar dos seus débitos supérfluos e não há outra maneira de conseguir isso se não colocando todas as contas “em cima da mesa” e partindo para a análise real da sua situação financeira.

Veja também: Yin Yang: Significado e curiosidades

Encare suas decisões de frente

Nem sempre é fácil tornar-se um minimalista. Você terá que encarar de frente os comentários de pessoas muito próximas que não entendem a sua decisão. Mas não fuja à responsabilidade e seja firme nos seus propósitos.

Com o tempo, as pessoas vão observar que você está sorrindo mais, viajando bastante e de bem com a vida. É claro que você poderá até ter recaídas, mas nada como uma imersão no universo dos minimalistas para perceber que estará no caminho certo.

Saia da sua zona de conforto

Vai viver com menos coisas? Comece se conscientizando que sair da zona de conforto é bem complicado, mas não desista! Para isso, é só imaginar que você está embarcando em uma super viagem.

Sabe quando você está em uma cidade desconhecida e precisa caminhar mais para descobrir lugares interessantes ou contar apenas com uma mala reduzida para se vestir?

No minimalismo é assim: você tem que se adaptar à nova realidade, experimentando coisas novas e vivenciando fatos que antes não faziam parte do seu cotidiano. Com o tempo, isso será um grande prazer.

Se livre do que você não usa

A filosofia minimalista defende o ser do que o ter, valorizando experiências não coisas

O minimalista elimina tudo o que tem multiplicado, como: roupas, sapatos e acessórios (Foto: depositphotos)

É um bom início. Comece descartando aquelas coisas que você não usa. Mas não espere muito: ataque também aquelas que você usa esporadicamente até ter certeza de que você tem o essencial.

Saiba diferenciar o que você quer do que você precisa. Uma boa metodologia é eliminar tudo aquilo que você tem multiplicado: seja tênis, brincos, carros, canetas e tudo aquilo que você acumulou ao longo do tempo.

Veja também: Fases do capitalismo

Faça uma lista de desejos

Pare e faça uma lista rápida dos seus desejos. Mas obedeça uma regrinha básica: esqueça as coisas e foque nas experiências. Coloque ao menos cinco sonhos que você tem e que deseja realizar sendo minimalista.

Uma viagem, um curso ou uma aventura. Faça disso o seu objetivo pelos próximos meses e você perceberá que será muito mais simples realizá-los a partir do momento que o seu dinheiro for direcionado para o que realmente importa.

Sobre o autor

Avatar
Jornalista formada pela Universidade Federal da Paraíba com especialização em Comunicação Empresarial. Passagens pelas redações da BandNews e BandSports, TV Jornal e assessoria de imprensa de órgãos públicos.