,

O que pode cair no Enem sobre a Revolução de 1930

O vice de Getúlio, foi assassinado. O crime foi usado pela oposição para levantar a massa popular contra o governo de Washington Luís

Para entender o que foi a Revolução de 1930, é preciso compreender todo o contexto histórico e acontecimentos marcantes que antecederam o fato em si. O professor de História, João Machado, explica quais foram esses fatos em um vídeo do canal do Sistema Poliedro de Ensino. Fique atento (a) para as questões que podem cair na prova do Enem.

Política do Café com Leite

Antes da Era Vargas, o país era dominado pela Oligarquia Café com Leite que consistia na alternância de poder do país entre os políticos de São Paulo e Minas Gerais. Nessa época, o presidente do Brasil era o paulista Washington Luís. O seu lema era: ‘Governar é abrir estradas’. Essa afirmação já fazia parte de uma percepção do presidente de que era preciso modernizar o Brasil, pois o café, que era a riqueza do Brasil, estava aos poucos perdendo espaço.

Crise de 1929

Seu governo enfrentou muitas dificuldades financeiras, principalmente com a chegada da Crise de 1929, quando a Bolsa de Nova Iorque quebrou e acabou arrastando o restante do mundo. O Brasil parou de exportar café e o resultado foi prejuízo para todos os lados: os produtores tiveram que queimar sacas e mais sacas de café por conta do recuo da economia.

O que pode cair no Enem sobre a Revolução de 1930

Foto: Reprodução/Wikimedia Commons

Esses fatores deixaram ainda mais a população revoltosa e insatisfeita. A oposição passou a questionar mais fortemente o presidente Washington Luís que, para poupar críticas, limitou a liberdade de imprensa e começou a prender seus opositores, tratando-os como criminosos comuns. Essa situação de perseguição, tumultuou ainda mais o ambiente das eleições que aconteceriam ainda no ano de 29.

Reviravolta nas eleições de 29

Mesmo em crise, Washington Luís escolheu um candidato seu para concorrer à presidência. Entretanto, contrariando a antiga política Café com Leite, ao invés de indicar um mineiro, ele escolheu um outro paulista, Júlio Prestes. Isso deixou a elite mineira furiosa. Do outro lado, a oposição apresentou Getúlio Vargas para presidente e João Pessoa para vice. Eles formavam a Aliança Liberal.

Mesmo desgastado, mas com a máquina pública na mão, Washington Luís acabou elegendo o seu candidato, Júlio Prestes, mas o mesmo não chegaria nem a ocupar a cadeira da presidência.

A revolução de 1930

Um estopim mudou todo o rumo da história brasileira. Passada as eleições, o vice de Getúlio, João Pessoa foi assassinado. O crime não teve motivação política, mas foi usado pela oposição para levantar a massa popular contra o governo de Washington Luís.

Apoiado pelos tenentes, os adeptos da Aliança Liberal foram às ruas armados nos estados do Rio Grande do Sul, Minas Gerais e estados do Nordeste. A pressão popular acabou depondo o então presidente Washington Luís e acabando com as esperanças de Júlio Prestes em ocupar o cargo mais cobiçado do país. Na ocasião, Vargas assumiu o poder.

Assista ao vídeo da aula na íntegra aqui: